Índia desenvolve vacina contra a variante Ómicron - Renascença

18/01/2022 12:05:00

Índia desenvolve vacina contra a variante Ómicron

Índia desenvolve vacina contra a variante Ómicron

A ser aprovada será primeira vacina mRNA Covid-19 desenvolvida naquele país.

A Gennova Biopharmaceuticals da Índia está a desenvolver uma vacina especifica contra a variante Ómicron, que se tem espalhado por todo o mundo.De acordo com a agência Reuters, a nova vacina pode ficar disponível dentro de dois meses. Até lá, será ainda necessário efetuar alguns testes.

"A variante específica de Ómicron da vacina está em desenvolvimento e estará pronta para testes clínicos em humanos, sujeitos a aprovações regulatórias", confirmou um porta-voz da empresa através de uma mensagem de texto.

Consulte Mais informação:
Renascença »

Quarta dose de vacina pouco aumentará a proteção contra ÓmicronA farmacêutica Moderna está a desenvolver uma vacina para combater simultaneamente a Covid-19 e a gripe sazonal. O fármaco só deverá estar disponível em 2023. Espera-se ainda este ano uma vacina específica contra a variante ómicron.

Pequim aumenta medidas preventivas após detetar um caso da variante Ómicron

Covid-19: Pequim aumenta medidas preventivas após detetar um caso da variante Ómicron - SIC NotíciasMais de 13.000 pessoas e todos os locais visitados pela paciente nos dias anteriores foram testados.

Moderna quer lançar vacina única contra Covid-19 e gripe em dois anosO objetivo seria ter a combinação pronta a administrar a tempo das infeções respiratórias de 2023. O anúncio surge numa altura em que a vacina contra a variante Omicron está em desenvolvimento.

Legislativas: Costa diz que Açores devem ser “vacina” contravitória de toda a direitaÒ Costa vai-te fdr. Costa Salafrario foi aos Açores dizer olhem que eu sei vocês passam fome Mas eu preciso continuar a meter a mão no vosso bolso Dar ouvidos ao salafrario Votar no salafrario Dar continuidade Miséria Fome Mais de 50% da população está pobre 20% miséria extrema Deixem de votar em salafrarios 46 anos a errar é demais Votem no partido que vosso ventre atrai nunca vota CDUPCPPEV Solução Acabar com corrupção

Em direto. Belenenses SAD - FC Porto - RenascençaÚltimo contra o primeiro. Ouça o relato na Renascença e acompanhe ao minuto em rr.sapo.pt.

Boletins Covid-19: gráficos, balanços e outros números A Gennova Biopharmaceuticals da Índia está a desenvolver uma vacina especifica contra a variante Ómicron, que se tem espalhado por todo o mundo.VER MAIS Em Israel, os resultados preliminares de um estudo que ainda carece de validação científica concluíram que a quarta dose da vacina aumenta o nível de anticorpos é pouco eficaz contra a Ómicron.por Lusa cancelar Thomas Peter - Reuters O primeiro caso de covid-19 da variante Ómicron diagnosticado em Pequim levou a capital chinesa a intensificar as medidas de prevenção, nas vésperas de acolher os Jogos Olímpicos de Inverno.covid-19 da variante Ómicron diagnosticado em Pequim levou a capital chinesa a intensificar as medidas de prevenção, nas vésperas de acolher os Jogos Olímpicos de Inverno.

De acordo com a agência Reuters, a nova vacina pode ficar disponível dentro de dois meses. Até lá, será ainda necessário efetuar alguns testes. E a vacinação de bebés com mais de seis meses deverá começar no próximo mês de Abril. "A variante específica de Ómicron da vacina está em desenvolvimento e estará pronta para testes clínicos em humanos, sujeitos a aprovações regulatórias", confirmou um porta-voz da empresa através de uma mensagem de texto. O complexo de apartamentos e o local de trabalho da paciente foram também isolados. A ser aprovada esta será a primeira vacina mRNA Covid-19 desenvolvida no país. A farmacêutica norte-americana Pfizer também anunciou que espera ter uma nova vacina contra a Covid-19, produzida com o intuito de melhorar a proteção contra a variante Ómicron, em março. Com 20 milhões de habitantes, Pequim está a considerar aumentar as restrições às viagens.

O CEO da Pfizer, Albert Bourla, explicou que ainda não está claro se esse novo imunizante será necessário, mas disse que a sua empresa já está a começar a fabricar as primeiras doses porque alguns países querem tê-las o mais rápido possível. Todas as ligações rodoviárias com Tianjin foram já interrompidas. "Temos a esperança de alcançar algo que ofereça uma proteção muito melhor, particularmente contra infeções, porque a proteção contra hospitalizações e doenças graves é razoável com as vacinas atuais, desde que tenha sido administrada uma terceira dose", afirmou o responsável ao canal televisivo CNBC. Tópicos .