EUA e Rússia já se sentaram à mesa para discutir situação na Ucrânia

21/01/2022 18:40:00

Mundo - EUA e Rússia já se sentaram à mesa para discutir situação na Ucrânia

Eua, Estados Unidos

Mundo - EUA e Rússia já se sentaram à mesa para discutir situação na Ucrânia

O ministro dos Negócios Estrangeiros e o secretário de Estado dos EUA estiveram reunidos em Genebra para discutir sobre as suspeitas de Moscovo invadir a Ucrânia .

A tensão na fronteira da Ucrânia com a Rússia mantém um equilíbrio frágil e os Estados Unidos e a União Europeia já entraram em campo, tendo o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, estado em reunião com o secretário de Estado norte-americano Antony Blinken para discutirem um possível aliviar das tensões. Os EUA prometeram uma resposta escrita na"próxima semana" às exigências russas para a retirada da NATO da Europa de Leste e a União Europeia já anunciou que se a Rússia lançar uma ofensiva contra a Ucrânia irá implementar sanções ao país. 

Consulte Mais informação:
Revista SÁBADO »

EUA temem invasão russa da Ucrânia a qualquer momentoOs Estados Unidos consideram que a Rússia pode invadir a Ucrânia a qualquer momento. Moscovo nega essa possibilidade. NÃO VAI INVADIR.

EUA: Universidade de Michigan fixa acordo de 430 ME com mil vítimas de abuso sexualA universidade procurava mediar os vários processos judiciais movidos principalmente por homens que acusaram Robert Anderson de abusos sexuais durante exames médicos de rotina....

EUA: Baixa popularidade de Biden deixa em perigo controlo democrata no Congresso - SIC NotíciasA baixa taxa de aprovação indicia um mau resultado para os democratas em futuras eleições. Pior do que Jimmy Carter... e ele foi terrível... Não era o que mídia queria? Felizmente 👌🏻

Presidente dos EUA desapontado com fracasso da lei de proteção de voto no SenadoTe foder pá

Produção da EDPR aumenta 6% em 2021 com destaque para Europa e EUADe acordo com a informação remetida à CMVM, a capacidade instalada da EDPR progrediu para 13,6 gigawatts (GW), mais 1,4 GW do que em 2020, com a Europa e a América do Norte a representarem 42% e 52%, respetivamente.

EUA acusam quatro bielorrussos de desvio de avião da Ryanair para deter jornalistaO Departamento de Justiça dos Estados Unidos acusou esta quinta-feira quatro funcionários governamentais bielorrussos do desvio de um avião da Ryanair para deter um jornalista da oposição.

+ A tensão na fronteira da Ucrânia com a Rússia mantém um equilíbrio frágil e os Estados Unidos e a União Europeia já entraram em campo, tendo o ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Lavrov, estado em reunião com o secretário de Estado norte-americano Antony Blinken para discutirem um possível aliviar das tensões.Para tentar resolver a crise os chefes da diplomacia norte-americana e russa vão reunir-se esta sexta-feira..Lusa Um ano depois da posse como presidente dos Estados Unidos, Joe Biden tem a segunda taxa de aprovação mais baixa da história do país e o partido republicano terá vantagem nas eleições intercalares que decidirão o controlo do Congresso.

Os EUA prometeram uma resposta escrita na"próxima semana" às exigências russas para a retirada da NATO da Europa de Leste e a União Europeia já anunciou que se a Rússia lançar uma ofensiva contra a Ucrânia irá implementar sanções ao país.  No final do encontro em Genebra com o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, sobre a crise na Ucrânia, o chefe da diplomacia russa, Sergei Lavrov, disse:"Concordámos que nos serão apresentadas respostas escritas na próxima semana às nossas propostas". O ministro dos Negócios Estrangeiros russo descreveu as conversações como francas e disse que ambos"concordam que é necessário um diálogo razoável" para que as"emoções resfriem".ad-ctn {padding-top:14px;} . Pelos EUA, Blinken prometeu uma resposta"unida, rápida e severa" por parte dos EUA e aliados no caso de uma invasão russa da Ucrânia, mas também assegurou o empenho de Washington em encontrar uma solução diplomática. Para continuar a ler . Um deles é a impopularidade de Joe Biden, que em média tem 42,4% de aprovação e 52,2% de desaprovação, segundo as contas da plataforma agregadora FiveThirtyEight.