Exploração de madeira avança em três Estados da Amazônia, mostra estudo - Sustentabilidade - Estadão

Exploração de madeira avança em três Estados da Amazônia, mostra estudo

05/09/2021 05:10:00

Exploração de madeira avança em três Estados da Amazônia, mostra estudo

Levantamento feito por entidades aponta Mato Grosso, Rondônia e Amazonas como os mais afetados; falta de detalhamento de dados públicos impede diferenciar o que é extração regular e a ilegal

(0,2%)."É a primeira vez que estendemos essa medição do impacto na exploração de madeira na Amazônia. Antes, o algoritmo media apenas dois Estados, Mato Grosso e Pará, mas agora abrange sete Estados", explica Marco Lentini, do Imaflora.

Priscilla Alcantara vence 'The Masked Singer': Unicórnio foi de estrelinha da TV a popstar gospel Aziz: Tipificações de genocídio e homicídio foram retiradas do relatório 'Todas as companhias precisam repensar como transportam animais', diz dono de cachorro que morreu em voo da Latam

Segundo o especialista, o mapa da exploração de madeira mostra que a pressão das derrubadas na floresta para a sua retirada aponta uma alteração no"arco de fogo". Essa é uma faixa de terra que no mapa vai do Acre, passando por Rondônia e sul do Amazonas, norte de Mato Grosso, chegando ao Pará e o Amapá. A extração agora atinge fortemente também áreas mais centrais dessa curva, principalmente na altura da fronteira do Amazonas.

Estudo mostra extração em unidades protegidasLentini destaca que os dados apontam um forte impacto da exploração em áreas públicas. O ranking da atividade madeireira sinaliza o ataque em áreas que deveriam estar livres da ação predatória. A retirada de madeira atinge 28.112 hectares, 6% do total explorado na Amazônia, acontecendo dentro das Unidades de Conservação. headtopics.com

A ação ocorre também em 24,8 mil hectares deTerras Indígenas(5%). A área indígena mais atingida, entre as dez que registraram exploração de madeira, foi Tenharim Marmelos, no Amazonas, com 6.330 hectares afetados pela retirada de madeira."Esse é um dos principais pontos do levantamento", diz Lentini."Pelo menos um quarto da extração já acontece em terras públicas, unidades de conservação e terras indígenas", avalia o pesquisador.

Ele argumenta ainda que os governos estaduais dificultam o acesso aos dados. Para o pesquisador, isso impede a leitura exata do que é desmatamento legal, autorizado em áreas privadas, e a ação ilegal nas fazendas."Esse é um ponto de dificuldade na obtenção das informações, mas já é possível ver que a pressão sobre a floresta avança pelo centro do 'arco de fogo'", pondera Lentini.

Pelo levantamento,eColniza, ambos em Mato Grosso, são as áreas que concentram a maior pressão de exploração de madeira por município no ano.Porto Velho, capital de Rondônia, foi a terceira colocada, seguido pelos amazonenses

ManicoréeLábrea. Depois aparecem outras três cidades da fronteira pressionada pela extração de madeira no MT: Consulte Mais informação: Estadão »

O Assunto #561: Aula presencial - hora de reverter a evasão

A partir desta segunda-feira (18), os alunos das redes estaduais de São Paulo, Bahia e Mato Grosso voltam às aulas 100% in loco - além deles, mais 11 Estados optaram pelo presencial. Urgência no retorno às escolas é para garantir acesso a mais de 5 milhões de estudantes privados à educação durante a pandemia.

Culpa de Dilma e Lula AlmirSi75167420 'Difícil escolha' , estadinho de merda. Pra onde vai tais madeiras, é só não comprar se o mundo está tão preocupado!.. O mercado europeu é o maior cliente dessa madeira ilegal. Pela movimentação que está havendo em Brasília, não são os caminhoneiros que estão aqui. São os caminhões do agronegócio que tem interesse no desmatamento por consequência a manutenção deste presidente que é um inimigo declarado do meio ambiente e da democracia.

WagnerSouzaVie4 Mourão já tem apoio militar para substituir Jair Bolsonaro, que lança o Brasil no caos e ameaça implantar uma ditadura miliciana no País Se por alguma manobra política/jurídica chegar-se ao ponto de um consenso em torno do afastamento de Bolsonaro,o Mourão assumiria a presidência Inacreditável!

Maioria em sua quase totalidade comprada pela União Europeia! Depois reclamam do desmatamento! Só tonto não vê essa hipocrisia, dos assim chamados 1° Mundo! BlogdoNoblat Sempre existiu

Em iniciativa pioneira, ribeirinhos captam e utilizam energia solar na Amazônia - Sustentabilidade - EstadãoSistema de 132 painéis, implementado em cidade próxima de Manaus, garante luz para 32 familias Novas técnicas de produção mostram como produzir mais carne sem grilagem Se o Bolsonaro quer participar de passeatas, motociatas e carreatas é problema dele. O que não pode é incitar INSUBORDINAÇÃO nas PM's, apoiar ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS e AMEAÇAS, pedindo 'intervenção militar', o fechamento do STF e do Congresso, pois isso é CRIME! ForaBolsonaro

Lá vem as notícias sensacionalistas. Esse blog não melhora nunca. Se o Bolsonaro quer participar de passeatas, motociatas e carreatas é problema dele. O que não pode é incitar INSUBORDINAÇÃO nas PM's, apoiar ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS e AMEAÇAS, pedindo 'intervenção militar', o fechamento do STF e do Congresso, pois isso é CRIME! ForaBolsonaro

Os três estados citado Amazonas, Rondônia e Mato Grosso são governado por Bolsonaristas ñ se pode esperar nada dessa gente em relação a preservação ambiental. Para encher os bolsos de alguns, todos os outros devem apagar a luz, ou tirar um ponto de energia em casa e ainda pagar uma conta cara como nunca se viu. Desmatamento, agronegócio e mineração. O Brasil que não dá certo.

RosadosVentos__ Crime, GENOCÍDIO contra Natureza 🤬 Só três? É brincadeira... a Amazônia tá pegando fogo...eu fui num lugar no Pará que parece com o sertão nordestino E o Sales sumiu.... MENTIRA, NA TV APARECE Q O BOZO ACABOU COM A QUEIMADA E O DESFLORESTAMENTO NA AMAZÔNIA. Não temos governo Quem compra?

Produtos da floresta, ecoturismo e parcerias: caminhos para proteger a Amazônia - Sustentabilidade - EstadãoIniciativas solidárias, pesquisas e parcerias apontam formas de recuperar principal bioma do Brasil Se os agromilionários fossem inteligentes, investiram em desenvolvimento sustentável. Mas não pensam no futuro de seus próprios filhos. Só em lucro imediato e devastação. Todos lucram... inclusive é hora de proteger as reservas ambientais e as terras indígenas dos grileiros, garimpeiros, desmatadores e do próprio agronegócio exportador de grãos...enquanto aqui não podemos comprar arroz e enfrentamos a crise hídrica.

Difícil Continua passando a boiada 😢💔 DESMATAMENTO BANDO DE CUZÃO FILHO DA PUTA FEZ FACULDADE NO TELECURSO PORRA Que triste.....depois querem chuva....não cuida da Amazônia....esse é governo do desmatamento.....socorro....

Anti-inflamatório e anticoagulante reduzem risco de morte por Covid-19Em estudos, o baricitinibe, da Eli Lilly, e o Xarelto, da Bayer, diminuíram as chances de ocorrência de complicações graves da doença Ah! Não é cloroquina nem remédio pra piolho? Hum, que curioso. JURA!!!! Matéria 'demissão por justa causa' do dia. Pelo jeito, os jornais não aprenderam nada com a cloroquina e ivermectina e estão cagando para o povo.

Ansiedade e depressão têm aumento explosivo entre crianças e adolescentesO porcentual de jovens ansiosos saltou de 11,6% antes da pandemia para 25,2% agora — um aumento superior a 100% Foda-se, importante é não pegar covid 🤪 Há um ano a excelentíssima Ministra DamaresAlves fez esse grave alerta,mas os maconheiro de redações só sabem zombar dos abusos sexuais sofridos por ela qdo criança,e da sua tentativa de suicídio aos 9 anos de idade,a conta chegou. Culpa da china.

À moda antiga: livro digital ensina a reproduzir trajes históricos usados no BrasilE-book gratuito baseado em estudos de pesquisadores da USP investiga a produção e a identidade cultural presentes na moda e na vestimenta dos brasileiros do século XIX evauviedo usponline modistasurreal =) usponline Já pegou tupaguerra ? usponline Produzir essas roupas cheias de panos para quem usar? Brasil tropical e liberdade para mostrar o corpo ninguém vai querer !

Covid-19: Mais de 134 milhões de brasileiros receberam a 1ª dose da vacinaLevantamento de VEJA acompanha a quantidade de pessoas imunizadas em todos os estados do país