Covid-19, Países Baixos, Animais, Doenças

Covid-19, Países Baixos

Países Baixos vão abater milhares de martas por receio de propagação da covid-19

Covid-19: Países Baixos vão abater milhares de martas por receio de propagação da covid-19

05/06/2020 01:24:00

Covid-19: Países Baixos vão abater milhares de martas por receio de propagação da covid-19

As martas protagonizaram os primeiros casos conhecidos de transmissão da covid-19 de animais para humanos.

A porta-voz do ministério da Agricultura, Elise van den Bosch, confirmou que, apesar de não haver um número exacto dos animais a serem abatidos, o número total ultrapassará as dez mil martas.O abate estava previsto começar na sexta-feira, mas no final desta quinta-feira uma ordem de um juiz adiou o abate para depois de segunda-feira, após ouvir objecções de dois grupos de defesa dos direitos dos animais.

Jovem que matou Beatriz Lebre encontrado morto na cadeia Venezuela: 40 mil presos recebem treino para defender país de invasão norte-americana Boris Johnson recebeu em Downing Street o enfermeiro português que lhe salvou a vida

As martas são criadas em cativeiro nos Países Baixos devido ao seu pêlo, usado para têxteis. No mês de Maio, o ministério da Agricultura detectou dois casos onde se pensa que houve transmissão do vírus das martas para humanos. São os primeiros

casos de transmissão directa do coronavírus de animais para humanosdesde o início da pandemia.Depois dos primeiros casos de covid-19 terem sido descobertos nos animais, o Governo proibiu a 28 de Maio o transporte de peles de martas e ordenou a realização de testes nas unidades de criação.

Carolina Schouten disse na quarta-feira que “a Comissão para o Bem-Estar dos Animais foi informada e garantimos que os animais serão tratados e abatidos de forma responsável”.O melhor do Público no emailSubscreva gratuitamente as newsletters e receba o melhor da actualidade e os trabalhos mais profundos do Público.

Subscrever×A ministra avisou que espera-se que possam surgir mais casos devido ao contacto com os animais nas próximas semanas. Segundo o Instituto Nacional de Saúde holandês, o risco de transmissão entre espécies animais e o ser humano é “mínimo”, mas as autoridades de saúde do país assumem que a pandemia propagou-se através dos tratadores destes animais.

Os primeiros casos de covid-19 em martas foram registados em Abril, quando os agricultores repararam que alguns animais apresentavam sintomas da doença, especialmente dificuldades respiratórias.Ler maisZoo na Indonésia pondera abater cervos para alimentar os grandes felinos

A criação de martas em cativeiros foi proibida em 2013 nos Países Baixos e o fecho das 120 quintas existentes no país tem sido gradual. Até 2023, as quintas que não fecharem deverão ser compradas pelo Estado. Consulte Mais informação: Público »

Esses anormais comem martas? São os canadianos que matam à paulada focas-bebé, os holandeses criam e matam lontras, os noruegueses caçam baleias e vendem carne, óleo e derivados de ossos... todos gajos que vivem em países de adiantados mentais. Eles não têm um PAN por lá ? Por que, humanidade? Puta que pariu

Primeiro começa num mercado chinês conhecido pelos maua tratos aos animais, agora são estes. Isto é horrível. Como raça, merecemos o vírus e depois abatem as mulheres que os usam Estupidez! martam1904 Humanos idiotas mart4daniela watch out Sempre a patinar. O que se passa com a humanidade? Algo não está bem e não é só o covid-19!

Covid-19: Países Baixos vão abater 'mais de 10 mil' visons após suspeita de transmissãoNo passado dia 28 de maio, as autoridades holandesas já tinham proibido o transporte de peles de visons em todo o país, depois da divulgação do caso de dois trabalhadores de uma exploração localizada na zona do sul dos Países Baixos que teriam 'provavelmente' contraído o novo coronavírus através daqueles pequenos animais

Facebook já inclui Portugal no mapa de sintomas de covid-19A rede social Facebook começou hoje a partilhar informação sobre Portugal e outros países no mapa de sintomas da covid-19, lançado em abril apenas para os Estados Unidos da América (EUA), que resulta de inquéritos aos seus utilizadores.

Apelo a Macron: o Panteão para o primeiro médico que morreu de covid-19Um funcionário público reformado diz que o médico Jean-Jacques Razafindranazy, 68 anos, foi um exemplo de dedicação ao voluntariar-se para o combate à pandemia quando podia estar aposentado. O Panteão será um forma de homenagem ao 'homem invisível'.

Tottenham de José Mourinho com teste positivo à Covid-19Clube anunciou por comunicado após quinta ronda de testes na Premier League

Moreirense sem jogadores infectados pela Covid-19Moreirense - Moreirense sem jogadores infectados pela Covid-19

Alemanha regista quase 183 mil casos de covid-19A Alemanha tem, esta quinta-feira, um total de 182.764 casos de covid-19, um dia após aprovar um plano de ajuda à economia de 130 mil milhões de euros. meu deus como sou feia, não consegui ter tudo.