O vídeo sexual, o candidato, o artista russo, a namorada e o advogado 'português'

França, Paris

O vídeo sexual, o candidato, o artista russo, a namorada e o advogado 'português'

França, Paris

18.2.2020

O vídeo sexual, o candidato, o artista russo, a namorada e o advogado 'português'

Ministério Público de Paris abriu inquérito à divulgação de um vídeo sexual que levou Benjamin Griveaux, o candidato do La Republique en Marche, o partido do presidente Macron, a retirar a candidatura à Câmara da capital francesa. Juan Branco, filho do produtor Paulo Branco, foi impedido de assumir a defesa de Piotr Pavlenski e de Alexandra de Taddeo.

e receba as informações em primeira mão. Subscrever Como tudo começou? Na sexta-feira dia 14, Benjamin Griveaux, de 42 anos, anunciava à AFP a sua saída da corrida à presidência da Câmara de Paris, depois de terem começado a circular na Internet imagens íntimas suas. O vídeo, destinado a uma mulher, no qual se pode ver um homem a masturbar-se cujo rosto nunca aparece mas atribuído a Griveaux, foi colocado online na quarta-feira à noite, num site criado propositadamente para esse fim e que entretanto ficou inacessível. Inicialmente partilhado por uma mão-cheia de políticos em mensagens privadas, depressa vazou para as redes sociais. Benjamin Griveaux © STEPHANE DE SAKUTIN / AFP No sábado, Griveaux apresentou queixa e foi aberto o primeiro inquérito pelo Ministério Público de Paris. Quem divulgou o vídeo? Foi logo na sexta-feira de manhã que Piot Pavlenski, um artista russo conhecido pelos protestos excêntricos, reivindicou estar na origem da divulgação do vídeo. Refugiado em França desde maio de 2017, Pavlenski justificou o seu ato com a necessidade de denunciar a"hipocrisia" de Griveaux. Segundo o russo, o deputado, casado com a advogada Julia Minkowski e pai de três filhos,"usou a família para se apresentar como um ícone para todos os pais e maridos de Paris. Fez propaganda com os valores familiares tradicionais". Ativista anti-Putin, Pavlenski ganhou fama mundial quando pregou os testículos ao pavimento da Praça Vermelha, tendo dois anos depois incendiado a ex-sede do KGB em Moscovo. Nascido em São Petersburgo há 35 anos, já antes fora notícia a ser notícia nos media internacionais quando no ano anterior cozera a boca em solidariedade com o grupo Pussy Riot. Acusado de assédio sexual na Rússia, em janeiro de 2017 Pavlenski e a sua então companheira, Oksana Shalygina, bem como os filhos, receberam asilo político em França. O artista negou as acusações, garantindo estar a ser alvo de perseguição política. Piotr Pavlenski © Lionel BONAVENTURE / AFP Envolvido numa relação amorosa com Alexandra de Taddeo desde janeiro de 2019, Pavlenski já antes deste escândalo do vídeo de Griveaux tivera problemas com a justiça francesa. Logo em outubro de 2017 fora detido por incendiar a fachada do Banco de França no âmbito de uma instalação artística. Foi condenado a três anos de prisão, dois deles suspensa. Pavlenski agiu sozinho? Foi na primavera de 2018 que Alexandra de Taddeo começou a corresponder-se com Benjamin Griveaux através das redes sociais. Segundo os media franceses, esta troca de mensagens e vídeos terá durado vários meses, materializando-se pelo menos num encontro pessoal. Mas tudo terá terminado meses antes de Alexandra conhecer Pavlenski. Uma das questões que falta esclarecer é porque é que a estudante de Direito gravou as mensagens. Os vídeos deviam apagar-se automaticamente um minuto depois de terem sido vistos. Mas passados dois anos continuavam no telemóvel da jovem. Nascida em Metz, numa família da classe média alta, Alexandra de Taddeo é descrita pelos colegas como"um estudante inteligente". Fluente em cinco línguas, inclusive russo, estudou uns meses em Oxford antes de ser contratada como estagiária pela UNESCO em Paris. Alexandra de Taddeo © DR Apaixonada por rádio, trabalhou numa emissora protestante e assinou com Pavlenski uma entrevista a uma atriz porno publicada no site dele pornopolitique.com, o mesmo que divulgou o vídeo de Griveaux. Qual o papel do advogado? O artista e a namorada conheceram-se por intermediário de Juan Branco. O advogado, filho do produtor português Paulo Branco e da psicanalista espanhola Dolores López, ganhou destaque graças ao apoio ao movimento dos coletes amarelos e como feroz opositor ao presidente Emmanuel Macron. Foi a Juan Branco que Pavlenski recorreu para ter um parecer jurídico sobre a divulgação do vídeo. O advogado, nascido em 1989 em Estepona, na Andaluzia, criado em Paris e naturalizado francês desde 2010 (também tem a nacionalidade espanhola, mas não terá a portuguesa) lamenta agora não poder representar o artista russo - o Ministério Pública terá manifestado a sua oposição uma vez que Branco é testemunha num outro caso contra o russo -, apesar de continuar a falar em seu nome nos media. Juan Branco © FRANCOIS GUILLOT / AFP Habituado aos clientes mediáticos - já defendeu Assange sob a batuta de Baltasar Garzón, o líder da Frente Insubmissa Jean-Luc Mélenchon ou o colete amarelo Maxime Nicolle - Juan Branco é autor de Crépuscule , um livro no qual ataca Macron e apela a uma revolta popular contra o presidente centrista. De acordo com a lei francesa, um crime de"vingança pornográfica" pode ser punido com uma pena de dois anos de prisão e 60 mil euros de multa. Partilhar Consulte Mais informação: Diário de Notícias

Uma suruba 😅😂

Facebook relan\u00e7a Livro Branco e sugere \u201cnovo tipo de regulador\u201d do digital

Claque do V. Guimarães: «Seremos preto e branco, sempre! Nunca seremos Marega e Conceição»V. Guimarães - Claque do V. Guimarães: «Seremos preto e branco, sempre! Nunca seremos Marega e Conceição» 🤦🏻‍♂️🤦🏻‍♂️ eles não perceberam nada Grunhos Vergonha

Canal de TV revela quanto Cristiano Ronaldo dá a Georgina por mêsO diário de CR7 - Canal de TV revela quanto Cristiano Ronaldo dá a Georgina por mês Recebe subsídio de natal e de férias?

Luzes apagadas tramam violador português em EspanhaVídeos - Luzes apagadas tramam violador português em Espanha

Caso Griveaux. Advogado franco-português na mira dos investigadoresJuan Branco, advogado franco-português de 30 anos e ex conselheiro de Laurent Fabius, está na mira dos investigadores às denúncias sexuais que obrigaram o candidato à presidência da Câmara de Paris , Benjamim Griveaux, a renunciar.

'Bruno, Bruno, Bruno': adeptos do Man. United já adivinhavam que o português ia fazer das suasVídeos - 'Bruno, Bruno, Bruno': adeptos do Man. United já adivinhavam que o português ia fazer das suas



PSP controla todas as viaturas que atravessam Ponte 25 de Abril para Sul

Coronavírus já matou 25 mil pessoas e contagiou mais de 600 mil em todo o mundo

António Costa: “Excedi-me? Estão a brincar comigo?”

Coronavírus: Justiça federal brasileira proíbe Bolsonaro de decretar medidas contra isolamento social

Costa considera discurso do ministro holandês “repugnante” e anti-União Europeia

Covid-19. Adolescente de 17 anos morre nos EUA após clínica recusar tratá-lo

Boris Johnson anuncia que tem coronavírus e Londres enfrenta “tsunami de casos”

Escrever Comentário

Thank you for your comment.
Please try again later.

Últimas Notícias

Notícia

19 fevereiro 2020, quarta-feira Notícia

Notícias anteriores

Pepe e Marega com processos disciplinares por causa do clássico

Próxima notícia

Matos Fernandes assume-se “n\u00e3o agn\u00f3stico” sobre crescimento da economia
Holanda importou da China 600 mil máscaras com defeito Coronavírus: Primeiro teste a bebé de mãe infetada em Lisboa deu negativo 69 detidos por desobediência e violação de confinamento obrigatório Tóquio 2020 quer saber quem paga a factura Número de detidos por crime de desobediência à quarentena sobe para 69 É esta noite. A hora está quase a mudar: sempre são menos 60 minutos de ″quarentena″ Covid-19: Bruxelas pede provas a plataformas online do combate à desinformação Brasil: uma república, sete governos Covid-19: Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes doam cinco ventiladores à Madeira Libertar presos mais vulneráveis? Portugal diz que ainda não As imagens do interior de um hospital na luta contra o coronavírus em Itália Nós é que somos o vírus
PSP controla todas as viaturas que atravessam Ponte 25 de Abril para Sul Coronavírus já matou 25 mil pessoas e contagiou mais de 600 mil em todo o mundo António Costa: “Excedi-me? Estão a brincar comigo?” Coronavírus: Justiça federal brasileira proíbe Bolsonaro de decretar medidas contra isolamento social Costa considera discurso do ministro holandês “repugnante” e anti-União Europeia Covid-19. Adolescente de 17 anos morre nos EUA após clínica recusar tratá-lo Boris Johnson anuncia que tem coronavírus e Londres enfrenta “tsunami de casos” Costa: ″Se alguém se excedeu, foi o ministro das Finanças da Holanda″ Costa considera discurso de ministro holandês “repugnante” e anti-União Europeia Violência doméstica. Criada linha de SMS para as mulheres que estão em isolamento com os agressores Alemanha regista mais de 6.000 novos casos de Covid-19 em 24 horas 76 mortos e 4268 casos de covid-19 em Portugal. ″Pico não será um momento isolado no tempo, mas um planalto″