Homicídio de Khashoggi: autoridades francesas enganam-se e detêm homem errado

Homicídio de Khashoggi: autoridades francesas enganam-se e detêm homem errado

09/12/2021 04:31:00

Homicídio de Khashoggi: autoridades francesas enganam-se e detêm homem errado

A embaixada saudita em Paris revelou que o homem preso 'não tinha nada a ver com o caso em questão'.

A embaixada saudita em Paris revelou que o homem preso"não tinha nada a ver com o caso em questão".O homem detido no aeroporto Charles de Gaulle, em Paris, por alegadamente estar envolvido no homicídio do jornalista saudita Jamal Khashoggi, foi libertado, por ter sido identificado incorretamente, anunciaram esta quarta-feira as autoridades francesas.

Num comunicado hoje divulgado, a Procuradoria-Geral de Paris refere que o homem detido na terça-feira não era Khalid Aedh al-Otaibi, sobre quem recai um mandado de prisão turco de 2019."O mandado (de prisão) não se aplica a ele", é dito no comunicado, que não dá mais detalhes, enquanto a comunicação social francesa noticiou que a confusão se deveu ao facto de o detido ter al-Otaibi no nome.

A embaixada saudita em Paris revelou que o homem preso"não tinha nada a ver com o caso em questão" e foi hoje libertado, tendo embarcado num voo para a Arábia Saudita.Jamal Khashoggi - o jornalista saudita que estava exilado nos Estados Unidos, onde escrevia uma coluna para o jornal The Washington Post, com fortes críticas ao regime do seu país -- foi violentamente assassinado nas instalações do consulado da Arábia Saudita em Istambul, em 02 de outubro de 2018, por um comando de agentes de Riade. headtopics.com

Kika Nazareth renova com o Benfica - Renascença

Depois de negar o assassínio, Riade acabou por admitir que a morte do jornalista foi cometida por diversos agentes sauditas que agiram por sua conta.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Homem detido em Paris foi confundido com suspeito do homicídio do jornalista Jamal KhashoggiProcuradoria-Geral de Paris refere que o homem detido na terça-feira, no aeroporto Charles de Gaulle, não era Khalid Aedh al-Otaibi, sobre quem recai um mandado de prisão turco de 2019

Polícia Marítima suspende buscas por homem que terá desaparecido no rio GuadianaHomem, de 63 anos, de nacionalidade inglesa, vivia num veleiro. Autoridades avistaram a embarcação à deriva e sem ninguém a bordo.

Morreu homem que disparou contra a GNR no Pinhal NovoAutoridade diz que suspeito estava armado e que os disparos que provocaram a morte do homem de 62 anos foram em legítima defesa.

Homem mata a família e suicida-se por ter falsificado certificado de vacinaçãoUm homem matou a mulher, os três filhos menores e suicidou-se depois de ter falsificado um certificado de vacinação de covid-19, em Koenigs Wusterhausen, a sul de Berlim, capital alemã. O suspeito deixou escrito numa nota de despedida que tinha medo de ficar sem a guarda dos filhos e de ser preso, por ter sido descoberto.

Homem detido depois de disparar contra a GNRA GNR deslocou-se à casa do homem devido a um processo de ameaça com arma de fogo e foi recebida ao tiro.

Médico mata os três filhos e a mulher devido a certificado de vacina Covid-19 falsificadoNa nota de suicídio deixada, o homem justificou-se dizendo que temia que os filhos lhe fossem retirados.