Ministério Público enganou-se a contar pessoas que seguiam com Cabrita

Ministério Público enganou-se a contar pessoas que seguiam com Cabrita

Eduardo Cabrita, Acidente

07/12/2021 01:41:00

Ministério Público enganou-se a contar pessoas que seguiam com Cabrita

Acusação fala em cinco ocupantes, incluindo o motorista. Arguido e testemunhas garantiram que eram só quatro.\n

Acusação fala em cinco ocupantes, incluindo o motorista. Arguido e testemunhas garantiram que eram só quatro.A procuradora do Ministério Público que assina a acusação contra o motorista do ex-ministro da Administração Interna enganou-se no número de pessoas que, no momento do atropelamento mortal na A6, seguiam no carro com Eduardo Cabrita, noticiou o"Expresso" nesta segunda-feira. O erro foi já considerado"juridicamente irrelevante" pelo advogado da família da vítima. Marco Pontes, de 43 anos, responde por um crime de homicídio por negligência e duas infrações rodoviárias.

«É hora de Svilar sair» (Benfica)

De acordo com o semanário, que consultou o processo afeto ao Ministério Público de Évora, a magistrada Catarina Silva citou erradamente, na acusação, os testemunhos prestados pelo arguido, pelo oficial de ligação da GNR ao Ministério da Administração Interna, Paulo Machado, e pelo segurança pessoal do antigo governante, Rogério Meleiro.

Inquiridos separadamente, terão sido unânimes em afirmar que este último não seguia no veículo envolvido no acidente, então ocupado por quatro pessoas, incluindo o condutor. Apesar disso, na acusação, a procuradora indica que circulavam no carro sinistrado cinco pessoas, citando, nomeadamente, Marco Pontes. Rogério Meleiro terá mesmo dito que seguia"no veículo que fazia a segurança ao veículo em que seguia o ministro". A comitiva era composta por três viaturas. headtopics.com

Contactado pela Lusa, o advogado da família da vítima desvalorizou o erro."Já muitas vezes li acusações que têm lapsos e erros. É natural até que a procuradora, quando está a coligir aquilo que as testemunhas disseram, possa perfeitamente ter errado", disse José Joaquim Barros, frisando que,"juridicamente, não tem importância exatamente nenhuma se, no carro do ex-ministro, vinham quatro ou vinham cinco pessoas, incluindo o motorista".

A Prova dos Factos. 'Portas giratórias' levam ex-políticos a reguladores, bancos ou empresas

Instrução à vistaCerto é que é cada vez mais provável que o processo não siga já para julgamento. Inicialmente, o mandatário decidira não pedir a instrução do processo, mas, durante o fim de semana, mudou de ideias e está agora mais inclinado a fazê-lo.

PUBEm causa, está o facto de José Joaquim Barros considerar"eticamente intolerável" que o ex-ministro da Administração Interna"não assuma responsabilidades de natureza criminal","sobretudo" após ter tentado, ao demitir-se, na sexta-feira,"atirar para cima do condutor as responsabilidades exclusivas".

Segundo a acusação, conhecida na passada sexta-feira, o carro circulava a 163 km/h, mais de 40 km/h acima do permitido, quando, a 18 de junho último, atropelou mortalmente Nuno Santos, de 43 anos, na A6, entre Estremoz e Évora.Marco Pontes foi o único acusado e a sua advogada, Sandra Santos, está"a pensar seriamente" pedir a abertura da instrução por"incongruências no inquérito". A decisão será tomada até ao início de janeiro. headtopics.com

O Festival da Canção 2022 está a chegar! - Festival da Canção

Na fase de instrução, facultativa, o caso é apreciado por um juiz, que determina se a acusação tem condições para seguir para julgamento.

Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Calendário de Futsal - RTP Desporto

Era uma conta muito difícil de fazer .... e como já não se usa a tabuada 😏 Está montado o circo para recursos, anulações. Justiça no seu melhor. E o prazo p/ sair o relatório?!! Ha Ha Ha Ha... Ministério Público, muito fraquinho. Vergonhoso Todos se enganam quando convem enganar 🙄

Motorista de Cabrita cumpriu orientações do Corpo de Segurança Pessoal da PSPAcusação do Ministério Publico desmente gabinete de Cabrita e garante que trabalhos na A6 estavam 'devidamente sinalizados'. Cumprimento de orientações de segurança não isentam o 'passageiro' porque o 'passageiro' pode anular ou ajustar as orientações ao cumprimento das leis mais básicas do código de estrada. Afinal, o 'passageiro' é o superior hierárquico. Foi o Corpo de Segurança Pessoal da PSP que entregou ao motorista um carro apreendido que pertencia a um traficante de drogas sem estar registado em lado nenhum com uma matrícula falsa e sem que o ministro da administração interna tenha nada a ver com isto. 😂 Entretanto temos uma família portuguesa que recebe uma pensão de 259 euros. Depois depois temos uma família estrangeira que recebe 800 mil euros. Como é bom ser estrangeiro em Portugal. Vou já mudar de nacionalidade.

Rui Rio diz que Cabrita só se demitiu para não prejudicar eleitoralmente o PSO presidente do PSD, Rui Rio, afirmou este sábado que o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita , 'já devia ter saído' antes por causa dos erros que cometeu e acusou-o de só se demitir agora 'para não prejudicar eleitoralmente o Partido Socialista'. É tão ÓBVIO...que podia aproveitar a altura para dizer mais : Que se enganou redondamente com a meia-dúzia de votos do CHEGA !!! Vão mostrar isso depois das ELEIÇÕES...talvez nessa noite !!!! E foi preciso o rio dizer?

Testemunha que iliba Eduardo Cabrita não seguia no mesmo carro que o ministroRogério Meleiro seguia numa segunda viatura da comitiva. Isso, por si só, não lhe retira credibilidade no testemunho. Não ajuda nem desajudá-lo o estafermo do Cabrita. À justiça o que é da justiça?! Uma ratazana culpada!!! Lixo

Catarina Martins diz que Eduardo Cabrita devia ter pedido a demissão há dois anosA coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, afirmou este sábado que a demissão de Eduardo Cabrita 'peca por tardia' e que o ministro da Administração Interna já se devia ter demitido há dois anos. Se não tivesse sido a perna do lado esquerdo do ps ele nem teria entrado ,vai dar música para a Coreia do Norte….la terás sucesso Mas alguém ainda ouve a Catarina ?

Três polícias são agredidos diariamente no Comando Metropolitano de Lisboa da PSPComandante do Cometlis manifestou-se preocupado com esta situação, designadamente com a reação das pessoas face à intervenção da polícia. Mas o que fizeram os três polícias pra merecerem tal coisa?! Na minha opinião os policias deviam ter mais treino de defesa pessoal com bastão de serviço. Eu quero ter acesso a essa análise, como posso aceder a essa análise de um organismo policial público? 'Paulo Pereira chamou a atenção para esta realidade e precisou que a PSP tem uma análise que mostra a existência de 'três casos por dia' de polícias feridos na área do Cometlis'

Marcelo recusa comentar mudança na Administração Interna ''num período já eleitoral''Marcelo recusa comentar mudança na Administração Interna 'num período já eleitoral'