Ue, Comissão Europeia, Pandemia, Covid-19, Projeções De Primavera, Zona Euro

Ue, Comissão Europeia

Bruxelas diz que a União Europeia recupera PIB do pré-pandemia ainda este ano

A conjuntura externa favorável e a incorporação dos impactos esperados dos Programas de Recuperação e Resiliência aumentam as expectativas da Comissão Europeia de um crescimento mais rápido na UE

12/05/2021 14:17:00

A conjuntura externa favorável e a incorporação dos impactos esperados dos Programas de Recuperação e Resiliência aumentam as expectativas da Comissão Europeia de um crescimento mais rápido na UE

A conjuntura externa favorável e a incorporação dos impactos esperados dos Programas de Recuperação e Resiliência aumentam as expectativas da Comissão Europeia de um crescimento mais rápido na UE.

...A União Europeia deverá recuperar o seu nível de atividade pré-pandemia ainda este ano. A expectativa é da Comissão Europeia que ficou mais otimista com a incorporação dos Programas de Recuperação e Resiliência desenhados pelos Estados-membros, no seu cenário para o crescimento económico. 

Um quarto da população portuguesa já completou a vacinação Bolsonaro gere crise pandémica com ajuda de um ministério-sombra Activista da Greenpeace cai no relvado antes do França-Alemanha

Nas Projeções de Primavera, divulgadas esta quarta-feira em Bruxelas, a Comissão antecipa um crescimento de 4,2% para a União Europeia este ano (4,3% na Zona Euro), seguido de nova subida de 4,3% em 2022 (o mesmo para a moeda única). O cenário é mais otimista do que o que tinha sido traçado nas Projeções de Inverno, em fevereiro, quando se esperava que o nível de atividade do pré-pandemia só fosse retomado no próximo ano.

A melhoria das expectativas da Comissão chega num momento em que os Estados Unidos aceleram o crescimento económico, ajudados por avultados programas de estímulo lançados pela administração de Joe Biden, e em que a reação da Europa contrasta pela sua lentidão. Chega também depois de a China já ter dado como recuperado o nível de atividade pré-crise, e na sequência de o Banco de Inglaterra ter revisto em alta a projeção de crescimento para o Reino Unido este ano. headtopics.com

Leia TambémBruxelas corta projeção de crescimento da economia portuguesa para 3,9% este ano"Juntamente com o apoio da conjuntura externa, a incorporação nesta previsão dos Programas de Recuperação e Resiliência para todos os Estados-membros (...) explica muita da revisão em alta do crescimento desde o Inverno", explica a Comissão."Esta é também a razão pela qual se espera agora que a União Europeia regresse ao seu nível de PIB do pré-pandemia no final deste ano, o que é mais cedo do que o anteriormente esperado", frisa ainda.

"Isto são boas notícias. Mas para que isto aconteça, a implementação é essencial", assinala Maarten Verwey, diretor-geral dos Assuntos Económicos e Financeiros da Comissão Europeia, nas palavras introdutórias do relatório. 

Confrontado na conferência de imprensa sobre os dois meses previstos pela Comissão para a aprovação dos planos de recuperação dos países, Paolo Gentiloni, comissário para a Economia, explicou que a Comissão está a"ajustar" alguns destes planos e que é preciso depois transpô-los para documentos"legalmente válidos", de forma a permitirem a libertação do financiamento para os países. Gentiloni disse que esperava que o Conselho Europeu pudesse depois aprovar os documentos na"segunda metade de junho."

Leia TambémDombrovskis: Portugal pode agora ter esperança de o pior já ter passadoRecuperação a várias velocidadesA recuperação da União Europeia continua, contudo, marcada por uma desigualdade grande entre os países."As diferenças entre os países no ritmo de recuperação da crise mantém-se substancial", reconhece a Comissão Europeia. headtopics.com

Israel quebra cessar-fogo e lança ataques aéreos em Gaza Simão Sabrosa é o novo diretor para as relações internacionais do Benfica 33 passes. O tiki-taka que deu origem ao terceiro golo de Portugal

Dezassete Estados-membros conseguem regressar ao seu ritmo de atividade pré-crise ainda este ano, enquanto os restantes, onde se inclui Portugal, têm de esperar por 2022. Além disso, há países que chegam ao próximo ano com um nível de atividade económica consideravelmente superior ao que tinham no último trimestre de 2019, enquanto noutros a diferença é curta.

Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »

Bruxelas não tira Portugal da cauda do investimento público da União EuropeiaSó os espanhóis terão um investimento público tão baixo como o português em 2021. É o que dizem as previsões da Primavera da Comissão Europeia que cortaram as expetativas para Portugal Mesmo assim o país só investe endividando-se.

União Europeia move novo processo judicial contra a AstraZeneca

Bruxelas divulga previsões económicas da primavera ainda em cenário de pandemiaRelativamente a Portugal, a Comissão antecipava em fevereiro passado um crescimento do PIB no corrente ano de 4,1% - uma forte revisão em baixa face às projeções de novembro do ano passado, de 5,4% -, tendo, em contrapartida, revisto em alta a expectativa de crescimento para 2022, de 3,5 para 4,3%.

Bruxelas não tira Portugal da cauda do investimento público da União EuropeiaSó os espanhóis terão um investimento público tão baixo como o português em 2021. É o que dizem as previsões da Primavera da Comissão Europeia que cortaram as expetativas para Portugal Mesmo assim o país só investe endividando-se.

Estudo conclui que 68% querem passaporte de imunidade para viajar ainda este anoDe acordo com o inquérito realizado pela plataforma de serviços financeiros a cerca de mil clientes nacionais, 34% dos respondentes portugueses planeiam viajar para o estrangeiro nos próximos meses, enquanto 25% admitem fazer férias exclusivamente em Portugal.

Bruxelas mais otimista vê desemprego português nos 6,8% este anoCm ao Minuto - Bruxelas mais otimista vê desemprego português nos 6,8% este ano