Separatistas de Lugansk e Kherson pedem a Putin anexação rápida à Rússia

28/09/2022 15:57:00

Separatistas de Lugansk e Kherson pedem a Putin anexação rápida à Rússia

Separatistas de Lugansk e Kherson pedem a Putin anexação rápida à Rússia

As autoridades pró-russas das regiões ucranianas de Zaporíjia, Kherson, Lugansk e Donetsk reivindicaram, nesta terça-feira, a vitória do “sim” a favor da anexação à Rússia como resultado dos referendos

Por | 28.denunciada por potências ocidentais.decretou a mobilização de 300 mil reservistas – ou talvez até três vezes mais – e antecipou o plebiscito fake nas regiões ocupadas de forma a abrir caminho para a sua anexação..

09.2022 09h23 Um homem segura uma bandeira russa na varanda de um apartamento em Lugansk, em 27 de setembro de 2022.Os índices de apoio foram de 87% e 93%, respectivamente, conforme anúncio após a contagem de todas as cédulas.AP Apoie Siga-nos no As autoridades pró-russas das regiões ucranianas de Lugansk e Kherson anunciaram, nesta quarta-feira (28), que pediram sua anexação à Rússia ao presidente Vladimir Putin, no dia seguinte à divulgação do resultado de um referendo sobre o assunto.Mesmo inaceitável por qualquer padrão legal, o plebiscito cria uma situação surrealista: se os ucranianos atacarem os invasores em seu próprio território, num ato de autodefesa legítima, serão considerados agressores.A votação foi amplamente condenada pela comunidade internacional.O ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, minimizou o valor desses referendos, que não mudarão “nossas ações no campo militar”.“Peço que examine a questão da adesão da República Popular de Lugansk à Rússia como parte da Federação da Rússia”, declarou o chefe separatista pró-russo da região, Leonid Passetchnik, em um texto publicado no Telegram.

Uma carta similar foi enviada por Vladimir Saldo, que dirige a administração da ocupação russa em Kherson, no sul do país.O G7 prometeu que “nunca reconhecerá” os resultados, pensamento reiterado nesta terça pelo secretário de Estado americano, Antony Blinken.O ex-presidente Dimitri Medvedev, que hoje ocupa um cargo menor na estrutura de poder, escreveu no Telegram que Estados Unidos e aliados não farão nada se for usada uma arma nuclear tática numa “Ucrânia moribunda da qual ninguém precisa”.Ele disse ter pedido a Vladimir Putin que conclua a anexação “o mais rápido possível”.Saldo defendeu que o processo eleitoral tinha sido “absolutamente legal” e falou sobre o direito de autodeterminação dos povos, inscrito na Carta da ONU.Nunca vamos reconhecer a anexação do território ucraniano pela Rússia”, garantiu Blinken em entrevista coletiva.A secretária-geral adjunta da ONU de assuntos políticos, Rosemary DiCarlo, repetiu que a organização apoia a “integridade territorial da Ucrânia” dentro de “suas fronteiras reconhecidas”, logo após uma reunião do Conselho de Segurança sobre os referendos, na terça-feira (27).Criar heróis em época de guerra é uma reação normal, mesmo que este herói esteja um pouco acima do peso, pareça mais do que seus 49 anos e não tenha passado por um curso de media training.O chefe da diplomacia europeia, Josep Borrell, denunciou nesta quarta-feira os referendos de anexação organizados por Moscou.A França descreveu os referendos como uma “mascarada”, e sua ministra das Relações Exteriores, Catherine Colonna, que está em Kiev nesta terça, avaliou que será necessária “uma melhor correlação de forças entre a Rússia e a Ucrânia” para encerrar a guerra.

“Trata-se de uma nova violação da soberania e da integridade territorial da Ucrânia em um contexto de violações sistemáticas dos direitos humanos”, ele escreveu no Twitter.“Parabenizamos a coragem dos ucranianos, que continuam a se opor e a resistir à invasão russa”, acrescentou.O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou que os referendos pretendem “salvar as populações” que moram nesses territórios, que representam cerca de 20% da superfície ucraniana.A missão mais importante era não deixar Kiev cair.Aumento da ajuda militar A diplomacia ucraniana pediu, nesta quarta-feira, um aumento significativo da ajuda militar ocidental, após a divulgação do resultado da votação.“A Ucrânia pede para a UE, a Otan e o G7 que aumentem imediata e significativamente a pressão sobre a Rússia, principalmente impondo novas sanções mais severas e aumentando de forma expressiva a ajuda militar à Ucrânia”, declarou o ministro de Relações Exteriores, Dmytro Kuleba.“Com meu voto, eu quero tentar fazer uma pequena contribuição para que a guerra acabe”, disse à AFP Galina Korsakova, de 63 anos.Ele pediu “tanques, aviões de combate, artilharia de longo alcance, sistemas de defesa antiaéreos e antimísseis”.Continua após a publicidade A segunda era deixar o inimigo avançar em direção a uma armadilha.

Kuleba também solicitou a “todos os Estados e organizações internacionais que condenem as ações ilegais do Kremlin nos territórios temporariamente ocupados da Ucrânia”.” “Espero que as pessoas e os trabalhadores comuns recuperem a paz e a estabilidade”, disse Ruslan Yushkevich, um mecânico de 37 anos de Mariupol, uma cidade portuária amplamente destruída por combates ferozes nesta primavera.Anexação.O Parlamento russo agora deve votar nos próximos dias um tratado que formalize a integração das quatro regiões ao território do país.“A Rússia tem o direito de usar a arma atômica, caso seja necessário”, ameaçou o ex-presidente russo e agora número dois do Conselho de Segurança russo, Dmitri Medvedev.“Eles dirigiram seus soldados para o matadouro.O modelo seguido pelo Kremlin até agora é similar ao da anexação da Crimeia.Nada é oficial, mas o processo poderia ser rápido.Êxodo de russos Paralelamente, a Rússia anunciou uma mobilização de reservistas que pretende recrutar 300 mil soldados para fortalecer a invasão.

Após o voto do Parlamento, nesta quinta-feira (29), vem a validação da entrada dos territórios na Rússia, seguida de uma grande festa patriótica, com concertos e fogos de artifício em Moscou, já na sexta-feira (30).Fontes civis e militares, incluindo o presidente Volodymyr Zelensky , plantaram durante semanas que haveria um contra-ataque na região de Kherson.Funcionários do Estado já teriam sido solicitados para estarem presentes no evento na Praça Vermelha e um palco está sendo montado no local.A campanha de recrutamento às vezes caótica levou milhares de russos a fugir do país, um êxodo confirmado nesta terça-feira por dois países vizinhos, Geórgia e Cazaquistão.Relacionadas.

Consulte Mais informação:
CartaCapital »
Loading news...
Failed to load news.

Só Reunificação da Rússia pode evitar a balcanização da Eurásia. Sem a Rússia, todas aquelas repúblicas entrariam em guerra uns contra os outros pela hegemonia. É isso que os Estados Unidos querem, dividir pra conquistar e lucrar com a venda de armas para grupos nacionalistas.

Rússia reitera ameaça nuclear no último dia de referendos de anexação dos territórios ucranianosDe acordo com o número dois do Conselho de Segurança russo, Dmitri Medvedev, o país 'tem o direito de usar a arma atômica, caso seja necessário' Só a Reunificação da Rússia pode evitar a balcanização da Eurásia. Blá-blá-blá

É este o homem que vai derrotar Putin? General ucraniano está em alta | MundialistaA guerra entra em nova etapa com próxima anexação das regiões ocupadas pela Rússia e comandante da resistência ganha destaque Narrativa de pensamento único.Á outras narrativas mais credíveis.Á quem diga que o referendo é um caminho para a paz .os que estão contra aos poucos vão se habituando como no caso do Kosovo.

Ucrânia: apuração parcial de plebiscito sobre áreas ocupadas aponta apoio à anexação russaA Rússia divulgou um resultado parcial e positivo do plebiscito sobre a anexação de áreas ocupadas por Ucrânia. Ao todo, são 15% do território ucraniano. No entanto, ocidente e Ucrânia dizem que os plebiscitos são uma farsa. Guga Chacra faz análise sobre o tema: ‘É ilegal. Além de ataques já promovidos, Putin irá convocar ucranianos para lutar contra a Ucrânia’. gugachacra gugachacra JovemPanNews tem mais credibilidade. OsPingosJP globolixoderretendo gugachacra Putin deve morrendo de preocupação porque esse ai disse que é ilegal

Alemanha, Polônia e Dinamarca suspeitam de sabotagem após vazamento em gasodutos russosSuspeita de sabotagem ocorre enquanto a Europa inaugura um gasoduto para levar gás natural da Noruega à Polônia, passando pela Dinamarca, em uma tentativa de diminuir a dependência da Rússia

Ocidente 'nunca' reconhecerá referendos da Rússia na Ucrânia, diz BlinkenO chefe da diplomacia americana reiterou a ameaça de Biden de que os EUA 'vão impor rapidamente custos adicionais e severos à Rússia' são “eleições” tão verdadeiros quanto à de biden ora EsquerdaCriminosa O Ocidente está desNorteado! Esse Ocidente quer ser o centro do mundo e ditar as regras, mas não respeita regras.