Confinamento Regras Coronavírus Voto Votar

Confinamento Regras Coronavírus Voto Votar

Novas regras para votar em confinamento

24/10/2020 14:44:00

Já há luz verde para as novas regas de voto em confinamento, pensadas para as circunstâncias de atos eleitorais em contexto da pandemia da covid-19. O Parlamento aprovou ontem, na versão final global, um regime excecional para dar resposta a quem fica em confinamento obrigatório e não pode exercer o seu voto na forma tradicional. Só o CDS votou contra a legislação.

André Villas-Boas acha que a FIFA devia retirar a camisola 10 em todos os clubes de futebol como homenagem a Maradona Especialistas defendem que regime de teletrabalho pode provocar problemas psicológicos Ministra da Saúde diz que situação nos cuidados intensivos é ''complexa e grave''

Na prática, é criado um regime excecional de voto antecipado (tal como o que já existe para reclusos), mas pensado para quem está em confinamento.  Trata-se assim de «um regime excecional e temporário de exercício de direito de voto antecipado aos eleitores a quem foi decretado confinamento obrigatório, no âmbito da epidemia SARS-CoV-2 e da doença Covid-19, no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde que não em estabelecimento hospitalar, nas eleições e atos referendários a realizar no ano de 2021».  

Para garantir o voto antecipado a quem está confinamento, está previsto um requerimento online que deverá ser apresentado dez a sete dias antes da eleição. E, para quem não tem acesso ao sistema via internet, o requerimento pode ser feito na junta de freguesia da área de residência através de um representante, desde que se faça acompanhar de uma procuração e de uma cópia com a identificação do eleitor em causa. A legislação resultou de um texto consensualizado entre as bancadas do PS e do PSD.

Na versão aprovada estão previstas a chamadas operações de voto (recolha de voto porta a porta), a cargo dos autarcas ou funcionários municipais. No caso de os autarcas não puderem desempenhar esta função por causa da pandemia, a lei prevê a possibilidade de recurso a meios de outra autarquia ou até à administração central. Os envelopes com os votos recolhidos de quem está confinado serão depois alvo de desinfeção ou quarentena, de acordo com as regras e recomendações da Direção-Geral de Saúde.  

De realçar que esta legislação é temporária e, até ver, apenas vigorará durante o ano de 2021. Este fim de semana há eleições regionais nos Açores e a legislação aprovada deixou de fora este ato eleitoral. Que será o primeiro a realizar-se em tempos de pandemia da covid-19. As regras sanitárias a aplicar amanhã nas eleições regionais serão muito apertadas para evitar qualquer problema de saúde pública.

Consulte Mais informação: Jornal SOL »

Ruas de Lousada com pouca gente desde implementação de novas regras

Como estão os habitantes e comerciantes de Vale do Sousa a reagir às novas medidas implementadas?A partir da meia-noite de sexta-feira que a população de Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira tem o dever de permanência no domicílio.

Reino Unido 21.242 novas infeções, menos 20% do que na vésperaO Reino Unido registou 21.242 novas infeções de ​​​​​​​covid-19 nas últimas 24 horas, menos 20% do que na véspera, e 189 mortes, informou o ministério da Saúde britânico.

Covid-19. Reino Unido 21.242 novas infeções, menos 20% do que na vésperaNos últimos sete dias morreram no Reino Unido 1.054 pessoas vítimas de covid-19, uma média de 151 por dia, um aumento de 50% relativamente aos sete dias anteriores

Governo decreta dever de permanência no domicílio para Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira. Veja aqui as novas regrasGoverno decreta dever de permanência no domicílio para Felgueiras, Lousada e Paços de Ferreira. Que enorme estupidez Miserável é o que és. Para turistas, verão e concertos tudo se pode mas para a família já não. Adorava conhecer-te para te poder cuspir na cara.

Covid-19. Ministra da Saúde admite novas medidas. E marca reunião com especialistas para a próxima semanaMinistra da Saúde reuniu-se com Conselho Nacional de Saúde Pública, mas já admite novo encontro na próxima semana. Motivo: 'aprofundar análise sobre novas medidas que possam ser necessárias' para os 'dias complicados' que aí vêm Se o conceito de melhor comunicação passa exclusivamente por reforço do papel desta ministra, estamos bem arranjados! Uma tecnocrata de voz estridente e olhos arremelgados que nos quer tratar a todos como uma professora de telescola. Haja paciência. Medidas? Impedir ajuntamentos com mais de 5 pessoas e, ao mesmo tempo, ter 22 jogadores de futebol em campo? Impedir deslocações entre municípios e, ao mesmo tempo, ter eventos em recintos fechados e aviões a chegarem a todo o momento? 🤔