Justiça, Bebé, Tribunal, Sociedade, Espinho

Justiça, Bebé

Mãe que matou dois recém-nascidos em Espinho condenada a 13 anos de prisão

Mãe que matou dois recém-nascidos em Espinho condenada a 13 anos de prisão

23/09/2021 18:44:00

Mãe que matou dois recém-nascidos em Espinho condenada a 13 anos de prisão

O Tribunal da Feira condenou a 13 anos de prisão uma mãe acusada de ter matado dois bebé s que tinha acabado de dar à luz na casa de banho da sua habitação, em Espinho , no distrito de Aveiro.

SubscreverO tribunal teve em conta o contexto sócio-económico da arguida, que, além de"dificuldades económicas", tinha"uma relação de rotura com o ex-companheiro, que já não tinha aceitado bem a primeira gravidez", havendo ainda"uma sobrecarga funcional dos pais" que tomavam conta das duas outras filhas do casal.

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio a família sueca Candidato do Chega disparou contra família sueca em Moura Condutores aproveitam para abastecer antes do aumento dos combustíveis na segunda-feira

O juiz referiu que este contexto"permite perceber a motivação que esteve presente na conduta da arguida", mas ressalvou que"os problemas não se podem resolver assim"."O que a senhora fez não se faz. São duas vidas humanas tão importantes como a sua", afirmou.

O magistrado assinalou ainda que o acórdão teve um voto de vencido do elemento feminino do coletivo de juízes, que entendeu que a arguida devia ser condenada numa pena única de 19 anos de prisão.O juiz presidente recusou ainda um pedido da procuradora do Ministério Público (MP) para a arguida aguardar o desenvolvimento do processo em prisão domiciliária, alegando que, ao contrário do defendido pela procuradora,"não se verificou uma qualquer alteração das circunstâncias que justifique a aplicação de qualquer uma das medidas de coação promovidas". headtopics.com

Quanto à existência de um eventual perigo de fuga, o juiz lembrou que, ao longo do processo, a arguida"nunca se ausentou e sempre compareceu quando foi chamada pelas autoridades judiciárias", adiantando que a mesma continua a trabalhar e a realizar a sua vida normal.

Os factos criminosos ocorreram em janeiro de 2020, quando a mulher deu à luz duas crianças com vida, entre as 35 e as 36 semanas da gestação, na casa de banho da sua habitação em Espinho.De acordo com a acusação, a mulher"não prestou, ou solicitou que fossem prestados, quaisquer cuidados imediatamente após o nascimento" das crianças.

Ao invés, segundo o MP,"na execução do que já antes tinha planeado, não estimulou o choro, não tentou desimpedir-lhes as vias aéreas, antes as embrulhou e impediu de respirar, acabando por causar as suas mortes".

A arguida colocou depois as duas crianças num saco, no interior da mala do automóvel que utilizava habitualmente, com o propósito de posteriormente as levar para outro local e se desfazer dos seus corpos, o que não veio a acontecer em virtude de terem sido encontradas pelo seu pai, que alertou as autoridades. headtopics.com

Milhares de motociclistas protestam contra inspeções obrigatórias Paulo Rangel candidata-se à presidência do PSD | Jornal Económico Carrinha da equipa de andebol do Boa Hora incendeia-se Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

13 anos por ter morto dois inocentes sem defesa alguma? Esta besta merecia pena perpetua.

Mãe que matou dois recém-nascidos em Espinho condenada a 13 anos de prisãoFactos criminosos ocorreram em janeiro de 2020.

Mulher que asfixiou filhas bebés em Espinho condenada a 13 anos de prisãoPortugal - Mulher que asfixiou gémeas bebés em Espinho condenada a 13 anos de prisão

Mulher que matou filhas gémeas à nascença condenada a 13 anos de prisão

Despiste de autocarro em Camarate provocou 13 feridos ligeirosAté à data, ainda se desconhece a causa do acidente.

Portuguesa Jscrambler capta 13 milhões para conquistar mercado da segurança na InternetA empresa tecnológica deverá abrir escritórios no estrangeiro em 2022. Financiamento deverá ser aproveitado para adicionar novas ferramentas de segurança a sites e aplicações

Acidente com autocarro em Camarate fez esta manhã fez 13 feridos ligeirosO veículo despistou-se e caiu numa ribeira. Os feridos foram transportados para o Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, e para o Santa Maria, em Lisboa.