Sociedade, Covıd-19, Plano De Desconfinamento

Sociedade, Covıd-19

Restrições (quase) deixam de existir mas ″a pandemia não acabou″

Desconfinamento. Restrições (quase) deixam de existir mas 'a pandemia não acabou'

23/09/2021 18:44:00

Desconfinamento. Restrições (quase) deixam de existir mas 'a pandemia não acabou'

Bares e discotecas vão poder reabrir a 1 de outubro - sem uso de máscara obrigatório mas com exigência de certificado digital de vacinação no acesso.

.No essencial, o país vai entrar numa fase de quase"libertação total" (expressão usada em tempos por António Costa). Contudo, o chefe do Governo não deixou de fazer alguns avisos à navegação."Entramos numa fase que assenta essencialmente na responsabilidade de cada um de nós","temos um dever individual de prevenir e combater pandemia","a pandemia não acabou" e"o risco permanece", disse, na conferência de imprensa, que decorreu no Palácio da Ajuda, onde o Governo esteve reunido.

Candidato do Chega detido por tentativa de homicídio a família sueca Candidato do Chega disparou contra família sueca em Moura Condutores aproveitam para abastecer antes do aumento dos combustíveis na segunda-feira Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

Homem que seguia em contramão morre após choque frontal no IC2Vítima foi encaminhada para o Hospital de Santa Maria, em Lisboa, mas acabou por não resistir.

Peritos apostam na vacinação, testagem, medidas sanitárias e gestão de riscoOs especialistas defendem que o posicionamento de gestão da pandemia deverá ser o de que Portugal não vai entrar 'numa fase de cancelamento das medidas', mas sim numa 'fase transitória'.

Conselho de Ministros decide hoje sobre novo alívio de restriçõesLevantamento de determinadas restrições será implementado a partir de 1 de outubro.

Home AloneNão sabemos de que parte das costas, mas a França sangra.

O país não esperou pelo fim das restrições para começar a desconfinarNão se pode dizer que o país tenha atingido os mesmos níveis de actividade do período pré-pandémico, mas, da saúde ao cinema, passando pelos transportes, a retoma de uma vida mais próxima do normal é já notória em diferentes sectores. Hoje em dia o povo, já não passa cartão, ao que o Costa, diz e muito menos, em martas temido, ect. O governo PS já roubou o povo o suficiente, para abrir os olhos.

Além da pandemia, o mundo tem de combater “o surto de desconfiança e desinformação”Primeiro dia de discursos na 76.ª Assembleia Geral da ONU ficou marcado pelos avisos do secretário-geral, António Guterres, para quem o mundo “está à beira de um precipício e caminha na direcção errada”.