Covid-19, Coronavírus, Vacinas, Saúde, Pandemia, Doenças, União Europeia, Vacina

Covid-19, Coronavírus

Ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o de EUA e China

Coronavírus: Ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o de EUA e China

14/05/2021 01:00:00

Coronavírus : Ritmo de vacinação da União Europeia ultrapassa o de EUA e China

Com vários atrasos nas entregas, plano de vacinação europeu começou com vários “solavancos”, aumentando de ritmo nas últimas semanas. “Desde que tenhamos as vacinas, temos capacidade para as dar”, refere Miguel Prudêncio.

, investigador principal do Instituto de Medicina Molecular (iMM), da Faculdade de Medicina na Universidade de Lisboa, a razão para esta evolução deverá estar relacionada principalmente com o cumprimento dos contratos acordados entre as farmacêuticas e a Comissão Europeia.

Maior traficante de droga português indemnizado pelo Estado por más condições na cadeia Portugal no vermelho: incidência volta a subir em dia com maior aumento de casos desde Fevereiro Variante Delta pode ter repercussão em larga escala no verão

“Os dados sugerem-me que, do ponto de vista das entregas e cumprimentos dos contratos, as coisas estão a correr melhor do que já estiveram, é a explicação mais óbvia. Também mostra que, havendo vacinas disponíveis, os países europeus – e Portugal – têm capacidade para as administrar e ter um bom ritmo de vacinação. Já foi dito por várias pessoas, o próprio vice-almirante Henrique Gouveia e Melo também já referiu isso: desde que tenhamos as vacinas, temos capacidade para as dar. Tenderia a dizer que este ritmo, mais do que por questões científicas, terá que ver sobretudo com a capacidade de cumprir os contratos”, analisa.

No do ritmo de vacinação na UE, Portugal está em 12.º lugar. De acordo com os mais recentes dados, mais de 30% dos portugueses já receberam pelo menos uma dose da vacina para a covid-19, com 11,59% da população totalmente vacinada.  headtopics.com

AumentarO plano de vacinação contra a covid-19 na União Europeia, iniciado no final de Dezembro de 2020, começou com vários “solavancos”: a 15 de Janeiro, a Pfizer anunciou que iria atrasar as entregas das vacinas, devido aos trabalhos na fábrica da farmacêutica na Bélgica.

Dias depois, seria a AstraZeneca a comunicar constrangimentos na distribuição de milhões de vacinas. No total, a farmacêutica — que agora está a ser processada pela Comissão Europeia devido aos atrasos nas entregas — tinha contratualizado 80 milhões de vacinas para o primeiro trimestre de 2021.

Lentamente,a chegada das vacinas aos países europeusacontecia com maior frequência. Às restrições e limitações, a Comissão Europeia respondeu com a antecipação das entregas e negociações para anos futuros. A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciou em Abril que está a ser gizado um acordo com a Pfizer para que

sejam asseguradas 1,8 mil milhões de dosessuplementares em 2022 e 2023.Com um maior ritmo de vacinação está o Reino Unido, que traçou o objectivo de vacinar todos os adultos até ao final de Julho. Miguel Prudêncio destaca a diferente abordagem adoptada pelos britânicos na fase inicial do esquema de vacinação. headtopics.com

Mike Pence enfrenta Trump e diz-se “orgulhoso” de ter certificado eleição de Biden Comissão de protecção de dados quer “intervenção global” nos sites do Estado Metro de Arroios reabre no final de setembro Consulte Mais informação: Público »

Bruxelas não tira Portugal da cauda do investimento público da União EuropeiaSó os espanhóis terão um investimento público tão baixo como o português em 2021. É o que dizem as previsões da Primavera da Comissão Europeia que cortaram as expetativas para Portugal Mesmo assim o país só investe endividando-se.

Bruxelas diz que a União Europeia recupera PIB do pré-pandemia ainda este anoA conjuntura externa favorável e a incorporação dos impactos esperados dos Programas de Recuperação e Resiliência aumentam as expectativas da Comissão Europeia de um crescimento mais rápido na UE.

Do futuro da União Europeia aos dois anos de Boris Johnson. Veja 'A Arte da Guerra' com Francisco Seixas da CostaAcompanhe o programa 'A Arte da Guerra' na plataforma multimédia JE TV, através do site e das redes sociais do Jornal Económico.

Rúben Amorim já dança ao ritmo do leãoO dia de ontem foi passado a descansar com a família, após viver um turbilhão de emoções Tal como JJ é sportinguista desde pequenino!

Aprovação do Plano de Recuperação e Resiliência deverá derrapar para fim de junhoBruxelas mais otimista com a retoma da União Europeia.

Covid-19. Noruega vai retirar vacina da AstraZeneca do plano de vacinaçãoVai disponibilizar as doses a outros países da União Europeia.