França simplifica protocolo Covid-19 nas escolas com 10 mil turmas sem aulas

11/01/2022 01:20:00

França simplifica protocolo Covid-19 nas escolas com 10 mil turmas sem aulas

França simplifica protocolo Covid-19 nas escolas com 10 mil turmas sem aulas

Para continuar a frequentar as aulas em França, uma criança tem de apresentar três testes negativos à Covid-19 com o intervalo de dois dias cada um.

Daniel Cole / POOL/EPADaniel Cole / POOL/EPAEu ouvi as preocupações dos paisO primeiro-ministro declarou que podem agora ser efetuados a crianças que sejam identificadas como caso de contacto três autotestes

• CONTINUE A LER A SEGUIRos pais já não são obrigados a ir buscar as crianças logo que seja declarado um caso positivo na escolaAEstes anúncios acontecem na mesma semana em que os professores preparam uma grande mobilização contra o protocolo sanitário e as condições do ensino face à Covid-19.

Consulte Mais informação:
Observador »

Covid-19: França simplifica protocolo nas escolas com 10 mil turmas sem aulas

Covid-19: Adesão a pagamento fracionado do IVA não exige quebra de faturação de 10%Tal como sucedeu em 2020 e 2021, as obrigações de pagamento relativas àqueles impostos a efetuar durante o primeiro semestre de 2022 vão voltar a poder ser feitas em três ou seis prestações.

Portugal registou 21.595 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19Febre, dor no local da aplicação e etc...

Nick Kyrgios renuncia a Sydney após teste positivo à Covid-19Tenista australiano diz sentir-se bem e espera estar no Open da Austrália

Portugal registou 21.595 suspeitas de reações adversas às vacinas contra a covid-19

Covid-19: mais de 21.500 suspeitas de reações adversas às vacinas registadas em PortugalCNN Portugal. O novo canal de informação, com uma cultura multiplataforma, propõe-se a acompanhar, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo. Relatório muito fraquinho para quem quer tomar uma decisão informada. Quantas mortes por segmento etário? Além disso, toda a gente sabe que muitas reacções adversas não estão a ser reportadas devido à burocracia. É tudo metido debaixo do tapete. Conheço muito mais pessoas com reacções gravíssimas a vacina do que pessoas que tenham tido COVID grave. Estou à espera que me chamem para a terceira dose! Quero que as reações adversas se fodam..

i ▲ Os pais já não são obrigados a ir buscar as crianças logo que seja declarado um caso positivo na escola Daniel Cole / POOL/EPA ▲ Os pais já não são obrigados a ir buscar as crianças logo que seja declarado um caso positivo na escola Daniel Cole / POOL/EPA O primeiro-ministro francês, Jean Castex, anunciou esta segunda-feira a simplificação do protocolo sanitário para a Covid-19 das escolas, numa altura em que mais de 10 mil turmas estão sem aulas devido à pandemia.O conteúdo completo está disponível apenas para Subscritores.Há vários requisitos para se beneficiar da medida e um deles – previsto no decreto-lei publicado em 30 de dezembro de 2021 – contemplava a demonstração de"uma diminuição da faturação comunicada através do E-Fatura de, pelo menos, 10% da média mensal do ano civil completo de 2021 face à média mensal do ano anterior".covid-19 Até ao final de 2021 foram reportadas às autoridades de saúde em Portugal 21.

“ Eu ouvi as preocupações dos pais “, disse esta segunda-feira o primeiro-ministro francês em entrevista no jornal da noite do canal de televisão TF1. Para continuar a frequentar as aulas em França, uma criança tem de apresentar três testes negativos com o intervalo de dois dias cada um. Até agora, o primeiro teste tinha de ser um PCR ou antigénio, levando a longas filas nas farmácias. Considerando"que os regimes que têm sido implementados durante a situação pandémica foram objeto de atualizações e adaptações em conformidade com a evolução dinâmica da situação económica, impõe-se que o requisito de diminuição da faturação comunicada através do E-Fatura seja desconsiderado", lê-se no despacho, assinado pelo secretário de Estado Adjunto e dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes. O primeiro-ministro declarou que podem agora ser efetuados a crianças que sejam identificadas como caso de contacto três autotestes e que os autotestes são fornecidos gratuitamente nas farmácias aos pais. PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR Para que o aluno volte às aulas, apenas será pedida aos pais uma declaração de honra atestando que a criança é negativa ao vírus, enquanto que até aqui eram pedidas três. “Os casos de morte ocorreram num grupo de indivíduos com uma mediana de idades de 77 anos e não pressupõem necessariamente a existência de uma relação causal entre cada óbito e a vacina administrada, decorrendo também dentro dos padrões normais de morbilidade e mortalidade da população portuguesa”, destaca o Infarmed no mais recente Relatório de Farmacovigilância - Monotorização da Segurança das Vacinas contra a covid-19 em Portugal.

Ao contrário do que se passava até aqui, os pais já não são obrigados a ir buscar as crianças logo que seja declarado um caso positivo na escola , sendo assim possível que as crianças terminem o dia na escola, deixando mais tempo aos pais para gerirem a situação. Contempladas são ainda as empresas que tenham iniciado ou reiniciado a atividade a partir de 01 de janeiro de 2021. Devido a casos positivos de Covid-19, em França há atualmente 10.453 turmas sem aulas, cerca de 2% do total das turmas no país. A simplificação do protocolo nas escolas era há semanas pedida pelos pais e professores , já que a variante Ómicron acelerou a disseminação do vírus entre os mais novos. Para poderem beneficiar da medida, os contribuintes não podem ter dívidas fiscais. Estes anúncios acontecem na mesma semana em que os professores preparam uma grande mobilização contra o protocolo sanitário e as condições do ensino face à Covid-19.166), a da Moderna (2.

Esta greve conta com a participação do maior sindicato do país de professores primários , assim como sindicatos do ensino básico e liceus, sendo também apoiada pela maior federação de pais da França. A Covid-19 provocou 5.486.519 mortes em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. Em Portugal, desde março de 2020, morreram 19.648.

133 pessoas e foram contabilizados 1.660.058 casos de infeção, segundo a última atualização da Direção-Geral da Saúde. A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China. Uma nova variante, a Ómicron, considerada preocupante e muito contagiosa pela Organização Mundial da Saúde (OMS), foi detetada na África Austral, mas desde que as autoridades sanitárias sul-africanas deram o alerta, em novembro, foram notificadas infeções em pelo menos 110 países, sendo dominante em Portugal.698 (7,9%) provocaram alguma incapacidade, 742 (3,4%) necessitaram de hospitalização, 208 (1%) representaram risco de vida e 116 (0,5%) resultaram em morte.

Leia também: .