Internacional, Sociedade, Alzheimer, Fármacos

Internacional, Sociedade

EUA aprovam primeiro novo fármaco para Alzheimer em 20 anos, mas terapia levanta dúvidas

EUA aprovam primeiro novo fármaco para Alzheimer em 20 anos, mas terapia levanta dúvidas

07/06/2021 21:06:00

EUA aprovam primeiro novo fármaco para Alzheimer em 20 anos, mas terapia levanta dúvidas

A autoridade do medicamento norte-americana (FDA) aprovou o primeiro novo fármaco para a doença de Alzheimer em quase 20 anos, apesar de consultores independentes avisarem que o tratamento não demonstrou ser eficaz em desacelerar a doença.

SubscreverEm novembro, um grupo externo de especialistas neurológicos da FDA deu parecer negativo a uma série de questões sobre se os dados do estudo submetido pela Biogen mostraram que o fármaco era eficaz.A FDA solicitou, entretanto, que a farmacêutica conduza um estudo de acompanhamento para confirmar os benefícios para os pacientes. Se o novo estudo também não demonstrar a eficácia do medicamento, a FDA poderá retirá-lo do mercado

Bolsonaro recusa vacina contra a covid-19 e pode ficar de fora do encontro com ONU As balizas do futebol devem ser iguais para homens e mulheres? Marcelo alerta: subida dos preços da energia pode ser um travão à recuperação

, embora raramente o faça.A Biogen não divulgou o preço do novo fármaco, mas especialistas estimam que um ano de tratamento possa custar entre cerca de 24 500 euros e quase 41 mil euros. Uma outra análise preliminar concluiu que o medicamento teria de custar entre 2.050 euros e 6.800 euros por ano para ter um bom valor, com base nos"pequenos benefícios gerais para a saúde" sugeridos.

Um instituto sem fins lucrativos de Boston, o Institute for Clinical and Economic Review, acrescentou que"qualquer preço é muito alto" se o benefício do medicamento não for confirmado em estudos futuros para acompanhar os doentes. headtopics.com

É a primeira vez em 20 anos que a FDA aprova um novo medicamento para o Alzheimer, que nos Estados Unidos afeta quase seis milhões de pessoas.O novo fármaco é produzido através de células vivas que deverão ser administradas por infusão num consultório médico ou hospital. O efeito secundário mais comum foi inflamação no cérebro, que na maioria dos casos não causou sintomas ou problemas duradouros.

Em 2019, a farmacêutica norte-americana interrompeu dois estudos do medicamento depois de resultados que sugeriam que o"aducanumabe" (o anticorpo utilizado) não cumpria o objetivo de desacelerar a degenerescência mental e funcional em pacientes com Alzheimer.

Mais tarde, a empresa anunciou que uma nova análise de um dos estudos levava a concluir que o medicamento era eficaz em doses mais elevadas. Consulte Mais informação: Diário de Notícias »

Autárquicas 2021 | Eleições Autárquicas 2021 | Notícias | RTP Notícias

Eleições Autárquicas 2021 Acompanhe aqui toda a informação sobre as eleições Autárquicas 2021

Sonho de menino: patrão da Amazon faz viagem ao espaço a 20 de julhoO patrão da Amazon e fundador da companhia aeroespacial norte-americana Blue Origin, Jeff Bezos, anunciou que vai, com o seu irmão e um terceiro passageiro, fazer em 20 de julho a sua primeira viagem turística ao espaço. Vai com o irmão, o john abrazzos À minha conta, não ia.

Os 20 nomes que prometem aquecer o mercado de transferências este verão

Covid-19. Itália estima receber este verão mais 20% de turistas do que em 2020A península italiana deverá receber este verão mais 6,7 milhões de turistas estrangeiros (+24,1%), mas menos 65,8 milhões do que em 2019, quando a marca dos 100 milhões foi ultrapassada

Número de jovens internados em centros educativos cai para menos de metade em 10 anosPandemia acentuou tendência de descida verificada desde 2015. Em abril de 2021, estavam internados 90 jovens

Jovem que esfaqueou amigo em Gondomar vai continuar presoTribunal do Porto manteve pena de cinco anos e meio para jovem que invadiu escola em Fânzeres e esfaqueou amigo em janeiro do ano passado. Eu nunca esfaqueei um Amigo. Quando muito um abraço ou um 'vai aquela parte'...

Trump avisa que sobrevivência dos Estados Unidos depende de vitória republicanaAntigo Presidente dos EUA disse que está ansioso para o ano de 2024, quando acontecem as próximas eleições presidenciais. LOL!!!