Ímpar, Música, Saúde Mental, Bem-Estar, Relaxar, Metro, Área Metropolitana De Lisboa, Área Metropolitana Do Porto

Ímpar, Música

Pare, escute e olhe: esta quinta e sexta, há música ao vivo no Metro de Lisboa e do Porto

Música: Pare, escute e olhe: esta quinta e sexta, há música ao vivo no Metro de Lisboa e do Porto

27/10/2021 18:38:00

Música : Pare, escute e olhe: esta quinta e sexta, há música ao vivo no Metro de Lisboa e do Porto

A iniciativa, desenvolvida pelo Programa Nacional para a Saúde Mental da Direcção-Geral da Saúde, organiza pela primeira vez 18 concertos nas seis principais estações das linhas do metropolitano das duas cidades.

Foto"Consciencializar as pessoas para a promoção do bem-estar físico, psicológico e social" é o objectivo deste projectoNicolau Botequilha/ArquivoAs estações de metro são dos locais mais movimentados de cidades como Lisboa e Porto, percorridas todos os dias por milhares de pessoas, mas sendo poucas as que lá permanecem por mais de dez minutos. É exactamente entre a correria do dia-a-dia e a azáfama dos centros metropolitanos que a iniciativa

Fernando Gomes: «O Ronaldo tem um impacto brutal nas nossas finanças» Adeptos do Flamengo cantam a plenos pulmões por Jorge Jesus: «Olé, olé olé olé! Míster! Míster!» Jorge Jesus nas redes: Nação rubro-negra não desiste do sonho

Há Música no Fundo do Túnel, promovida pelo Programa Nacional para a Saúde Mental da Direcção-Geral da Saúde, convida a abrandar o passo e parar, não só para escutar os 18 concertos espalhados pelas estações, mas também para

darmos ouvidos aos sinais de alerta do nosso corpo e mente. Contando com a participação de mais de uma dezena de artistas dos mais variados estilos musicais, o projecto inicia-se nas estações de S. Bento, Bulhão e Casa da Música, no Porto, já esta quinta-feira, 28 de Outubro, com as actuações do Coro do Hospital de Magalhães Lemos, Edu Mundo, Marrokan Zé, Filipe Furtado, Nuno Melo, Viajante DHC, Rui Maio e Débora Papa.  headtopics.com

No dia seguinte, é a vez das estações lisboetas do Cais do Sodré, Marquês de Pombal e Alameda receberem David Pessoa, Riot, Death Disco Disaster, Fio à Meada, Sitah Faya x Spock, Cria e Afixa, Nando Nobre, Avan Gra, Kra Z Mic. Os horários dos concertos foram ainda pensados estrategicamente para coincidirem com os momentos de maior afluência, estando assim programados para as horas de ponta da manhã, das 8h30 às 10h30; da tarde, entre as 12h30 e as 14h30; e, por último, da noite, a começar pelas 17h30 e a terminar pelas 20h30. 

“A ideia é desenvolver esta acção nos sítios públicos em que passamos todos os dias, seja a ir para o trabalho ou a voltar dele, e então lembrámo-nos dos metros”, explica a médica de saúde pública Diana Martins Correia, do Programa Nacional para a Saúde Mental ao PÚBLICO.

“A música ao vivo acaba por ser uma forma de suscitar a curiosidade e fazer com que as pessoas queiram saber o que ali se passa, conjugando os benefícios já amplamente estudados do estímulo musical a nível da redução do stress, da ansiedade e da melhoria do humor”.

De acordo com a especialista, o grande objectivo da iniciativa é sensibilizar toda a população para a importância do bem-estar psicológico — aquele que é ainda o “parente pobre da saúde” e que ficou. “Esta também é uma oportunidade para atrair a atenção dos decisores políticos a investir mais recursos financeiros e humanos para dar resposta a problemas que sempre existiram e que agora se agravaram”, acrescenta.  headtopics.com

Supremo nega recurso. André Ventura condenado por segregação racial EMA aprova medicamento para tratar casos graves da covid-19 França avança com vacinação de crianças dos 5 aos 11 anos que tenham saúde frágil

FotoA cantora e compositora Márcia é a embaixadora desta iniciativaDR Consulte Mais informação: Público »

O Futuro do PSD

Escolhemos seis questões que determinam o futuro do PSD e sobre elas questionámos os dois candidatos a presidente do partido, que será eleito a 27 de Novembro

Todas as estações do metro de Lisboa estão fechadas devido à greve, diz sindicatoOs trabalhadores do Metro de Lisboa cumprem uma nova greve parcial, dado que as negociações salariais com a empresa têm falhado, prevendo-se que o serviço seja retomado às 10:15.

Trabalhadores do Metro de Lisboa em greve parcial com paralisação do serviço durante a manhãParalisação do serviço entre as 05:00 e as 09:30.

Todas as estações do metro de Lisboa estão fechadas devido à greve, diz sindicatoTrabalhadores do Metro de Lisboa cumprem esta terça-feira uma nova greve parcial, entre as 05h00 e as 09h30. Moedas assumiu a presidência á 8 dias e já leva com greves no Metro? Avante camaradas! A extrema esquerda a destruir o país.

Trabalhadores do Metro de Lisboa fazem greve de 24 horas a 4 de novembroOs trabalhadores do Metro de Lisboa vão realizar uma greve de 24 horas a 4 de novembro, mas a luta arranca com três greves parciais, a primeira das quais na terça-feira, anunciou esta segunda-feira a FECTRANS.

Trabalhadores do Metro de Lisboa fazem greve de 24 horas a 4 de novembroLuta arranca com três greves parciais, a primeira das quais na terça-feira, anunciou esta segunda-feira a FECTRANS.

Todas as estações do metro de Lisboa estão fechadas devido à greveOs trabalhadores do Metro de Lisboa cumprem esta terça-feira uma nova greve parcial, entre as 05h00 e as 09h30. Prevê-se que o serviço seja retomado às 10h15