Turismo do Porto e Norte de Portugal: Bazuca deve ser muito direcionada para turismo

O presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal apelou esta sexta-feira ao Governo para que a 'bazuca', fundo de recuperação europeia contra a covid-19, seja 'muito direcionada' para o turismo, porque é dos setores mais prejudicados pela pandemia

22/01/2021 20:59:00

O presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal apelou esta sexta-feira ao Governo para que a 'bazuca', fundo de recuperação europeia contra a covid-19, seja 'muito direcionada' para o turismo, porque é dos setores mais prejudicados pela pandemia

O presidente da Turismo Porto e Norte de Portugal apelou esta sexta-feira ao Governo para que a 'bazuca', fundo de recuperação europeia contra a covid-19, seja 'muito direcionada' para o turismo, porque é dos setores mais prejudicados pela pandemia.

..."Apelo para que a famosa bazuca seja muito direcionada para o turismo. Não só para um setor que é, eventualmente, um dos mais prejudicados de todos, mas também porque nós sabemos que quando este setor [turístico] recupera, consegue provocar um arrastamento muito positivo noutros setores", explicou Luís Pedro Martins, destacando que esse arrastamento se nota, por exemplo, no setor do"vinho","têxtil e lar","transportes" ou"das loiças".

Pepe e Sérgio Oliveira em tratamento no regresso do FC Porto ao trabalho Varandas Fernandes: «Bastava marcarem alguns penáltis para o Benfica ter mais oito pontos» Nuno Espírito Santo: «Óleo de bebé no corpo de Adama Traoré não foi uma ideia minha»

Em entrevista telefónica à agência Lusa, o presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) descreve que a situação no setor turístico é"dramática" e que a"esmagadora maioria" dos empresários procurou ajuda, porque tem a sua"tesouraria num estado dramático".

"Eventualmente, e infelizmente, muitas empresas não conseguirão sobreviver a este tempo tão longo de pandemia", referiu.O presidente da TPNP lamentou que se ouça falar"muito da bazuca para muito lado" e"pouco da bazuca para o setor do turismo". headtopics.com

"Agora que sabemos que existe uma ferramenta, chamada bazuca, ela deve ser muito direcionada para o setor do turismo", defende Luís Pedro Martins.O responsável recorda que há setores que desde março"praticamente não têm atividade, como acontece com as"agências de viagem","empresas de animação turística", o"turismo de negócios" ou"hotelaria das grandes cidades, como o Porto", que no verão tinha apenas registo de"30% da sua taxa de ocupação preenchida".

Em meados de dezembro de 2020, em entrevista à Lusa no âmbito da aprovação do Orçamento e Plano de Atividades da TPNP, Luís Pedro Martins já tinha alertado que só a"bazuca" europeia poderia ajudar no combate à crise do setor, alertando na altura que os três milhões de euros do Orçamento de Estado 2021 eram"insuficientes".

"Era uma verba razoável num ano normal e se tivéssemos em velocidade cruzeiro, conforme estávamos até 2019. Tento em conta que o setor bateu no fundo, e que há agora uma necessidade muito grande de promoção externa e que vamos entrar numa competição bastante feroz com outros destinos nossos concorrentes, nomeadamente Espanha, França, Itália", disse à Lusa Luis Pedro Martins.

O dinheiro da bazuca europeia (fundo de recuperação) para ajudar a recuperação da economia deverá começar a chegar em maio ou junho, estimou recentemente a secretária de Estado dos Assuntos Europeus e coordenadora operacional da presidência portuguesa da União Europeia, Ana Paula Zacarias, numa entrevista à Rádio Renascença. headtopics.com

Covid-19: estudo na Escócia indica que a vacina AstraZeneca também é eficaz em pessoas com mais de 65 anos Covid-19 infetou 27 973 profissionais de saúde e vitimou 19 Pessoas com trissomia 21 entram para os grupos prioritários de vacinação

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.092.736 mortos resultantes de mais de 97,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Consulte Mais informação: Jornal de Negócios »