Covid-19, Pandemia

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantes

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantes

09/05/2021 22:35:00
Covid-19, Pandemia, Castelo De Bran, Drácula

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantes

Os visitantes do imponente Castelo de Bran, uma fonte de inspiração para a história do Drácula , puderam ser vacinados contra a covid-19 como parte da campanha de vacinação lançada este fim de semana na Roménia.

Os que aceitam ser vacinados no castelo recebem um certificado destacando a sua"coragem e responsabilidade", com a promessa de que poderão retornar"nos próximos 100 anos", assim como uma visita gratuita à"câmara de tortura".

″Cadê o Lázaro?″. Brasil busca serial killer há 13 dias Combate à desinformação e “fake news”. Uma questão de democracia Governo vai continuar a soltar reclusos 'vulneráveis' até que pandemia não coloque 'em causa a vida dos detidos à guarda do Estado'

O, localizado em um vale enevoado nos montes Cárpatos, é frequentemente associado ao príncipe romeno do século XV, Vlad Tepes, embora nunca tenha vivido lá. Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Castelo do Drácula oferece vacinas contra a covid-19 aos visitantesO governo romeno lançou campanhas de vacinação e 'maratonas' de 24 horas em locais públicos, como a Biblioteca Nacional de Bucareste, para imunizar o maior número possível de pessoas. Ainda lhes tiram é sangue para dar ao Drácula...🤔😏😏🤪

Cimeira Social do Porto. Macron apela aos EUA para acabar com restrições a exportações de vacinasPresidente francês também defende maior 'eficácia' na produção de vacinas contra a covid-19.

Madeira espera receber quase 600 mil vacinas contra a Covid-19 até fim de setembroNúmero alcançado 'é uma marca importante', visto ser necessário 'ter 175 mil pessoas com as duas doses', afirmou Pedro Ramos.

Países africanos defendem produção local de vacinas contra a Covid-19 para evitar atrasosNa maior parte destas fábricas o trabalho é empacotar e etiquetar, e não propriamente fabricar as vacinas, o que faz com que o continente esteja mal preparado para fazer e administrar vacinas em tempos de crise.

Agendamentos da vacina contra Covid-19 permitidos a cidadãos entre 60 e 65 anosMedida estava prevista arrancar só no final da próxima semana, mas foi antecipada devido ao aumento do fluxo de vacinação.