Covid-19: Portugal quer doar seis milhões de vacinas aos países lusófonos

Covid-19: Portugal quer doar seis milhões de vacinas aos países lusófonos

08/12/2021 02:15:00

Covid-19: Portugal quer doar seis milhões de vacinas aos países lusófonos

Total corresponde ao triplo das vacinas entregues até agora aos países de língua portuguesa

Portugal pretende doar seis milhões de vacinas contra a covid-19, o triplo das entregues até agora, aos países de língua portuguesa, anunciou este terça-feira o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva."É muito importante para nós, ao mesmo tempo que vacinamos a nossa gente, ter um programa de cooperação com os países de língua portuguesa, especialmente os de África e Timor-Leste, um programa de doação de vacinas. Neste momento já doámos dois milhões de vacinas e o nosso propósito é chegar aos seis milhões", declarou o chefe da diplomacia portuguesa, na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque, em entrevista à ONU News.

Santos Silva sublinhou que a vacinação"é um esforço" que cabe a todos."Uma coisa é certa: enquanto houver região do mundo em que a vacinação não esteja generalizada, nenhuma outra região do mundo pode dizer que está segura", salientou, depois de referir que Portugal é uma exceção a nível mundial.

"Portugal é dos países do mundo com maior nível de vacinação. A nossa população adulta está praticamente toda vacinada. Nós já estamos a vacinar os mais velhos com a terceira dose. Desse ponto de vista somos uma exceção, a maioria do mundo não está neste estágio", comentou. headtopics.com

Grécia olha para Afonso Sousa (Belenenses SAD)

Neste esforço global, o governante português convidou os restantes membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) a colaborarem na doação de vacinas contra a covid-19.Sobre as atuais restrições aplicadas à entrada em Portugal - nomeadamente a obrigatoriedade de apresentar teste à covid-19 negativo, mesmo para os vacinados -, introduzidas para conter a propagação da Ómicron, a nova variante do coronavírus SARS-CoV-2, Santos Silva pediu"paciência" e"compreensão".

Consulte Mais informação: Expresso »

Resta saber se estes países têm capacidade para administras as vacinas, ou mesmo necessitam delas. Não terem a população vacinada não será por falta de dinheiro para comprar as vacinas. Vacinas deverão chegar a todos os continentes. Mais importante é fazer chegar as vacinas aos braços de todos os habitantes que a queiram. Portugal e outros deveriam sim enviar Task Forces junto com as vacinas. E há presidentes de países africanos que podem bem pagar pelo serviço!

Os países lusófonos não têm dinheiro para comprar? ...Angola tem fama de ser muito mais rica do que Portugal. Estas coisas parecem mas é um paternalismo qualquer, disfarçado d caridade, não é? Ajudamo-los, coitadinhos, que são tão pobres que nem sequer podem comprar vacinas.

Portugal soma mais 2.216 casos positivos e 14 mortes por Covid-19Nas últimas 24 horas, foram admitidas mais 37 pessoas em enfermaria, para um total de 948. Nos cuidados intensivos foi colocado mais um doente (135 no total).

Covid-19: EUA desaconselham viagens para PortugalCoronavírus Podem vir, mas tragam teste covid negativo e façam outro a chegada sff

Covid-19: EUA colocam Portugal na lista dos destinos de “risco máximo” e desaconselham viagensCentro de Prevenção e Controlo de Doenças voltou a considerar Portugal um destino a evitar Avisem os vossos colegas da SIConline e SICNoticias que se esqueceram de noticiar a vergonha que ocorreu hoje no mega centro de vacinação criado pelo Dr Medina. Risco máximo? Estamos muito melhor que eles.

EUA desaconselham viagens com destino a Portugal devido à covid-19😒😒😒

Covid-19: EUA classificam Portugal em risco “muito elevado” e desaconselham viagensA mais recente atualização do Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos coloca Portugal no nível quatro, o mais alto de alerta devido à atual situação da covid-19 em território nacional.

James adiam concertos em Portugal de dezembro para abril após dois casos de covid-19Membro da banda britânica e outro da equipa de produção testaram positivo à covid-19.