Legislativas: voto em mobilidade não causa preocupação especial à ANMP - SIC Notícias

19/01/2022 22:53:00

Legislativas: voto em mobilidade não causa preocupação especial à ANMP

Legislativas: voto em mobilidade não causa preocupação especial à ANMP

Situação está “muito dentro do controlo” pois “há mais mesas previstas”.

O voto em mobilidade no próximo domingo, para o qual estão inscritos, para já, 166 mil eleitores, não está a causar preocupação especial à Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), declarou esta quarta-feira a presidente, Luísa Salgueiro.

Em declarações após o anúncio feito esta quarta-feira pela ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, de que os eleitores que se encontrem em isolamento, devido à covid-19,poderão ir votar no dia 30 de janeiro

Consulte Mais informação:
SIC Notícias »

Alerta vermelho na Grande Lisboa, pelo menos um morto em Algés

A chuva forte está, esta quarta-feira, a provocar inundações em várias zonas na região da Grande Lisboa. A capital está sob aviso vermelho. Pelo menos uma pessoa perdeu a vida em Algés. A Proteção Civil emitiu esta noite um alerta à população, no qual reforça as recomendações para as próximas 48 horas. Veja em direto a emissão da SIC Notícias e acompanhe ao minuto os últimos desenvolvimentos. Consulte Mais informação >>

Legislativas: Voto em mobilidade não causa preocupação especial à ANMP – presidente

Legislativas: Voto em mobilidade não causa preocupação especial à ANMP – presidente

Legislativas: Mais de 181 mil inscritos até às 19:00 para voto antecipado em mobilidadeMais de 181 mil eleitores inscreveram-se até às 19:00 desta terça-feira para votar antecipadamente em mobilidade em 23 de janeiro, nas eleições legislativas, segundo dados do Ministério da Administração Interna (MAI) enviados à agência Lusa. boicotelegislativas2022

Legislativas: IL acusa António Costa de 'dramatizar' e propõe antibiótico contra PS - SIC NotíciasJoão Cotrim Figueiredo sublinha que 'instrumentalização do medo parece inaceitável'. IL acusa António Costa de “dramatizar” e propõe antibiótico contra PS, e eu que sou um pobre proponho um Supositório ao IL Dramatizar? O IL que desvalorizou a emergência climática em que vivemos, em prol do crescimento económico... Vivemos em contos de fadas.

Legislativas: Direita e Esquerda com divergências fiscais, Costa leva 'pancada de todos' - SIC NotíciasSobre os impostos, Rui Rio diz considera que 'é preciso baixar o IRC, IVA, IMT, o IMI – é preciso baixar tudo. (...) Só que nós só podemos baixar aquilo que o Orçamento permite'.

Cinco mortos em incêndio em lar de idosos em Valência - SIC NotíciasCinco mortos em incêndio lar de idosos em Valência

Lusa O voto em mobilidade no próximo domingo, para o qual estão inscritos, para já, 166 mil eleitores, não está a causar preocupação especial à Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), declarou esta quarta-feira a presidente, Luísa Salgueiro.× Ajuda Para este campo está disponível a pesquisa por texto.× Ajuda Para este campo está disponível a pesquisa por texto.Comentar O número de cidadãos eleitores que se inscreveram para o voto antecipado em mobilidade, até às 19:00 de hoje, é de 181.

Em declarações após o anúncio feito esta quarta-feira pela ministra da Administração Interna, Francisca Van Dunem, de que os eleitores que se encontrem em isolamento, devido à covid-19, poderão ir votar no dia 30 de janeiro , a autarca afastou problemas em relação ao voto antecipado agendado para o próximo domingo. “O voto em mobilidade do próximo domingo (…) não nos está a trazer nenhuma preocupação especial”, assegurou a líder daquela associação, que deu como exemplo o que está a preparar enquanto presidente da Câmara de Matosinhos. Expressão. Assim, para o dia 23, relatou Luísa Salgueiro, vão ser abertas mesas de voto em “duas escolas em duas zonas diferentes” de Matosinhos, sendo que, ao nível da inscrição, ainda não atingiram “os cinco mil inscritos”. Por isso, considera que a situação está “muito dentro do controlo” pois “há mais mesas previstas” e um desdobramento “para evitar o que aconteceu nas presidenciais, que foram longas filas no dia do voto em mobilidade”. “A Secretaria-Geral do MAI [Ministério da Administração Interna] reuniu connosco e teve a preocupação de desdobrar o número de mesas exatamente para evitar que essa concentração de pessoas não venha a acontecer, mas só vamos poder saber melhor quando conhecermos os cadernos com o número de pessoas que vão exercer o seu direito de voto no domingo”, disse.mai.

.