Ovar sem desfiles de Carnaval, mas com máscaras gigantes e programação cultural

18/01/2022 16:41:00

Covid-19: Ovar sem desfiles de Carnaval, mas com máscaras gigantes e programação cultural

Fugas, Carnaval

Covid-19 : Ovar sem desfiles de Carnaval , mas com máscaras gigantes e programação cultural

Autarquia e colectividades cancelam festejos “atendendo ao actual contexto pandémico”. Mas Ovar não desiste de celebrar um Carnaval adaptado: haverá “algumas iniciativas carnavalescas”. No Alentejo, Castro Verde cancelou feiras e Entrudanças. Em To

preparativos necessários”.não realizaçãoo seio dos grupos e escolas, havia alguns preparados para sair à rua, mas a larga maioria foi da opinião da não realização dos cortejos”.”, reforça.Enquanto várias autarquias vão decidindo cancelar os grandes desfiles, Figueira da Foz tomou a decisão contrária e decidiu anunciar que os mantém, pelo menos por agora. Tal como foi

Torres Vedras decide esta semana, indicava o gabinete de comunicação. Mas reconhecia-se já que

Consulte Mais informação:
Público »

Alerta vermelho na Grande Lisboa, pelo menos um morto em Algés

A chuva forte está, esta quarta-feira, a provocar inundações em várias zonas na região da Grande Lisboa. A capital está sob aviso vermelho. Pelo menos uma pessoa perdeu a vida em Algés. A Proteção Civil emitiu esta noite um alerta à população, no qual reforça as recomendações para as próximas 48 horas. Veja em direto a emissão da SIC Notícias e acompanhe ao minuto os últimos desenvolvimentos. Consulte Mais informação >>

Desfiles do Carnaval de Ovar cancelados devido à pandemiaCNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

Ovar sem desfiles de Carnaval em 2022A Câmara Municipal de Ovar , os Grupos e as Escolas de Samba decidiram não realizar os tradicionais desfiles de Carnaval, informa a autarquia, esta terça-feira, em comunicado. No entanto, estão previstas algumas iniciativas carnavalescas.

Ovar sem desfiles de Carnaval em 2022A Câmara Municipal de Ovar , os Grupos e as Escolas de Samba decidiram não realizar os tradicionais desfiles de Carnaval, informa a autarquia, esta terça-feira, em comunicado. No entanto, estão previstas algumas iniciativas carnavalescas.

Desfiles do Carnaval de Ovar cancelados devido à pandemiaCNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo.

FC Porto não treme, goleia Belenenses SAD no Jamor, e regressa à liderança isoladaAnálise: FC Porto não treme, goleia Belenenses SAD no Jamor e regressa à liderança isolada JOGANDO CONTRA O TIME DOS PADRES COM UMA FREIRA A MENOS...

Legislativas: Rio diz que tweet sobre voto antecipado de Costa foi brincadeira - SIC NotíciasO líder do PSD quer uma campanha alegre e com piada, mas aos adversários pede uma campanha séria, sem mentiras e distorções. Olha a SIC a dar tudo pelo sponsor número 1, António Costa Em vez de se limitar a dar a notícia como deveria ser um órgão informativo isento, não, tem de opinião, e sempre a favor do mesmo, O Sponsor n1 “O líder do PSD quer uma campanha alegre e com piada, mas aos adversários pede uma campanha séria, sem mentiras e distorções”

, também Ovar desiste dos corsos “ atendendo ao actual contexto pandémico e às medidas em vigor que obrigariam a uma organização complexa e a requerer uma logística praticamente impossível de colocar em prática”, anuncia a autarquia.Agência Lusa Há 1h e 0min Carnaval em Ovar Decisão surgiu após reuniões entre as 24 associações envolvidas, autoridades de Saúde Pública e representantes da Proteção Civil PUB Câmara Municipal de Ovar, escolas de samba e grupos carnavalescos desse município do distrito de Aveiro decidiram não realizar os tradicionais que estavam previstos para este ano, revelou esta terça-feira a autarquia local."Vamos tentar promover alguns apontamentos de Carnaval, mas tudo vai depender da evolução da pandemia", adiantou ao JN o presidente da Câmara de Ovar."Vamos tentar promover alguns apontamentos de Carnaval, mas tudo vai depender da evolução da pandemia", adiantou ao JN o presidente da Câmara de Ovar.

Contas feitas, sublinha-se que não estão apenas “em causa os três dias de desfile”, “mas os 45 dias de preparativos necessários”. A decisão foi tomada após uma reunião da câmara, grupos e escolas de samba locais, que se seguiu a um encontro prévio com a Protecção Civil e “na qual a opinião da não realização dos desfiles foi unânime”. PUB “A opinião de não realização dos desfiles foi unânime, atendendo ao atual contexto pandémico e às medidas em vigor, que obrigariam a uma organização complexa e a requerer uma logística quase impossível de colocar em prática” , anuncia fonte do município. Ainda assim, o comunicado da autarquia indica que “n o seio dos grupos e escolas, havia alguns preparados para sair à rua, mas a larga maioria foi da opinião da não realização dos cortejos”. Ovar com média diária entre 100 a 150 novos infetados Ainda de acordo com o comunicado, havia grupos e escolas preparados para sair à rua,"mas a larga maioria foi da opinião da não realização dos cortejos. “A saúde pública está em primeiro lugar”, diz Salvador Malheiro, presidente da câmara, citado no comunicado. O presidente da Câmara de Ovar, Salvador Malheiro, pretende, mesmo assim, promover outras atividades que assinalem a data em causa, anunciando “a pintura de máscaras gigantes” e “uma programação cultural controlada”, que ainda está por definir, mas cuja realização se verificará nos equipamentos municipais, “cumprindo as regras vigentes”. “Não podemos correr riscos e é necessário defender o nosso Carnaval como a grande festa do nosso território ”, reforça. O presidente da Câmara Municipal de Ovar, Salvador Malheiro, justifica que"o Carnaval é a grande festa de Ovar, mas a Saúde Pública está em primeiro lugar", explicando que"a atual vaga é muito contagiosa e o número de infetados no concelho tem sido elevadíssimo, com uma média diária entre 100 a 150 novos infetados, apesar de não haver ninguém em Cuidados Intensivos.

Em lugar de grandes festejos e multidões, Ovar promete assinalar o Carnaval 2022 com a pintura de máscaras gigantes, tal como foi feito no ano passado, e com uma programação cultural “controlada nos equipamentos municipais, cumprindo as regras vigentes”. Temas:." PUB Lembrou, ainda, que não estão em causa os três dias de desfile, mas os 45 dias de preparativos necessários até ao Carnaval. Para já, a Figueira mantém corsos Enquanto várias autarquias vão decidindo cancelar os grandes desfiles, Figueira da Foz tomou a decisão contrária e decidiu anunciar que os mantém, pelo menos por agora. Tal como foi uma das autarquias que manteve o fogo-de-artifício de final de ano , deverá também manter os festejos de Carnaval. O vice-presidente da Associação de Carnaval de Buarcos/Figueira da Foz, José Gouveia, confirmava que os corsos continuavam a ser preparados pelas três escolas de samba da cidade e que, para já, a abertura do Carnaval prevista para 22 de Janeiro, com a apresentação dos reis do corso, fora adiada cerca de uma semana, mantendo-se a abertura oficial para 12 de Fevereiro. Salomão Rodrigues Hoje às 11:22, atualizado às 11:23 Tópicos. “Temos até 5 de Fevereiro para ver como evolui a pandemia e decidir sobre a realização dos festejos”, dizia a associação à Lusa.

No mesmo distrito, Coimbra, o concelho de Mira tomou a decisão oposta e cancelou desfiles. Torres Vedras decide esta semana No concelho de Torres Vedras, a autarquia informava, na sexta-feira, que esta semana deve ser “tomada uma decisão” sobre o Carnaval. “ A organização do Carnaval de Torres Vedras está a aguardar pela evolução da pandemia e pelas medidas que o Governo venha a anunciar" , indicava o gabinete de comunicação. Mas reconhecia-se já que "será difícil que o mesmo se realize nos moldes habituais”. Castro Verde cancelou Entrudanças Nem só os Carnavais tradicionais são afectados, outros, como o Entrudanças, que se anuncia sempre como um Carnaval diferente, voltou a ser cancelado pelo segundo ano consecutivo devido à pandemia.

O festival da vila de Entradas, Castro Verde (Beja), estava agendado para 25 a 27 de Fevereiro. Em comunicado a autarquia justificou a decisão indicando que “persiste no concelho um número muito elevado” de pessoas infectadas com o vírus que provoca a doença covid-19 e que “se aproxima de uma centena”. Pelo caminho, foram também cancelados outros eventos, incluindo a , que começaria a 20 de Janeiro. A realização dos eventos "acarretaria riscos acrescidos para a saúde pública”, sublinha-se. Leia os artigos que quiser, até ao fim, sem publicidade Faça parte da comunidade mais bem informada do país .