Caso Peng Shuai. Calma do Comité Olímpico ignora historial de Pequim

Caso Peng Shuai. Calma do Comité Olímpico ignora historial de Pequim

28/11/2021 01:00:00

Caso Peng Shuai. Calma do Comité Olímpico ignora historial de Pequim

COI desvaloriza denúncias de abusos sexuais de Peng Shuai. Comité português diverge

Catarina Brites SoaresPeng Shuai — que liderou a classificação mundial de pares femininos em 2012 e venceu Wimbledon e Roland Garros — tem sido notícia, mas não pelo que era hábito: os títulos. A atleta chinesa esteve desaparecida depois de tornar público que fora sexualmente abusada pelo antigo vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, aliado do Presidente, Xi Jinping. Há dias reapareceu: sorridente, como se nada se tivesse passado, apesar de ter estado incontactável desde as alegações de 2 de novembro. Em vídeos e fotos nos canais oficiais, aparecia num evento desportivo e num restaurante. No esforço de propaganda participou também o Comité Olímpico Internacional (COI), cujo presidente, Thomas Bach, falou com a atleta por videochamada. Sobre a conversa houve apenas um comunicado e uma foto. Nela, a tenista também sorria.

Consulte Mais informação: Expresso »

China. Quem é Zhang Gaoli, o alegado abusador da tenista Peng Shuai

Ex-presidente do Comité Olímpico do Brasil condenado a mais de 30 anos de prisãoCarlos Arthur Nuzman, ex-presidente do Comité Olímpico do Brasil, foi condenado por ter por ter comprado votos para o Rio de Janeiro acolher os Jogos Olímpicos de 2016. Foi considerado culpado de corrupção, organização criminosa, lavagem de dinheiro e evasão fiscal.

Ex-presidente do Comité Olímpico do Brasil condenado a 30 anos de prisãoO ex-presidente do Comité Olímpico do Brasil (COB) Carlos Arthur Nuzman foi condenado a 30 anos e 11 meses de prisão por ter comprado votos para o Rio de Janeiro acolher os Jogos Olímpicos de 2016.

Plenário do Supremo angolano mantém prisão de cinco anos para 'Zenu' dos Santos, filho do ex-presidenteJosé Filomeno dos Santos, ex-presidente do Fundo Soberano de Angola, foi condenado no caso conhecido como '500 milhões de dólares'.

Secretário de Estado pede 'tranquilidade' no futebol após semana de buscas às SADJoão Paulo Rebelo vincou que há 'entidades competentes' para tratar de 'questões desta natureza', mas lançou uma mensagem de calma para o mundo do futebol Tranquilidade !? Tranquilos são os montantes 'Lavados' nas transferências do futebol...

China. Quem é Zhang Gaoli, o alegado abusador da tenista Peng Shuai

21:54 Catarina Brites Soares Peng Shuai — que liderou a classificação mundial de pares femininos em 2012 e venceu Wimbledon e Roland Garros — tem sido notícia, mas não pelo que era hábito: os títulos. A atleta chinesa esteve desaparecida depois de tornar público que fora sexualmente abusada pelo antigo vice-primeiro-ministro Zhang Gaoli, aliado do Presidente, Xi Jinping. Há dias reapareceu: sorridente, como se nada se tivesse passado, apesar de ter estado incontactável desde as alegações de 2 de novembro. Em vídeos e fotos nos canais oficiais, aparecia num evento desportivo e num restaurante. No esforço de propaganda participou também o Comité Olímpico Internacional (COI), cujo presidente, Thomas Bach, falou com a atleta por videochamada. Sobre a conversa houve apenas um comunicado e uma foto. Nela, a tenista também sorria. O ministro dos Negócios Estrangeiros chinês considera “maliciosa” a visibilidade dada ao caso. Entidades desportivas e de direitos humanos condenam a China e o COI, que acusam de ser mais um fantoche de Pequim. Ao Expresso, o COI respondeu com o comunicado que refere que o intuito da chamada era confirmar que Peng Shuai estava bem. “Na conversa de 30 minutos, foi bem claro que está.” Este é um artigo do semanário Expresso. Clique