África do Sul vai processar 940 casos suspeitos de corrupção em contratos no combate à Covid-19

25/01/2022 19:28:00

África - África do Sul vai processar 940 casos suspeitos de corrupção em contratos no combate à Covid-19

África Do Sul, Cyril Ramaphosa

África - África do Sul vai processar 940 casos suspeitos de corrupção em contratos no combate à Covid-19

Presidente sul-africano comprometeu-se a processar as múltiplas apropriações indevidas no valor de 830 milhões de euros.

Cyril RamaphosaFOTO: Pavel Golovkin/REUTERSO Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, comprometeu-se esta terça-feira a processar e punir as múltiplas apropriações indevidas, através de fraude e corrupção, em contratos governamentais no combate à covid-19 no valor de 830 milhões de euros.

Mais de metade dos 5.467 contratos examinados pela Unidade Especial de Investigação (SIU, na sigla em inglês) do Ministério da Justiça sul-africano, celebrados para a compra de equipamento ou serviços no âmbito da luta contra a pandemia, revelam irregularidades.

Consulte Mais informação:
Correio da Manhã »

Cabo Verde quer ser 'referência' em África na erradicação da pobreza extremaBanco Mundial estimou em 2020 que a pobreza extrema global deverá subir pela primeira vez em 20 anos. Portugal Foi bandeira de senhor Presidente E do actual governo Ao invés de demónios a pobreza Aumentaram Hoje mais de 50% população Portuguesa vive à fome 👏🏽🙏

Carro capota no Eixo Norte-Sul, junto a Sete Rios, em LisboaUm carro capotou esta tarde no Eixo Norte-Sul, junto a Sete Rios, em Lisboa, provocando congestionamento no trânsito.

Mulher de candidato presidencial na Coreia do Sul ameaça prender jornalistas críticosNas gravações, Kim Keon-hee afirmou que a comunicação social crítica do seu marido seria provavelmente processada caso o candidato presidencial chegasse ao poder.

Renault e Geely querem atacar o mercado sul-coreano juntasA Geely é um monstro na indústria automóvel, mas não na Coreia do Sul. Daí que pretenda juntar-se à Renault, que tem uma importante presença no país, para trabalhar em equipa.

Ilhas Comores defrontam Camarões com jogador de campo na balizaAlhadhur entre os postes face aos casos de Covid-19 e lesão dos guarda-redes

Portugal estagnado no índice de percepção da corrupçãoA pandemia de covid-19 foi um pretexto para os governos de todo o mundo abrandarem o combate à corrupção, segundo a organização Transparência Internacional. Ranking no Índice de Percepção e Corrupção, com a indicação do lugar que Portugal ocupa, onde se nota o evidente impulso de quem governou nos últimos anos 🌹🌹 não estávamos mal com Guterres, agora Portugal a caminho do lugar 176, par a par com a Venezuela e Coreia do Norte. Claro ! Com socialistas a governar…..

Lusa Cyril Ramaphosa FOTO: Pavel Golovkin/REUTERS O Presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, comprometeu-se esta terça-feira a processar e punir as múltiplas apropriações indevidas, através de fraude e corrupção, em contratos governamentais no combate à covid-19 no valor de 830 milhões de euros.Lusa Olavo Correia FOTO: Getty Images O vice-primeiro-ministro de Cabo Verde, Olavo Correia, afirmou esta terça-feira que o arquipélago pretende ser uma"referência" em África na erradicação da pobreza extrema e no aumento da penetração de energias renováveis, com o apoio da União Europeia.Ativar Cookies Marketing Automation certified by Copyright © 2022."A polícia vai acusá-los, com a nossa ordem ou não", apontou.

Mais de metade dos 5.467 contratos examinados pela Unidade Especial de Investigação (SIU, na sigla em inglês) do Ministério da Justiça sul-africano, celebrados para a compra de equipamento ou serviços no âmbito da luta contra a pandemia, revelam irregularidades. Queremos ser exemplo ao mundo. "É inaceitável que tantos contratos que salvam vidas e destinados a garantir meios de subsistência sejam irregulares, ilegais ou fraudulentos", afirmou Ramaphosa numa declaração hoje divulgada.A. Leia também . Um pequeno país que aposta o seu desenvolvimento ancorado no investimento verde e que eliminou a pobreza extrema", disse Olavo Correia, que é também ministro das Finanças.