Ciência, Coronavírus, Covid-19, Vacina, Vacinas, Estudo, Escócia

Ciência, Coronavírus

Covid-19: estudo na Escócia indica que a vacina AstraZeneca também é eficaz em pessoas com mais de 65 anos

Coronavírus: Covid-19: estudo na Escócia indica que a vacina AstraZeneca também é eficaz em pessoas com mais de 65 anos

01/03/2021 19:44:00

Coronavírus : Covid-19 : estudo na Escócia indica que a vacina AstraZeneca também é eficaz em pessoas com mais de 65 anos

De acordo com este estudo, a vacina AstraZeneca reduz a hospitalização por covid-19 em 94% nos 28 a 34 dias após a vacinação.

FotoEstes dados fornecem evidências adicionais que reforçam os resultados obtidos na análise conjunta de ensaios clínicos realizados no Reino Unido, Brasil e África do SulReuters/CATHRIN MUELLERA AstraZeneca divulgou esta segunda-feira a publicação dos resultados preliminares de um estudo do serviço público de saúde escocês que estima a eficácia das primeiras doses de vacinação contra covid-19, obtidas após a vacinação de 1.137.775 pessoas (35% da população), sendo a maioria adulta com mais de 65 anos.

Marcelo apela à criminalização do enriquecimento ilícito Portugal deve chegar esta terça aos dois milhões de vacinados com uma dose ″A UEFA recebe 120 ou 130 milhões e nós dar-lhe-íamos 400″, diz Florentino Pérez

De acordo com este estudo, noticiado pela citada pela agência de notícias espanhola Europa Press, a vacina AstraZenecareduz a hospitalização por covid-19 em 94% nos 28 a 34 dias após a vacinação. Da mesma forma, ao analisar a eficácia combinada de diferentes vacinas, foram obtidos resultados semelhantes em todas as faixas etárias, incluindo pessoas com 80 anos ou mais.

Estes dados fornecem provas adicionais que reforçam os resultados obtidos na análise conjunta de ensaios clínicos realizados no Reino Unido, Brasil e África do Sul, em que não houve casos de internamento ou doença grave por covid-19 após 22 dias da headtopics.com

administração da vacina AstraZeneca.“Este estudo oferece dados encorajadores sobre o impacto da vacinação contra a pandemia de covid-19. São os dados iniciais que sugerem uma redução significativa nas hospitalizações e doenças graves devido à covid-19 e que nos colocam mais perto do objectivo comum: prevenir a covid- 19 de continuar a ameaçar a vida de pessoas em todo o mundo. Na AstraZeneca continuaremos a trabalhar para colocar a nossa ciência, inovação e força como empresa à disposição da sociedade para acabar com esta pandemia “, afirmou a directora médica da AstraZeneca em Espanha, Ana Pérez, citada agência Europa Press.

A eficácia da vacina foi de 59,5% nos participantes que receberam as duas doses recomendadas com um intervalo entre as doses de quatro a 12 semanas.Neste sentido e tendo em conta os resultados deste estudo, os conselheiros de saúde do Governo alemão, poderão, em breve, permitir que os indivíduos mais velhos recebam esta vacina, refere o jornal

Financial Times. Thomas Mertens, chefe da comissão alemã de vacinação, disse ao canal de televisão alemão ZDF que haveria “uma recomendação actualizada” “muito em breve” que “fará ajustes neste ponto”, referindo-se à decisão de recomendar o uso da vacina aos mais velhos. Estas declarações surgem num momento de crescente preocupação por causa do acumular das vacinas AstraZeneca na Europa, que não estão a ser utilizadas, depois de terem surgido dúvidas sobre sua eficácia.

Os resultados de uma análise combinada de ensaios clínicos de fase II/III no Reino Unido, Brasil e África do SulThe Lancet Consulte Mais informação: Público »

Aff