Rui Rio, Psd

Rui Rio, Psd

Situação não é muito diferente de guerra e é preciso dar um abanão para ver se governo entra na linha

'Portugal vive uma situação dramática

21/01/2021 22:21:00

'Portugal vive uma situação dramática

'Portugal vive uma situação dramática. A situação que Portugal vive não é muito diferente de uma guerra', pelo que temos de estar 'unidos enquanto nação' e garantir o 'cumprimento das regras', disse Rui Rio .

...O PSD está de acordo com a decisão anunciada hoje pelo primeiro-ministro de fechar todas as escolas por 15 dias, considerando que esta só peca por tardia e que o Governo não a adotou antes porque o sistema de ensino não está preparado para o regresso às aulas não presenciais.

Patrícia Mamona emociona-se no pódio Jesus: «Quando jogam com o Benfica só oiço os treinadores 'mata, mata, mata...' Mas mata o quê?» Arquivo histórico é um dos maiores patrimónios da RTP

 Numa declaração efetuada esta tarde e muito crítica do Governo, Rui Rio disse ter um"lamento muito grande" de que"se feche as escolas e os alunos vão ter uma situação pior do que em abril, pois agora não vão ter aulas à distância".

 "Já percebemos porque não fechou as escolas e só o fez agora com a pressão da opinião pública. Não o fez porque tinha consciência de que não estava preparado para o fazer. Isto tem de ser dito", disse. headtopics.com

 Rui critica o"desgoverno" do Executivo de António Costa, tendo por várias vezes classificado desta forma a atuação do governo."É de lamentar o desgoverno em que o país tem andado", disse Rio, apesar de reconhecer que o"trabalho do governo não é nada fácil" e por isso"tenho poupado nas críticas".

 "Tenho feito isso em nome do interesse nacional", mas"não pode continuar assim", pois"não se inspira confiança nas pessoas" numa altura em o SNS está a"rebentar pelas costuras". "É preciso dar um abanão para ver se o governo entra na linha, pois assim Portugal não vai vencer esta batalha, da forma como poderia vencer, ou seja, mais cedo do que aquilo que vai acontecer", afirmou o líder do PSD.

 Depois de criticar o não adiamento das eleições presidenciais e de apelar ao voto neste domingo, Rio fez depois um apelo aos portuguesas para que cumpram as regras do estado de emergência. "Portugal vive uma situação dramática. A situação que Portugal vive não é muito diferente de uma guerra", pelo que temos de estar"unidos enquanto nação" e garantir o"cumprimento das regras".

  Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

POIS vive, tótós. O natal teve consenso, né!! Cambada.