O que uma festa no Japão pode informar sobre propagação do coronavírus; Coreia do Sul tem 156 casos - Saúde - Estadão

O que uma festa no Japão pode informar sobre propagação do coronavírus; Coreia do Sul tem 156 casos

22/02/2020 00:20:00

O que uma festa no Japão pode informar sobre propagação do coronavírus; Coreia do Sul tem 156 casos

Preocupação com o vírus aumentou com casos registrados no Japão, onde foram reportadas 94 pessoas infectadas. China informou mais de 75 mil ocorrências e mais de 2,2 mil mortes

LEIA TAMBÉMNavio russo suspeito de espionagem coloca Marinha brasileira em alertaE foi exatamente isto. Um motorista com cerca de 70 anos de idade, logo depois adoeceu com febre, e mais tarde seu teste foi positivo para a doença. No mesmo dia do seu diagnóstico, sua sogra faleceu, também infectada pelo vírus. As autoridades descobriram então que mais dez pessoas que estavam no barco também caíram enfermas, incluindo uma funcionária que atendeu os passageiros e era de

Perfil hacker divulga dados pessoais que seriam de Bolsonaro, família e aliados - Política - Estadão Protesto antifascista em Curitiba termina em confronto com a PM - Política - Estadão Duas novas autópsias afirmam que George Floyd foi morto por asfixia

WuhanChina. Outras que não participaram da festa contraíram o vírus depois de entrar em contato com participantes da festa.Funcionários da saúde pública buscaram pistas de uma das maiores incertezas no caso do novo vírus - ou seja, se ele vai se expandir rapidamente além da China, centro da epidemia - e vêm estudando detidamente vários casos que surgiram recentemente no

.A questão se tornou mais urgente com os passageiros deixando o. Especialistas temem que algumas cujo teste foi negativo e foram autorizadas a deixar a quarentena a bordo disseminem a doença em terra do mesmo modo que ocorreu naquela festa no barco.

As autoridades alarmadas se apressam para saber mais sobre como ovírusé transmitido, incluindo quantas pessoas infectadas perceberam algum sintoma, ou nenhum, e se ele pode ser propagado por indivíduos assintomáticos.Katsunobu Kato, ministro da Saúde do Japão, disse que o país entrou em “outra fase” na sua luta contra o coronavírus.

“Os médicos nos institutos de medicina admitem que o número de casos vai aumentar no futuro e que é necessário adotar medidas firmes”, disse ele numa coletiva de imprensa no domingo. O governo anunciou um pacote de medidas urgentes, equivalente a US$ 139 milhões, para conter o surto, incluindo um reforço da sua capacidade de realizar testes e de quarentena.

A preocupação com o vírus aumentou com casos ocorridos no Japão, onde foram reportadas 94 pessoas infectadas, não incluídas as do navio de cruzeiro, e em Cingapura, com 84 casos da doença confirmados, e na Coreia do Sul, com 156 enfermos. A China informou

mais de 75 mil ocorrências e mais de 2.200 mortes.Coreia do Sultriplicou num prazo de três diase 77 casos foram ligados a uma igreja na cidade de Daegu. Em Singapura, o governo identificou cinco grupos e está investigando as conexões entre eles. O vírus foi detectado em pelo menos 25 outros países, a maior parte das infecções envolvendo pessoas que viajaram da China.

MP investiga deputado bolsonarista por 'gabinete do ódio' na Alesp - Política - Estadão Manifestantes protestam contra o racismo em Curitiba; ato termina em depredação 'Ideia não é ter competição', diz cientista brasileira que integra pesquisa da vacina de Oxford - Saúde - Estadão

“O que nos preocupa é a transmissão verificada na comunidade em países fora da China”, disse Raina Macintyre, chefe do programa de biossegurança no Kirby Institute da Universidade de New South Wales, em Sydney. “Isto porque uma vez que o vírus se propaga e uma transmissão vem ocorrendo em dois continentes, isso significa uma pandemia”, acrescentou ela.

Muitos casos virais são difíceis de investigar e isto vale especialmente para a atual epidemia de coronavírus em que muitas pessoas infectadas afirmam não ter nenhum sintoma. Se pessoas assintomáticas podem disseminar o vírus será muito mais complicado conter sua propagação, uma vez que ele é transmitido sem que a pessoa portadora saiba.

“Há transmissões silenciosas” por causa da natureza do vírus, afirmou Shigeru Qmi, diretor emérito regional daOrganização Mundial da Saúde ()- para a região do Pacífico ocidental, em uma entrevista na segunda-feira, 17.

Segundo David Heymann, epidemiologista da Escola de Higiene e Medicina Tropical, de Londres, ainda não existem evidências definitivas de que as pessoas assintomáticas podem transmitir a doença. Consulte Mais informação: Estadão »

Casos de coronavírus na Coreia do Sul quadruplicam em 2 dias'A janela de oportunidade para conter o surto ainda exista, mas está se fechando', diz a Organização Mundial da Saúde Culpa do Bolsonaro Nem estava levando muito a sério não... mas reparou que de uns tempos para cá na China ta aumentando vertiginosamente o números de mortos? Osso

Coronavírus: Coreia do Sul registra primeira morte - CartaCapitalOs casos de contágio no país chegam a mais de 100, quase metade deles em uma seita religiosa; total de mortes na China passa de 2.100 huuu

A seita apontada como ‘viveiro’ do coronavírus na Coreia do SulPelo menos menos 30 das 53 novas infecções pelo Covid-19 na Coreia do Sul foram registradas entre membros da Igreja Shincheonji em Daegu, uma cidade de cerca de 2,5 milhões de pessoas. Eita

A seita apontada como 'viveiro' do coronavírus na Coreia do SulPelo menos 30 das novas infecções pelo Covid-19 foram registradas na quinta-feira entre membros da seita em Daegu, uma cidade de cerca de 2,5 milhões de pessoas. Qualquer lugar lotado com um infectado vai ter esse problema, tipo Carnaval.... Fim do mundo mesmo

Coreia do Sul registra primeira morte por coronavírusCidade de Daegu, no sudeste do país, vive surto da doença com ao menos 40 casos relacionados a uma seita religiosa

Coreia do Sul registra primeira morte por coronavírusCidade de Daegu, no sudeste do país, vive surto da doença com ao menos 40 casos relacionados a uma seita religiosa Mddc que matéria confusa Seita religiosa ? Queee?