Combustíveis Margens Preços Governo Propostas

Combustíveis Margens Preços Governo Propostas

Parlamento aprova proposta do Governo que limita margens dos combustíveis

17/09/2021 19:01:00

O Parlamento aprovou esta sexta-feira a proposta de lei do Governo que vai permitir definir margens máximas para os comercializadores nos combustíveis simples e no gás engarrafado. O diploma passou na generalidade com os votos contra do CDP-PP, Chega e Iniciativa Liberal. O PSD absteve-se e PS, Bloco de Esquerda, PCP e PAN votaram a favor.

Transportes públicos gratuitos será uma das primeiras medidas de Carlos Moedas ″Devem inquietar-nos os números dos mortos cujos corpos ninguém reclama″ Facebook anuncia criação de 10.000 novos empregos na UE nos próximos cinco anos

A proposta, que vai agora ser debatida na especialidade, determina que «por razões de interesse público e por forma a assegurar o regular funcionamento do mercado e a proteção dos consumidores, podem ser excecionalmente fixadas margens máximas em qualquer uma das componentes comerciais que formam o preço de venda ao público dos combustíveis simples ou do GPL engarrafado».

Segundo o secretário de Estado da Energia, João Galamba, a medida terá um «impacto dissuasor», tendo como principal objetivo habilitar o Governo «a intervir, que essa intervenção não seja necessária». headtopics.com

João Galamba alertou ainda que no caso dos combustíveis não existe regime de fixação de tarifas por parte do regulador. E explicou: «Sem esta proposta de lei, o poder de regulação da ERSE no mercado de combustíveis, é quase de mera observação e relato. A ERSE podia identificar margens excessivas, só que o Governo não tinha instrumentos que permitissem intervir. Esta proposta pretende tornar esse poder consequente».

Reduzir impostos fora de questãoSobre a possibilidade de reduzir os impostos sobre os combustíveis – cerca de 60% do preço final – o secretário de Estado diz estar fora de questão. Isto porque, no entender do Governo, essa medida não implicaria necessariamente a redução do preço, por isso será preferível limitar as margens dos intervenientes.

Galamba explicou que o Governo «não abdicará de 300 milhões de euros do Fundo Ambiental, sem garantia de efetiva descida de preços dos combustíveis, porque grande parte do ISP acaba por ser apropriado pelas petrolíferas». E explicou aos partidos a necessidade de a proposta do Governo ser apoiada: «Se fixássemos um preço máximo nos combustíveis, quem iria pagar seriam os pequenos distribuidores e não as grandes petrolíferas».

Consulte Mais informação: Jornal SOL »

Parlamento aprova proposta de limitação de margens de lucro nos combustíveisO objetivo é travar o aumento injustificado dos preços dos combustíveis. O foco está nos altos impostos, e não nos lucros dos empresários. Recordo q o aumento dos impostos dos combustíveis foi a primeira aldrabice da parelha Costa-Centeno no anterior governo. Aldrabice pois receberam o país com as contas em dia e havia a promessa eleitoral, de ñ aumentarem impostos. Era temporário mas foi ficando.

Proposta para limitar margens dos combustíveis é muito importante, defende Governo. Direita insiste na redução da carga fiscalO parlamento discutiu esta sexta-feira a proposta do Governo que pretende limitar as margens dos combustíveis que, segundo João Galamba, deverá ter um 'impacto dissuasor'. Os partidos de centro-direita destacaram o peso dos impostos no preço final.

Galamba diz que quer travar subida de combustíveis e direita critica impostosA proposta do Governo, hoje debatida em plenário, fixa margens máximas na comercialização de combustíveis e botijas de gás quando seja considerado que o seu valor não tem justificação. Caramba... Quem é este galambas? Acaso não é mais um menino do Costa que junto com o Nuno, o da educação e o do desporto constituem o trite futuro do PS, de Portugal e dos portugueses!!! Jmm

Parlamento aprova limites às margens das petrolíferas e gasolineirasA proposta do Governo que visa a introdução de limites às margens das petrolíferas foi hoje aprovada pelo Parlamento e vai ser discutido agora na especialidade. Até nesta matéria de importância crucial para a economia das pessoas e das empresas se vê quem quer o quê. Do PSD ao esterco ,tudo votou a favor da tal concorrência da treta

Parlamento vota hoje diploma para limitar margens na comercialização de combustíveisOs deputados votam hoje, no parlamento, o diploma do Governo para limitar as margens de combustíveis, assim como uma série de outras propostas sobre energia, da responsabilidade de vários partidos.

Parlamento discute propostas para travar preços dos combustíveis e da eletricidade: saiba o que está em causaO Governo, PCP, BE e CDS avançam com propostas e projetos de lei que possam controlar as subidas nos preços e limitar o impacto na fatura energética dos portugueses. Saiba o que está em cima da mesa nas várias iniciativas Sempre que discutiram disto acabámos SEMPRE A PAGAR MAIS !!!