Elevada taxa de vacinação dá ″alguma tranquilidade″, diz Temido

26/11/2021 14:53:00

Temido considera novas medidas proporcionais à fase que o país atravessa

Marta Temido, Covid-19

Temido considera novas medidas proporcionais à fase que o país atravessa

A ministra da Saúde considerou, esta sexta-feira, que as novas medidas de combate à pandemia anunciadas na quinta-feira pelo Governo são proporcionais à fase que o país atravessa.

Segundo a ministra da Saúde, que falava aos jornalistas em Coimbra no final de uma deslocação ao Instituto Português de Oncologia (IPO), onde inaugurou o novo acelerador linear e visitou a empreitada do novo edifício de cirurgia e imagiologia, as medidas adicionais tomadas pelo Governo relativas a viagens e disponibilização de meios"são essenciais também" para o controlo da transmissão da doença. Contudo, salientou:"Está quase tudo contra nós".

Consulte Mais informação:
Jornal de Notícias »

“Resiliência” dos profissionais de Saúde: Ordem dos Médicos lamenta declarações “inqualificáveis” de Marta TemidoOrdem dos médicos considera declarações de Marta Temido na Comissão Parlamentar da Saúde 'inqualificáveis e impróprias para uma figura de estado' e acusa a ministra de ser 'profundamente injusta' ao acusar os médicos de não serem resilientes. 'A ministra da Saúde perdeu toda a credibilidade', afirma bastonário E os médicos deveriam ter vergonha d terem um emissário político como Bastonário. E será q a Ordem cumpre as suas mais elementares obrigações ? Vale a pena a um cidadão queixar-se d erros graves provocados por médicos incompetentes ? Quantos processos estão n Ordem por apreciar ? Taxa de absentismo dos médicos do SNS é superior a 20%!!!

Profissionais de saúde revoltados com Marta Temido após declarações polémicasA Federação Nacional de Médicos, o bastonário da Ordem dos Médicos e o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses respondem às declarações proferidas pela ministra da Saúde. Não são os profissionais, são as cliques corporativas. Sim foram resilientes e continuam a ser, obrigada por isso. Mas eu percebi também o que a ministra quis dizer, a pedirem para se reformar aos 56 anos? Enquanto que os demais quase têm de trabalhar já estando a caminho do cemitério.

Marta Temido diz que é preciso contratar médicos mais resilientes para o SNS Marta Temido diz que uma das formas de superar as falhas do SNS passa por contratar médicos mais resilientes. Marta temido O PS acabou de perder a maioria absoluta! Que a mulher abra mais a boca, que fale e cante até que para mim é a música do Titanic cor de rosa 🤣😂 só dá para rir

Rangel “escandalizado” com Temido, no dia que recebeu o apoio envergonhado de MoedasPaulo Rangel criticou Rui Rio por não ter criticado as palavras da ministra da Saúde que disse que os profissionais do setor não tinham “resiliência”. Afirmou-se chocado com isso e criticou o adiamento da extinção do SEF, com que Rio concordou. Quanto às medidas que o Governo anuncia na quinta-feira, Rangel não levantou obstáculos: podem ser 'suaves e moderadas' agora, e mais restritivas se for necessário depois

Marta Temido diz que solução para a falta de médicos é contratar profissionais mais resilientesO Sindicato Independente dos Médicos responde que todos os profissionais de saúde dão o máximo pelo pelo SNS. 🤮 Esta mulher é irrascível, está ainda por cima a INSULTAR uma classe profissional que anda há 2 anos a mostrar a sua MEGA resiliência e que não aguenta mais por estar exausta, eu se fosse médica do SNS sentia-me hoje tão insultada que saía AGORA.... que grande besta

Portugal ultrapassa hoje os três mil casos diários, avisa Marta TemidoA última vez que Portugal ultrapassou a marca dos três mil casos foi a 4 de agosto.

"Procurámos tomar medidas que, afetando o menos possível a vida e a normalidade de todos, pudessem ter o efeito pretendido de aumento da perceção do risco e incentivo às medidas não farmacológicas de controlo da transmissão", disse Marta Temido.Cláudia Monarca Almeida Jornalista A Ordem dos Médicos reagiu quinta-feira com consternação às declarações da ministra da Saúde feitas na Comissão Parlamentar da Saúde, que considera que são"inqualificáveis e prejudicam os doentes".há dois anos e num momento em que o número de novos casos de covid-19 continua a aumentar, a ministra da Saúde remata: "Estas são profissões que exigem uma grande capacidade de resistência, de enfrentar a pressão e o desgaste ".Declarações de Marta Temido geram contestação por parte dos sindicatos LUSA/MANUEL DE ALMEIDA A ministra da Saúde, Marta Temido, disse, esta quarta-feira, na Assembleia da República, que uma das soluções para colmatar a falta de médicos no Serviço Nacional de Saúde (SNS) passa por contratar profissionais mais resilientes.

Segundo a ministra da Saúde, que falava aos jornalistas em Coimbra no final de uma deslocação ao Instituto Português de Oncologia (IPO), onde inaugurou o novo acelerador linear e visitou a empreitada do novo edifício de cirurgia e imagiologia, as medidas adicionais tomadas pelo Governo relativas a viagens e disponibilização de meios"são essenciais também" para o controlo da transmissão da doença. Contudo, salientou:"Está quase tudo contra nós". Numa nota enviada às redações, a Ordem acusa a ministra de recusar"uma vez mais, reconhecer que a carência de médicos no Serviço Nacional de Saúde se deve à incapacidade que a titular da pasta da Saúde tem tido de criar condições de carreira e de trabalho que motivem os médicos a ficar no serviço público". Temido voltou a salientar que a elevada taxa de vacinação dá"alguma tranquilidade" relativamente à doença grave e óbito, mas"o frio, a questão da maior transmissibilidade em ambientais não tão arejados quanto deveriam ser e o convívio associado às festas familiares da quadra natalícia são três elementos de enorme preocupação". O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, pede a Marta Temido para "ver as horas extraordinárias que os médicos fazem", como prova de resiliência. As medidas"são para agora e passam por cada um de nós, mas também estamos preocupados em criar um espaço a seguir ao Natal de forma que haja uma maior contenção da transmissão e esperamos que até ali consigamos travar a transmissão atual, que é muito elevada", alertou. A ordem defende que" os médicos de Portugal fizeram mais com menos, salvaram milhares de vidas, fizeram muitos milhões de horas extraordinárias, foram um exemplo na forma como cuidaram, trataram e protegeram os doentes e no combate à pandemia. A governante lembrou ainda que cada cidadão terá direito a quatro testes gratuitos por mês, que podem ser utilizados sempre que alguém visite familiares mais vulneráveis ou antes de encontros ou festas de família. Na audição, a ministra deixou também um reparo aos médicos que têm denunciado a falta de condições no CHS , lembrando que “a melhor forma de atrair recursos humanos é conquistá-los para projectos de trabalho e não passar uma imagem, ou intensificar uma imagem, de que a instituição vive enormes dificuldades e num clima de confronto”.

PUB Aos jornalistas, Marta Temido disse que ainda não existe conclusão da comissão técnica de vacinação sobre a vacinação de crianças dos 5 aos 11 anos, que tem estado a analisar"documentação recente e relevante". A ministra da Saúde perdeu toda a credibilidade. O descontentamento dos profissionais de saúde tem resultado em demissões e abandono do SNS. Relativamente às novas variantes identificadas na África do Sul, a ministra da Saúde disse que o Governo está atento às informações que estão a ser partilhadas e à evolução da informação técnica e acompanha a situação"com preocupação". JN/Agências . Imperdoável".