De ioga a contação de histórias, lives de Instagram ganham espaço durante quarentena - Saúde - Estadão

De ioga a contação de histórias, lives de Instagram ganham espaço durante quarentena (via @EstadaoSaude)

26.3.2020

De ioga a contação de histórias, lives de Instagram ganham espaço durante quarentena (via EstadaoSaude)

Professores e profissionais de áreas diversas criam agendas de ‘lives’ nas redes sociais para compartilhar experiências de forma gratuita

Guia do Trabalho Remoto SÃO PAULO - “Sem tempo, irmão. Estou com a agenda cheia de lives”, brinca uma postagem na internet, que resume a mudança de hábitos de parte da população neste momento de necessário isolamento social diante do avanço do novo coronavírus . Assim como famílias e amigos têm adotado métodos para conversar por vídeo à distância, professores e profissionais de áreas diversas utilizam a tecnologia para transmitir ensinamentos ao vivo e de forma gratuita, geralmente pelo Instagram - em que dura por apenas 24 horas, antes de ser automaticamente apagado. Os tipos de conteúdo variam: vão de artesanato, a música, idiomas, exercícios, culinária e atividades para crianças, entre outros. Até famosos têm aderido à ideia, como a cantora Anitta, que está fazendo lives diárias com outros profissionais, em que ela participa de aulas de introdução ao francês, ginástica e outros temas. A professora de dança Isadora Zendron, de 31 anos, de São Paulo, começou na semana passada a realizar três aulas semanais de “Boate Class”, com coreografias para dançar em festas. Assim como costumava ocorrer nas presenciais, as aulas pela live são com luzes coloridas, semelhantes a de uma balada, e as roupas vestidas pela instrutora são inspiradas na moda dos anos 80 e 90. “A ideia é criar esse ambiente de que estamos em uma boate. E, na boate, nunca se erra, sempre se dança do nosso jeito”, compara. “É para incentivar as pessoas a fazerem na casa delas. É muito fácil, quando se está em casa, ficar de pijama o dia inteiro. Convido a botar o ‘lookinho’, fingir que se está saindo de casa.” Isadora conta que alunos habituais têm participado das transmissões junto de colegas de apartamento, amigos e familiares. Em uma das lives, chegou a reunir mil pessoas. “Estou conseguindo atingir gente que nunca atingiria se não fosse a internet, de outros países. Minha aula tem muito mais essa questão de movimentação, de se divertir, dar risada, do que de perder peso”, conta. “Tiveram amigos que combinaram de fazer a aula junto por hangout (videochamada), para dançarem, como se fosse uma festinha.” Já Vanessa Joda, de 40 anos, uma das idealizadoras do Yoga Para Todos, de São Paulo, juntou-se com outras instrutoras para criar um cronograma de transmissão de aulas de yoga e meditação diárias. “No primeiro dia, tivemos quase 700 pessoas, foi uma loucura.” “Começo trocando um pouco de ideia, aí vem a aula, faço o relaxamento e tem uma mini roda de conversa (com os espectadores que comentam na transmissão)”, explica. “É tudo novo para mim também, fico super preocupada porque não estou vendo as pessoas.” Ela conta que a yoga também tem a vantagem de não exigir grandes espaços e acessórios. “Precisa só dela (da pessoa). Um tapetinho também é melhor. Como a maioria não tem, pode ser um tapetão mesmo, daí coloca uma canga ou uma toalha em cima (diretamente no chão não é recomendado, porque pode escorregar).” “A ioga é uma ferramenta que ajuda muito as pessoas nesses processos (de tensão). Você precisa estar lá, respirar. Cada pessoa no seu tempo, fazendo o que pode”, explica. “A minha mãe, que nunca tinha praticado, fez pela primeira vez na semana passada, com 76 anos." Lives também trazem atividades para fazer com crianças A experiência também é nova para confeiteira Karina Palmquist, de 42 anos, de Curitiba, que fez uma transmissão ao vivo pela primeira vez no fim de semana. “Foi a primeira live da minha vida, estava super nervosa, ainda mais com os meus filhos em casa”, comenta. “Mas isso também mostra um pouca a realidade de muitas mães.” A ideia surgiu como uma atividade durante a quarentena que está fazendo com o marido (hipertenso), a mãe (idosa) e os filhos (asmáticos, e um deles também autista). “Não estou entregando encomendas, cancelei tudo. Resolvi cuidar da gente nesse período (de pandemia)”, comenta. “Além de me ajudar ocupando a cabeça, ajuda outras mães. Precisamos estar juntas nesse momento.” As receitas escolhidas são versáteis e com ingredientes que grande parte das pessoas têm em casa. As três primeiras foram de biscoito, bolo e pão. “São massas que se pode criar vários sabores, com vários formatos”, explica. “Ajuda as mães que devem estar passando por isso, de pensar ‘o que faço com as crianças trancadas dentro de casa’, além de diversificar o cardápio.” Já a contadora de histórias Mariane Bigio, de 32 anos, do Recife, começou a fazer lives diárias há uma semana. Junto com outras profissionais do meio, criou uma cronograma para permitir que os pais tenham programação durantes várias faixas de horário ao longo do dia, organizadas pela hashtag #viralizahistoria e #quarentenacriativa. “Tem pela manhã e até a noite, tem histórias com os mais diversos sotaques, com livros, sem livros, autorais.” Ela conta que tenta criar um ambiente interativo durante as transmissões. “Fico acompanhando os comentários (durante as lives), às vezes paro a história e falo: ‘Lucas, do Mato Grosso, você viu isso que aconteceu?’, assim parece que eles estão comigo, presentes na história”, conta. Durante a live, Mariane também ensina uma atividade relacionada à história. Em uma das transmissões, por exemplo, mostrou como se faz a dobradura de uma borboleta. Além disso, costuma encerrar os vídeos cantando uma adaptação que criou para a música “O sapo não lava o pé”, que virou “O sapo que não lava a mão”. “Sempre penso em uma atividade ligada à história, também pensando em ter um desdobramento offline. A gente fala tanto das telas, de não ser bacana expôr demais. Nesse momento a gente tem que ficar mais tranquilo com isso, mas, ao mesmo tempo, pensar em aproveitar esse tempo de outra forma, com atividades manuais, que estimulam a criatividade.” Ela conta que as transmissões chegam a reunir até 2 mil pessoas, número que chega a cerca de 3,4 mil com as pessoas que assistem ao vídeo já gravado. O conteúdo também é repostado no YouTube. “A gente está isolado por um bem maior, mas isso não quer dizer que a gente está sozinho, a gente está conectado.” Confira os perfis para assistir as lives Boate Class Horários: aula fixa na quarta-feira, 19h, e em outras duas datas por semana Mais informações: Consulte Mais informação: Estadão

Saude de ioga eu nao entendo mas de confusão com a china o eduardo e esses caras entendem kkkkk

Colégios vão receber filhos de profissionais de saúde do Hospital Albert Einstein - Saúde - EstadãoColégios vão receber filhos de profissionais de saúde do Hospital Albert Einstein

Prefeitura de SP ganha doação de 90 mil máscaras da China - Saúde - EstadãoAção conjunta da Secretaria de Relações Internacionais e do Consulado da China resulta ainda na doação de mil uniformes para ajudar no combate a pandemia; material deve chegar até 6 de abril Sei 👁️👁️ Devolve. Dória é um vendido.

Governo de SP quer alteração em regras de isolamento previstas pelo governo federal - Saúde - EstadãoSecretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, afirmou que São Paulo vai pedir alteração na portaria do Ministério da Saúde que solicita o isolamento de pessoas que confirmadamente tiveram contato com pessoas infectadas SaoPaulo SP vai sobreviver ao vírus, mas ao Doria OSSO SaoPaulo SÃO OS SEIS BANCOS ANUNCIANTES DA IMPRENSA MUDA. Em delação, Eike conta que manipulava mercado com ajuda de seis bancos

Vendas de produtos de saúde, limpeza e alimentos disparam na América Latina - Economia - EstadãoPesquisa da Nielsen mostra que a chegada do novo coronavírus causou corrida às compras de itens similares em seis países da região Economia Eu ando comendo dobrado pq passo mais tempo em casa, tbm lavando e limpando dobrado pq sujo muito mais 🤣🤣

Messi faz doação de 1 milhão de euros a hospital de Barcelona - Esportes - EstadãoEspanha vem se tornando um dos países mais atingidos pela pandemia do novo coronavírus nos últimos dias Esporte Aprende neymarjr Esporte Cadê os bilionários brasileiros para fazerem uma doaçãozinha! Liviamorenita Esporte Agora chama o parça Neymar Jr pra fazer a mesma coisa

‘Orçamento de guerra’ pode ter vacina contra ‘estado de sítio’ de Bolsonaro - Economia - EstadãoMinuta de PEC traz propostas que poderão determinar a requisição de bens e serviços ou que o Congresso decrete a obrigação de permanência de pessoas em localidade determinada Economia Um ideia: todo servidor público (do executivo, legislativo e judiciário) que receber acima de 20k Reais mensais, deve ter o excedente redirecionado para um fundo de ajuda aos desempregados que surgirão desta crise. quarentena coronavirusbrasil Economia Parabéns Presidente Bolsonaro pelo excelente Discurso sem tocar o pânico na população! A imprensa Podre continua tocando o Pânico!



Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise

Mesário, sócio do Vasco, assinante do BBB: dados pessoais de general Heleno viram piada na internet - Política - Estadão

Bolsonaro apaga vídeo de desabastecimento em BH

Diretor de TV se desculpa após fazer comentários racistas sobre Maju e Thelma - Emais - Estadão

Barroso proíbe que Bolsonaro faça campanha para população furar isolamento

Vídeo do diretor da OMS foi tirado de contexto para validar discurso de Bolsonaro

'Bolsonaro deveria ter cuidado maior em relação ao que posta', afirma Maia - Política - Estadão

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

26 março 2020, quinta-feira Notícia

Notícias anteriores

Ciência e tecnologia - para onde olha a humanidade hoje? - Mar Sem Fim

Próxima notícia

Deputado aparece com cachorrinha no colo em sessão virtual do coronavírus
'Caiam na real: governadores e prefeitos oferecem esmolas com dinheiro alheio', diz presidente do BB - Economia - Estadão Governadores do Sul e Sudeste pedem urgência à União para evitar 'colapso econômico', diz Doria - Política - Estadão Bradesco, Itaú e Santander doam R$ 50 milhões para compra de máscaras Curado da covid-19, Alcolumbre defende decisões de governadores por isolamento - Política - Estadão Médica que cuidou de Bolsonaro, após facada em MG, está internada com novo coronavírus - Saúde - Estadão Mandetta diz que Brasil tem 'plano de logística' para buscar equipamentos na China - Saúde - Estadão Covid-19 já mata mais por dia que a tuberculose, doença infecciosa mais letal do mundo Presidente das Filipinas autoriza policiais a matar quem violar quarentena Ao deixar de recomendar quarentena, Bolsonaro se isola de líderes globais Coronavírus: Filipinas ordena a policiais matar quem violar quarentena Coronavírus: é seguro ir ao mercado ou pedir comida em casa? Neto diz que Neymar deveria voltar ao Barça e se casar com Marquezine: 'Ganharia 3 bolas de ouro e a Copa'
Da Vera: Ao se associar a Lula, Doria comete seu maior erro na crise Mesário, sócio do Vasco, assinante do BBB: dados pessoais de general Heleno viram piada na internet - Política - Estadão Bolsonaro apaga vídeo de desabastecimento em BH Diretor de TV se desculpa após fazer comentários racistas sobre Maju e Thelma - Emais - Estadão Barroso proíbe que Bolsonaro faça campanha para população furar isolamento Vídeo do diretor da OMS foi tirado de contexto para validar discurso de Bolsonaro 'Bolsonaro deveria ter cuidado maior em relação ao que posta', afirma Maia - Política - Estadão 'Em qual presidente devemos confiar?', questiona Doria sobre Bolsonaro - Política - Estadão Mortos em casa e cadáveres nas ruas: o colapso funerário causado pelo coronavírus no Equador Auxílio emergencial a informais aguarda há 48 horas na mesa de Bolsonaro para sanção - Economia - Estadão Depois de fracasso com 'o Brasil não pode parar', governo lança slogan 'ninguém fica para trás' - Política - Estadão Mandetta nega que OMS tenha pedido fim do isolamento e defende quarentena dos Estados - Política - Estadão