Líder do PAN insultada por grupo ligado à tauromaquia em Beja

20/01/2022 22:20:00

Líder do PAN insultada por grupo ligado à tauromaquia em Beja

Eleições Legislativas 2022, Política

Líder do PAN insultada por grupo ligado à tauromaquia em Beja

O grupo de cerca de 30 pessoas, incluindo elementos dos Forcados Amadores de Beja e, pelo menos, uma apoiante do partido Chega, começou a juntar-se ainda Inês Sousa Real não tinha chegado ao local.

SubscreverAssim que a porta-voz do PAN chegou ao aeroporto, começaram-se a ouvir insultos e o barulho dos chocalhos não terminaram, nem mesmo durante uma conversa que Inês Sousa Real manteve com elementos de movimentos de cidadãos de Beja.

Em declarações aos jornalistas, a líder do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) considerou que"nada justifica o insulto e a ofensa", lembrando que"não é assim" que se defendem"as diferentes causas e visões" para a sociedade.

Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

Sol da Caparica na RTP | Extra | RTP

Os artigos da TV e da Rádio no entretenimento, música, comédia, ficção, artes e espetáculo no universo RTP Consulte Mais informação >>

E muito bem!!!!

Legislativas: líder do PAN insultada por grupo ligado à tauromaquia em Beja - SIC NotíciasLegislativas: líder do PAN insultada por grupo ligado à tauromaquia em Beja QUE A VOZ NÃO LHES DOA. BEJA DESPENSA VISITAS DESTA LAIA. Uma grupeta que representam uma gota perante o mar de pessoal que querem o fim desta prática de tortura animal! Quem com ferros mata, com ferros morre

Prisão preventiva para suspeito de tráfico de droga em BejaPortugal - Prisão preventiva para suspeito de tráfico de droga em Beja

Inês Sousa Real vaiada em Beja por aficionados da tauromaquiaNuma ação no Aeroporto de Beja, Inês Sousa Real foi alvo de insultos de um grupo de aficionados da tauromaquia, atividade que o PAN quer abolir. Líder diz que 'não é assim que se defendem causas'. Ela que está no lado certo da história nessa questão. Sem duvida. Podem vaiar; a vida moderna vai deixando esta gente para trás. Não fazem parte do futuro. E ainda bem. e viva a tourada poderiam era lhe oferecer um bife com coca cola

Alentejanos pedem hospital em Beja, mas foi em Faro que Costa o prometeuO que têm em comum o PREC, morangos, uma samarra e um hospital? Todos estiveram na campanha socialista desta quarta-feira. O TretasdaCosta é um cobardolas, quando a coisa aquece, raspa—se sempre

Legislativas: Líder do CDS-PP, contra voto útil, critica entendimentos entre PSD a PS - SIC NotíciasNo seu discurso, Francisco Rodrigues dos Santos aproveitou a presença do vice-presidente da Câmara de Lisboa, Filipe Anacoreta Correia, para dizer que se lembra do que as sondagens apontavam nas últimas eleições autárquicas e do resultado que teve a coligação encabeçada pelo social-democrata Carlos Moedas, que foi eleito o novo presidente do município, anteriormente nas mãos do PS.

Campanha: João Ferreira infetado com covid-19 e as reações de Rui Rio às demissões em Beja em 60 segundosO Jornal de Notícias é um título incontornável no panorama da imprensa portuguesa. No Jornal de Notícias online acompanhe as notícias, os vídeos, os áudios e as infografias de toda a actualidade nacional, internacional e local.

e receba as informações em primeira mão.Lusa A líder do PAN, Inês de Sousa Real, foi esta quinta-feira recebida com insultos por um grupo de pessoas ligadas à tauromaquia na chegada ao aeroporto de Beja para uma ação de campanha para as legislativas.Lusa GNR FOTO: CMTV O Tribunal Judicial de Beja decretou esta quinta-feira a prisão preventiva do homem, de 54 anos, suspeito de tráfico de droga naquele concelho, detido pela GNR na terça-feira, revelou esta quinta-feira a força de segurança.Siga o programa Reportagem Observador e receba um alerta assim que um novo episódio é publicado.

Subscrever Assim que a porta-voz do PAN chegou ao aeroporto, começaram-se a ouvir insultos e o barulho dos chocalhos não terminaram, nem mesmo durante uma conversa que Inês Sousa Real manteve com elementos de movimentos de cidadãos de Beja. Em declarações aos jornalistas, a líder do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) considerou que"nada justifica o insulto e a ofensa", lembrando que"não é assim" que se defendem"as diferentes causas e visões" para a sociedade. Os manifestantes empunhavam uma faixa com o nome do grupo de forcados da capital do Baixo Alentejo e algumas pessoas tinham chocalhos. "É profundamente lamentável, inclusivamente que outras forças políticas se juntem a vozes que ofendem, em regra, as mulheres, com adjetivações que não são aceitáveis numa sociedade civilizada" , sublinhou. O homem foi detido no âmbito de"uma investigação que decorria há cerca de seis meses", tendo os militares da Guarda dado cumprimento a um mandado de busca domiciliária, que culminou com a apreensão de droga e outro material, segundo o comunicado. Inês Sousa Real notou que este protesto"não espelha as preocupações da região", acusando os manifestantes de terem"uma visão redutora da região", pois resumem"à tauromaquia aquilo que necessita o distrito de Beja". Em declarações aos jornalistas, a líder do partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) considerou que “nada justifica o insulto e a ofensa”, lembrando que “não é assim” que se defendem “as diferentes causas e visões” para a sociedade. Questionada pelos jornalistas sobre as acusações feitas pelo grupo de manifestantes, de que o PAN está a tentar implementar no país políticas de ditadura, a porta-voz do partido recusou essa ideia.

"Não podemos confundir o progresso civilizacional. Inês de Sousa Real notou que este protesto “não espelha as preocupações da região”, acusando os manifestantes de terem “uma visão redutora da região”, pois resumem “à tauromaquia aquilo que necessita o distrito de Beja”.308 euros em numerário, três doses de liamba, duas facas, duas munições de calibre 7,65 milímetros (mm), uma munição de calibre . Não faz sentido que, em pleno século XXI, continuemos a torturar animais na arena e procuremos elevar isso a espetáculo" , salientou, considerando que "há outras formas de divertimento e resquícios culturais" . Também em declarações aos jornalistas, Miguel Peixe, um dos manifestantes, disse participar no protesto por não concordar com as ideias defendidas pelo partido de Inês Sousa Real. “Não podemos confundir o progresso civilizacional. "Querem proibir. Leia também. A palavra de ordem é proibir e é contra esse proibir que nós estamos aqui, a manifestar o nosso desagrado" , justificou. Também em declarações aos jornalistas, Miguel Peixe, um dos manifestantes, disse participar no protesto por não concordar com as ideias defendidas pelo partido de Inês de Sousa Real.

Miguel Peixe argumentou que é a agricultura que"faz mover o Alentejo e Ribatejo", alegando que, além do setor agrícola, as únicas áreas que dão emprego na região"é a câmara, o hospital e as minas" de Neves-Corvo, da empresa Somincor. Partilhar . A palavra de ordem é proibir e é contra esse proibir que nós estamos aqui, a manifestar o nosso desagrado”, justificou.