Preço da luz e fim do serviço de interruptibilidade ameaçam indústria cimenteira nacional

Preço da luz e fim do serviço de interruptibilidade ameaçam indústria cimenteira nacional

25/09/2021 19:20:00

Preço da luz e fim do serviço de interruptibilidade ameaçam indústria cimenteira nacional

Associação Técnica da Indústria do Cimento, que representa a Cimpor e a Secil, entre outras empresas, avança que o aumento incomportável dos preços da eletricidade triplicou no último trimestre e é muito superior ao praticado em países como França e Alemanha, cenário que coloca o sector em posição critica

A Associação Técnica da Indústria do Cimento (ATIC) afirmou, este sábado, que o fim do serviço de interruptibilidade, anunciado pelo Governo, e o aumento do preço da eletricidade ameaçam a indústria cimenteira nacional. Em comunicado, a ATIC alertou que “o anunciado fim do serviço de interruptibilidade, o aumento exponencial do custo da energia elétrica, e a exclusão do setor cimenteiro do âmbito de aplicação da Portaria anunciada a 15 de setembro pelo Ministro do Ambiente e Ação Climática, que cria o mecanismo de compensação dos custos indiretos de alguns setores industriais abrangidos pelo CELE, coloca o setor numa situação de desvantagem competitiva face a outros setores nacionais e congéneres europeus”.

Crise política. Governo convoca conferência de imprensa para as 17h30 Bolsonaro diz que vacinas contra o coronavírus levam à SIDA Erdogan desafia Ocidente e ameaça expulsar dez embaixadores

“Estas alterações são especialmente penalizadoras dado o momento critico que atravessamos em que se agudizam os esforços para cumprir novas metas de descarbonização, cada vez mais exigentes, agravadas pelo contexto pós-pandémico atual”, refere em comunicado a associação do sector.

A associação que tem como associados a Cimpor e a Secil começa por manifestar preocupação pelo facto de a indústria cimenteira não ser abrangida pelas medidas que têm vindo a ser anunciadas pelo Governo, “visando compensar o fim da interruptibilidade, nomeadamente a adoção do mecanismo de compensação dos custos indiretos de CO2”. headtopics.com

O designado serviço de interruptibilidade prestado pelas indústrias de Alta e Muito Alta tensão (48 instalações a nível nacional das quais seis pertencem à indústria cimenteira), com fim anunciado a 31 de outubro de 2021, compensa as empresas pela interrupção de abastecimento de energia em caso de necessidade, evitando apações no sistema elétrico.

A ATIC salienta que “é urgente prolongar o serviço de interruptibilidade face ao contexto atual e até que um pacote de medidas estruturais seja, efetivamente, adotado pelo Governo para permitir a sustentabilidade das empresas cimenteiras nacionais”.

Na passada terça-feira, o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, anunciou em conferência de imprensa um conjunto de ‘almofadas’ para atenuar o impacto do aumento do preço de mercado da eletricidade, entre os quais a revogação do mecanismo de interruptibilidade, que - segundo as estimativas apresentadas - permitirá uma poupança anual de € 100 milhões.

“É possível afirmar, com algum grau de segurança, que o efeito conjunto de todas estas medidas permitirá assegurar a estabilidade tarifária para as famílias portuguesas do mercado regulado”, que abrange menos de um milhão de clientes domésticos, afirmou então o ministro. headtopics.com

Covid-19: 123 mil pessoas já tomaram a terceira dose em Portugal Orçamento. CDS-PP diz ser lamentável que país esteja dependente da extrema-esquerda ″Não suporto a minha mulher. Quero ir para a prisão″

Para a ATIC, “o aumento incomportável para as empresas dos preços da eletricidade - que triplicou no último trimestre e é muito superior ao praticado em países como França, e Alemanha que beneficiam ainda de outros apoios aos setores eletrointensivos – veio agravar ainda mais a atual situação, colocando as empresas do setor numa posição critica”.

Consulte Mais informação: Expresso »

ATIC: Indústria cimenteira nacional ameaçada por fim do serviço de interruptibilidade e preço da luzA Associação Técnica da Indústria do Cimento (ATIC) afirmou este sábado que o fim do serviço de interruptibilidade, anunciado pelo Governo, e o aumento do preço da eletricidade ameaçam a indústria cimenteira nacional.

“Consumidores não pagam o preço adequado pela água”O CEO do grupo Saur, que comprou a Aquapor no início do ano, defende que o futuro da gestão da água em Portugal deve passar por um maior equilíbrio entre as empresas públicas e privadas. Ele deve pensar muitas vezes nisso quando essa sua piscina

ATIC: Indústria cimenteira nacional ameaçada por fim do serviço de interruptibilidade e preço da luzA Associação Técnica da Indústria do Cimento (ATIC) afirmou este sábado que o fim do serviço de interruptibilidade, anunciado pelo Governo, e o aumento do preço da eletricidade ameaçam a indústria cimenteira nacional.

Consumo de álcool na rua deixa de ser proibidoFim dos limites em matéria de horários e da limitação à venda e consumo de álcool acontece a partir de 1 de outubro. Venha daí esse bagaço 🥂🍾

Professores preocupados com saúde mental e falta de funcionários nas escolasSociedade - Professores preocupados com saúde mental e falta de funcionários nas escolas

Fortnite banido da loja de aplicações da Apple até ao fim da batalha legalO popular jogo Fortnite não vai estar disponível na App Store até ao final da batalha judicial entre a Apple e Epic Games.