Economia, Impostos, Empresas, Pedro Nuno Santos, Portugal, Braga, Confederação Empresarial Do Minho

Economia, Impostos

Pedro Nuno Santos rejeita que redução de impostos seja solução única para apoiar empresas

Pedro Nuno Santos rejeita que redução de impostos seja solução única para apoiar empresas

18/10/2021 22:45:00

Pedro Nuno Santos rejeita que redução de impostos seja solução única para apoiar empresas

O ministro das Infraestruturas e da Habitação considerou esta segunda-feira ser uma 'visão pequena da política económica' achar que a redução de impostos é a 'bala de prata' que vai 'permitir às empresas produzir, vender e ganhar dinheiro'.

.Para o responsável das Infraestruturas, achar que baixar os impostos é a única solução para"salvar as empresas" é uma"visão pequena da política económica" que"atrasou o país durante muitos anos".

Benfica igualou recorde com 57 anos Banco Alimentar está de regresso e há muita vontade de ajudar ″E bem fundo″. Zemmour responde a mulher com o dedo do meio

Pedro Nuno Santospartiu da necessidade de Portugal renovar a frota de comboios para exemplificar a sua visão de como se pode desenvolver a Economia e o país."O nosso país foi sempre muito bom a importar, compramos muito bem. Não damos é oportunidade a que se faça cá", disse, explicando a estratégia que o Governo está a seguir no caso da compra de carruagens de comboios.

"O que é que nós estamos a fazer? O caderno de encargos [da compra de novas carruagens] está a ser trabalhado para que, não incumprindo a legislação europeia, garanta que quem quer fornecer comboios a Portugal os tenha que fazer cá, os tenha que montar cá, tenha que incorporar produção nacional no fabrico desses comboios", enumerou. headtopics.com

"Não apenas porque nós queremos que naqueles comboios em particular os empresários participem, mas porque queremos que ema indústria nacional ganhe competências num setor que está a crescer, para que amanhã, quando houver concursos de fornecimento, nós tenhamos as nossas empresas lá a apresentar trabalho já feito", salientou.

PUB"E é assim que nós podemos desenvolver uma economia, é assim que podemos desenvolver uma país", finalizou o ministro das Infraestruturas e da Habitação. Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Novo estudo sobre a origem da Covid-19 aponta para mercado de Wuhan

...turco .. Pergunta ao teu papá, já q nunca trabalhaste Bem... depois de uma crise ..com todos os requisitos que colocam nos incentivos... só quem realmente NÃO PRECISA É QUE VAI PODER UTILIZAR!! ISSO É O CONTRÁRIO DE RECUPERAÇÃO E MUITO MENOS DE RESILIÊNCIA.. Ent é burro

O PCP, o BE e Pedro Nuno Santos estão a chamar a troikaDe manhã, o BE e o PCP fazem juras de ódio ao capitalismo; à tarde, toda a sua governação reforça a dependência do país desse capitalismo que empresta dinheiro a quem não sabe fazer política dentro da realidade orçamental do país. Aquilo que esta esquerda apelida de “austeridade” é, na verdade, a realidade, e aquilo que apelida de “capitalismo de casino” é a verdadeira base das “políticas sociais de esquerda” E Não é bom? Virem uns gajos fazer coisas que ESTAS AVENTESMAS n sabem fazer, porque magoam o povo burro e querem manter_se com os votos.

Nuno Saraiva: “Parece-me que André Almeida está adiantado”Benfica vence o Trofense por 2-1. O segundo dos encarnados gerou polémica.

João Pedro Sousa: «Temos de encontrar as soluções para os problemas»As declarações do treinador do Boavista após eliminação (com goleada) da Taça de Portugal , frente ao Rio Ave

Pedro Porro condicionado antes da partida para IstambulSporting viaja este domingo para a Turquia onde vai defrontar o Besiktas na terça-feira

Pedro Siza Vieira: “A subida do salário mínimo é para manter”Ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital considera que as empresas devem ser capazes de suportar a subida ou não devem ter um papel numa economia de mercado europeia. Garante que o Governo estará preparado para atuar caso a pandemia se agrave.

Pedro Siza Vieira: “Não creio que a solução para os combustíveis seja baixar impostos”Siza Vieira recusa mexer no ISP para aliviar os preços. Já na eletricidade, admite mitigar o impacto para grandes consumidores industriais. E não tem conhecimento de empresas a quererem deixar Portugal Claro que é!!!baixar impostos ou por outro lado aumentar o apoio a compra de veiculos electricos para 6mil euros. A solução é acabar com o mercado liberalizado de combustíveis. Ele é o ministro. Não nos devia deixar em pulgas, sem dizer qual é a solução!!!