Na reabertura do comércio em Manaus, lojas do centro têm movimentação tímida - Saúde - Estadão

Na reabertura do comércio em Manaus, lojas do centro têm movimentação tímida

02/06/2020 09:30:00

Na reabertura do comércio em Manaus, lojas do centro têm movimentação tímida

Na área central, lojas de sapatos, roupas e joalherias voltaram a funcionar; Apesar da chuva, a movimentação no centro foi considerada razoável pelos lojistas

, nesse primeiro ciclo retomaram as atividades: lojas de artigos variados como cama, mesa e banho, além de roupas e calçados; joalherias e relojoarias; serviços de publicidades e afins; petshops; agências de turismo; concessionárias; óticas; atendimento presencial médico e odontológico (com prévio agendamento); floriculturas e bancas de revistas em locais públicos.

Gato sobrevive a 12 minutos dentro de uma máquina de lavar Sobre aqueles que não mudaram - Geral - Estadão Campanha arrecada mais de 260 quilos de ração para ajudar ONGs protetoras de animais no Paraná

Na área central de Manaus, lojas de sapatos, roupas e joalherias voltaram a funcionar. Apesar da chuva, a movimentação no centro foi considerada razoável pelos lojistas. Proprietário de uma loja de roupas, Amer Aarmudi acredita que o clima atrapalhou, mas que nos próximos dias deve haver uma melhora na circulação de clientes e consequentemente aumento nas vendas.

"Se continuar aberto está bom, mesmo com a chuva tem gente comprado, imagina se não tivesse. Acredito que se o movimento continuar bombando, a gente consegue se recuperar em três meses", disse. O empresário, que é palestino e mora em Manaus há 20 anos, afirmou que teve uma perda em torno de R$ 150 mil, com a loja fechada desde março, e teve que demitir cinco funcionários, do total de sete contratados."Eu prefiro ficar em pé e vender também do que contratar, nesse momento. Preciso economizar com tudo o que puder, inclusive com funcionário, porque no fim do mês o dono do local cobra o aluguel", explicou.

Já para a gerente de uma loja de sapatos Andréia Ferreira, a expectativa para retorno das atividades é imensa, mas que é necessária uma atenção redobrada aos protocolos recomendados para preservar a saúde de colaboradores e clientes.

"Nós estamos com todos os procedimentos: máscara, luvas e álcool em gel disponíveis tanto para colaboradores como para clientes na porta da loja. Nós estamos com uma expectativa muito grande, parcialmente nós já estamos com 20% das vendas que fazemos no dia e a tendência é melhorar. Apesar de atendermos online, o cliente gosta de ver e tocar o produto, isso faz diferença", declarou.

Conforme o presidente daCâmara de Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL-Manaus), Ralph Assayag, a estimativa é que em torno de 30 mil funcionários foram demitidos durante o período de fechamento das lojas. Um medo que foi sentido por Jailson de Souza, que trabalha há cinco anos como vendedor.

"Acho que todo mundo, tanto vendedor como gerente, sentiu (o impacto). Ficava pensando 'quando eu voltar não sei como vai ser', 'vou perder meu emprego?'. Foram quase três meses, a gente parado dentro de casa e sem receber comissão das vendas. Foi difícil, pra gente que paga aluguel, não contávamos com isso (paralisação das atividades), tivemos que reduzir as despesas", disse e afirmou que espera uma melhora com a retomada das atividades."Graças a Deus está tudo ordem, vamos trabalhar para recuperar o que perdemos. Espero que as coisas melhorem com essa nova retomada", completou.

Adolescente morre atingido por tiro acidental da arma do pai durante caça de javali em Olímpia Estudante carioca cria projeto de bate-papo com idosos para acabar com a solidão na quarentena Citados em ‘rachadinha’ continuam com cargos - Política - Estadão

Embora haja uma expectativa de melhora na receita, para lojistas e empresários, o cenário muda quando se trata de consumidores. A dona de casa Ellen Fragoso aproveitou a reabertura para comprar utensílios de cozinha, mas para ela ainda é muito recente e comércio não deveria estar aberto.

"Como eu estava precisando comprar xícaras, o lugar mais em conta é essa loja no Centro de Manaus. Então vim aqui por isso, não porque eu quis vir, foi mais uma necessidade. Mas eu acho que está muito recente, na minha opinião não deveria ter aberto é muito recente, ainda não me sinto segura em vir pra cá", declarou.

Para as amigas Ariana Santos e Suelly Néris, que estavam no local para realizar compras, novos surtos do coronavírus ainda podem acontecer e também concordam que ainda é cedo para retornar às atividades."A gente veio fazer outras coisas e aproveitamos para fazer compras. Eu não acho (que é o momento). Acho que ainda vai parecer muita coisa porque nem todo mundo vai saber quem está contaminado, quem não está. Então, estamos praticamente arriscando a vida", disse Ariana.

FiscalizaçãoListado apenas para reabrir no 2º ciclo do planejamento, algumas lojas de telefonia e informática já estavam em funcionamento. Uma delas, localizada na Avenida 7 de Setembro, foi flagrada pela reportagem.Segundo a gerente, que não quis se identificar, o estabelecimento estava aberto apenas para reorganizar os produtos e que nenhuma venda estava sendo realizada. No entanto, foi possível notar clientes analisando produtos com auxílio de vendedores.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM) informou que as fiscalizações estão ocorrendo em parceria com a Polícia Militar e órgãos municipais. Entretanto, falta colaboração dos comerciantes para cumprir o planejamento estabelecido pelo governo.

"As equipes estão empenhadas, mas falta colaboração por parte de comerciantes, que vêm burlando as regras. Em alguns casos, eles fecham portas ao perceberem a chegada da fiscalização na área. A aplicação de notificações e multas é atribuição dos órgãos municipais", esclareceu em comunicado.

Guardas ambientais resgatam filhote de cervo que escapou de ataque de cães em mata no ABC Paulista 'Sandy e Junior: A História': Dupla diz que documentário da carreira é como 'terapia aberta' PM é flagrado invadindo casa e dando tapa no rosto de morador em SP; veja

Caso a população presencie locais abertos em desacordo ao plano estabelecido, pode denunciar pelo 190.Em uma semana, casos confirmados aumentam em mais de 10 mil Consulte Mais informação: Estadão »

ERRADO, VER TEMPERATURA DA PESSOA, POIS ELA PODE ESTA INFECTADA, É A FEBRE VIR DEPOIS JÁ DENTRO DO ESTABELECIMENTO. SEM REMÉDIO E SEM VACINA ,O MELHOR É O DISTANCIAMENTO. grazadeus, talvez tenham saído da quarentena mais espertos. o que essa gentalha precisa tanto comprar que nao pode ser online? Que desespero pra gastar é esse?

Aqui na baixada santista, mais precisamente em SANTOS, vejo um monte de gente sem mascaras, quase ninguém respeitando o distanciamento e várias aglomerações! Escolha difícil, comprar ou morrer entubado coaliraa Tímida

Enfim, as máscaras compradas na China estão chegando ao País - Saúde - EstadãoOperação, coordenada pelo Ministério da Infraestrutura, prevê a realização de 42 voos, dos quais 12 já foram realizados, para trazer o material Daquelas bem fininhas... Bem na hora 1 para cada brasileiro?

Dirigente do Botafogo é citado em investigação de desvios na saúde no Governo WitzelGerente jurídico do Alvinegro, Anibal Rouxinol Segundo, teve o escritório de advocacia vinculado a um contrato suspeito de R$12 milhões com distribuidora de medicamentos

Se teve corrupção na Saúde, Witzel ‘não sabia’, diz defesa ao STJ | RadarAdvogados do governador alegam que é ‘humanamente impossível tomar parte das numerosas e complexas etapas dos processos de contratação’ radaronline Então tá tudo bem. Tá explicado kkkk radaronline mas falso q nota de 3 esse 'não sabia' radaronline Kkkkkkkkkkk

Informalidade na América Latina afeta luta ao coronavírus - Internacional - EstadãoCom 54% de trabalhadores informais na região, medidas de isolamento impedem obtenção de renda e acabam sendo descumpridas Inter É o que tínhamos para hoje. Inter Vamos fazer mais reformas liberalóides q vai melhorar!😡 Inter se voce acha que reduzir salario em 25% é muito, então aguarde

Trump inclui movimento 'Antifa' na lista de organizações terroristas - Internacional - EstadãoMovimento ocorre em meio a uma onda crescente de protestos em diversas cidades americanas após o assassinato de George Floyd Inter e a supremacia branca é democrática? kkkk piada esse velho Inter Certíssimo. Inter E tá errado?

Mesa na calçada, reserva e fim de filas são futuro de bares e restaurantes - Infográficos - EstadãoEstabelecimentos em SP não devem adotar medidas mirabolantes, mas buscam soluções como venda de pacotes com horários determinados e até divisórias de acrílico quando puderem voltar a funcionar Duvido Pós? E o trabalhador não vai mais ser transportado como sardinha enlatada.