Novo surto de influenza e Covid-19 coloca indígenas da região Norte em risco

Novo surto de influenza e Covid-19 coloca indígenas da região Norte em risco

Cartacapital, Carta Capital

17/01/2022 02:15:00

Novo surto de influenza e Covid-19 coloca indígenas da região Norte em risco

Novos casos de gripe, coronavírus e possível dupla infecção – chamada de ‘flurona’ – foram registrados em ao menos oito terras da região

Foto: EBCO novo surto gripal da Influenza H3N2 reacende o alerta para comunidades indígenas ao Norte do País. De acordo com a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), novos casos de gripe, coronavírus e possível dupla infecção – chamada de ‘flurona’ – foram registrados em ao menos oito terras indígenas.

A situação é crítica para as aldeias da Terra Indígena Xambioá, localizada no município de Santa Fé do Araguaia, no Tocantins. No dia 5 de janeiro, foi comunicada a morte do cacique Josué Borori Txebuare Karajá, líder da aldeia Hawa-Tymara, vítima do surto de gripe.

Consulte Mais informação: CartaCapital »

Compra de caminhões de lixo dispara e preços inflados somam R$ 109 milhões - Política - Estadão

Cidades com menos de 8 mil habitantes receberam até três veículos potentes em menos de um ano mesmo sem produzir resíduos suficientes para enchê-los Consulte Mais informação >>

Falta de respeito e consideração pelos índios!

Covid-19: MG passa de 19 mil casos em 24 horas e bate novo recordeEssa foi a terceira vez na semana que as novas notificações da doença no estado chegaram ao volume mais alto Eu disse que vocês morrerão em seus pecados se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados'.Eu Sou o que vive;estive morto, mas eis que estou vivo por toda a eternidade! “Eis que estou convosco todos os dias, até o fim dos tempos.'eu sou o principio e o fim... pode ser até um milhão n morrendo nelhuma o que importa tão querendo por pânico na população lixos

Áustria apresenta novo plano para vacinação obrigatória contra a Covid-19Governo prevê que a medida entre em vigor em 1º de fevereiro; quem não tiver se imunizado pode ter que pagar multa vai de 600 até 3.600 euros Precisam justificar o fracasso do passaporte sanitário e da imunização, aqui em SP Doria o Genocida já começou tbm. Enquanto isso em Amsterdam Milhares nas ruas contra essa bosta de passaporte sanitário. ONDE É QUE PODEMOS DENUNCIAR OS NEGACIONISTAS QUE NÃO QUEREM VACINAR OS FILHOS

Tutora destaca maturidade de 1ª criança vacinada contra Covid-19 no BrasilDavi, de 8 anos, nasceu em uma tribo xavante no estado de Mato Grosso e passou a morar com pesquisadora por causa de tratamento médico...

Portugal registra mais de 40 mil casos de covid-19 pelo 3º dia consecutivoPortugal registrou nesta sexta-feira mais de 40 mil casos de covid-19 pelo terceiro dia consecutivo, números nunca antes vistos em toda a pandemia, além de 34 mortes.O último boletim da Direção-Geral da Saúde (DGS) de Portugal relata 40.090 diag UOL Notícias O sistema Globo breve vai responsabilizar o PR Bolsonaro ? Eh; só questão de tempo..👉👉

RJ: aumento dos casos de Covid-19 cancela cirurgias eletivas e impacta limpeza urbanaO Rio de Janeiro segue sofrendo as consequências do aumento dos casos de Covid. A Comlurb, companhia de limpeza urbana, pediu ajuda à população para manter a cidade limpa: dos 14 mil trabalhadores da empresa, quase mil testaram positivo e estão afastados. A área da saúde também está prejudicada. Ricardo Abreu tem os detalhes. Só espero q tenha greve assim cm em 2014, pra esse lixo do Eduardo Paes sentir cm é tratar os Garis cm lixo

Eventos adversos da vacina são menos prejudiciais do que a Covid-19, diz médico | CNN BrasilO presidente da Sociedade Brasil eira de Infectologia (SBI), Alberto Chebabo, declarou, nesta sexta-feira, em entrevista à CNN, que possíveis eventos adversos relacionados à vacina contra a Covid-19 são menos prejudiciais à saúde do que a própria doença Ganhou quanto pra falar um absurdo desse? Há tá Esses caras erraram a pandemia inteira. E continuam errando…

10.01.2022 11h43 Foto: EBC O novo surto gripal da Influenza H3N2 reacende o alerta para comunidades indígenas ao Norte do País. De acordo com a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), novos casos de gripe, coronavírus e possível dupla infecção – chamada de ‘flurona’ – foram registrados em ao menos oito terras indígenas. A situação é crítica para as aldeias da Terra Indígena Xambioá, localizada no município de Santa Fé do Araguaia, no Tocantins. No dia 5 de janeiro, foi comunicada a morte do cacique Josué Borori Txebuare Karajá, líder da aldeia Hawa-Tymara, vítima do surto de gripe. Atual sucessor e filho do cacique, Rubens Karajá relata à CartaCapital que o surto gripal já atinge 90% da comunidade, que segue sem remédios ou assistência da SESAI e conta apenas com um carro, sem manutenção, para buscar auxílio médico na cidade mais próxima, a 70km da aldeia. “Os médicos da SESAI nunca apareceram. Estamos nos virando com remédios caseiros, não temos orientação porque nossa única enfermeira não aparece há 15 dias na comunidade”, relata. As técnicas de enfermagem que prestavam assistência à comunidade também adoeceram — atualmente, a equipe conta apenas com uma integrante ativa para os mais de 300 indígenas Xambioá. Ainda segundo Rubens, membros da comunidade seguem aguardando leito para internação há cinco dias em hospitais nos centros urbanos mais próximos. Nesta semana, um integrante da comunidade que esteve presente no velório testou positivo para Covid-19. Ainda não houve testagem na comunidade para mensurar o número real de infectados. Em nota, a SESAI afirma ter dado continuidade aos protocolos de prevenção e controle da Covid-19 e solicitado mais de 90 mil testes rápidos de antígeno para o primeiro semestre de 2022, assim como a reativação de 352 Unidades de Atendimentos aos Povos Indígenas (UAPI) e reforça que os DSEI contam com equipe de resposta rápida para os casos de surtos. A secretaria também afirma que 85% dos indígenas maiores de 18 anos foram vacinados com a segunda dose contra a Covid-19, e que 87% estão imunizados contra influenza em 2021. De acordo com especialistas, a vacina da gripe não cobre a nova cepa H3N2. Relacionadas