Movimento Zero Assembleia Da República Manifestantes Psp Gnr

Movimento Zero Assembleia Da República Manifestantes Psp Gnr

Manifestantes do Movimento Zero continuam em frente à Assembleia da República

22/06/2021 00:31:00

Os manifestantes do Movimento Zero ainda estão concentrados, às 21h00, em frente à Assembleia da República, em Lisboa, dez horas do início do protesto.O protesto chegou a ter centenas de elementos das forças de segurança durante esta tarde, mas o número reduziu-se, havendo ainda, às 21h, pessoas em frente ao edifício do Estado.

Fez-se história para Portugal: Neemias Queta escolhido pelos Sacramento Kings no draft da NBA Ler é o melhor remédio Neemias Queta escolhido pelos Kings: «Foi lindo, já esperava por este dia há muito tempo»

Após terem percorrido durante duas horas e meia as principais ruas de Lisboa, bloqueando o trânsito, os manifestantes regressaram para se concentrarem em frente à Assembleia da República, onde estão a ser vigiados por elementos do Corpo de Intervenção e das Equipas de Intervenção Rápida da PSP.

A manifestação do Movimento Zero começou às 11h desta segunda-feira, tendo como foco a fachada da Assembleia da República. Depois de uma pausa para almoço, o número de manifestantes aumentou e a PSP adaptou-se ao reforçar o policiamento. headtopics.com

O reforço, com elementos da Unidade Especial de Polícia e equipas de intervenção rápida, foi cumprido após o momento em que alguns dos protestantes terem vestido os polos de serviço da PSP e da GNR.Entretanto, os polos foram retirados e substituídos pelas camisolas pretas ou brancas do Movimento Zero, porém por volta das 20h, alguns elementos já estavam novamente vestidos com o respetivo uniforme.

Às 15h30, a mancha do Movimento Zero abandonou a zona da Assembleia da República para alegadamente se direcionarem a caminho do Ministério da Administração Interna, mas voltaram para trás a meio do percurso.Esta decisão levou a fortes perturbações na avenida D. Carlos I, visto que o trânsito não tinha sido previamente cortado.

Já perto da avenida 24 de julho, o protesto retrocedeu o caminho e caminhou de novo para a Assembleia da República, onde foi montado um cordão de segurança por elementos da PSP às 16h.Passada meia hora, os manifestantes rumaram novamente para o Ministério da Administração Interna, onde já estava preparado um forte dispositivo policial e proteções com grades.

Mantiveram-se durante 10 minutos na Praça do Comércio e logo depois, os protestantes percorreram as principais veias de Lisboa, nas quais o trânsito teve de ser encerrado em hora de ponta. Consulte Mais informação: Jornal SOL »

Forças de segurança em protesto em frente à Assembleia da RepúblicaExigem aumentos salariais e subsídio de risco.

▶ Vídeo: Centenas de polícias em protesto cortam trânsito em LisboaCerca de meio milhar de manifestantes do Movimento Zero, que junta elementos da PSP e da GNR, cortaram, esta segunda-feira, o trânsito na Avenida D. Carlos ​​​​​​​I, em Lisboa, depois de se terem vivido momentos de tensão em frente à Assembleia da República.

Polícias vestidos de negro protestam na Assembleia da RepúblicaAlgumas centenas de agentes da PSP e militares da GNR manifestam-se em nome do Movimento Zero. Pelo menos para já não há momentos de tensão na rua

Polícias do Movimento Zero dispersaram, mas passado 20 minutos voltaram em maior númeroManifestação convocada pelo Movimento Zero juntou cerca de 300 pessoas, agentes das forças de segurança ou elementos solidários com elas. Depois de um momento de tensão em frente aos colegas na escadaria de São Bento, os manifestantes começaram a di

Republicanos à frente na primeira volta das regionais em França

Manifestação do Movimento Zero sem representação sindical. Não se apoiam “movimentos sem rosto”Forças de segurança: Manifestação do Movimento Zero sem representação sindical. Não se apoiam “movimentos sem rosto”