Toyota Motor, Estados Unidos, Negócios E Finanças, İndústria Metalomecânica E Engenharia, Automóvel

Toyota Motor, Estados Unidos

Toyota investe 3,4 mil milhões em fábrica de baterias nos EUA

Maior fabricante automóvel mundial avança com 3,4 mil milhões para montar a sua primeira fábrica de baterias no Estados Unidos

18/10/2021 16:09:00

Maior fabricante automóvel mundial avança com 3,4 mil milhões para montar a sua primeira fábrica de baterias no Estados Unidos

Maior fabricante automóvel mundial avança com 3,4 mil milhões para montar a sua primeira fábrica de baterias no Estados Unidos . Produção deve arrancar dentro de quatro anos, mas desconhece-se capacidade e localização da nova unidade.

E usufrua de todas as vantagens de ser assinanteA Toyota Motor planeia investir 3,4 mil milhões de dólares nos Estados Unidos, até 2030, no estabelecimento de uma nova empresa e na construção da primeira fábrica de baterias, tornando-se a mais recente fabricante automóvel a acelerar a transição para os veículos elétricos, através de um novo impulso do lado das baterias.

A produção deve arrancar em 2025, focar-se nos veículos híbridos elétricos (HEV) e gerar 1.750 novos empregos, revelou a Toyota Motor, sem facultar, porém, informações sobre a localização da unidade ou a capacidade de produção.

O investimento destina-se especificamente às baterias, pelo que nenhuma verba será canalizada para expandir a capacidade de montagem dos veículos, indicou um porta-voz da fabricante automóvel japonesa, citado pela Bloomberg.Leia Também headtopics.com

Toyota anuncia redução de 15% da produção devido a escassez de 'chips'O investimento faz parte do plano global da Toyota, anunciado no mês passado, de gastar 1,5 biliões de ienes (13,1 mil milhões de dólares) até 2030 no desenvolvimento e produção de baterias. A Toyota espera que os veículos elétricos representem quase 70% das suas vendas nos Estados Unidos até 2030, contra quase 25% atualmente.

Ao construir uma fábrica de baterias nos Estados Unidos, a Toyota procura uma nova localização para a sua cadeia de fornecimento que, à semelhança de outros fabricantes automóveis, tem sido atingida por uma série de paragens nas fábricas situadas no sudeste asiático devido a surtos de covid-19.

"Este investimento vai ajudar a introduzir veículos elétricos mais acessíveis para os consumidores dos Estados Unidos", afirmou o CEO da Toyota Motor para a América do Norte, Ted Ogawa, citado num comunicado. O fabricante automóvel japonês tem a sua sede em Plano, no Texas.

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

Novo estudo sobre a origem da Covid-19 aponta para mercado de Wuhan

Ex-secretário de estado dos Estados Unidos Colin Powell morre com Covid-19Mundo - Ex-secretário de estado dos Estados Unidos Colin Powell morre com Covid-19 🚨Vocês 'esqueceram' de citar que ele estava TOTALMENTE VACINADO. Essas 'vacinas' não estão imunizando. Se calhar foi de covid-27 e vocês enganaram-se ,veja bem por favor ...

DECO diz que Governo tem margem para uma maior descida nos combustíveis

Bombeiros combatem incêndio na maior refinaria do KuwaitUm incêndio eclodiu na maior refinaria do Kuwait, disse a companhia estatal de petróleo acrescentando que não se registam vítimas. Mais 2 centimos por litro O Estado português com mais uma justificação para a próxima subida.. Pronto… la vão os combustíveis aumentar mais uma vez e está é a razão… vergonha combustiveis naoaolucrodesmeauradonosbensessenciais

Bombeiros combatem incêndio na maior refinaria do KuwaitResidentes daquela área testemunharam uma grande explosão e a formação de uma coluna de fumo.

União Europeia é ″o maior exportador do Mundo de vacinas covid-19″A União Europeia (UE) atingiu, esta segunda-feira, um 'marco importante' na exportação de vacinas anticovid-19, tendo entregue mais de mil milhões de doses a 150 países, cerca de 87 milhões das quais doadas.

Bombeiros combatem incêndio na maior refinaria do KuwaitUm incêndio, ainda com causas deconhecidas defralgou esta segunda-feira na refinaria de Mina Al-Ahmadi, no Kuwait, onde os bombeiros ainda combatem as chamas, informou a companhia estatal de petróleo