Cantora checa contraiu covid-19 para não se vacinar, acabou por morrer - SIC Notícias

Cantora checa contraiu covid-19 para não se vacinar, acabou por morrer

19/01/2022 12:46:00

Cantora checa contraiu covid-19 para não se vacinar, acabou por morrer

Hanka Horká tinha 57 anos e era vocalista dos Asonance, uma banda folk.

“Sobrevivi. Agora haverá teatro, sauna, concertos e uma viagem urgente ao mar”,escrevia na sexta-feira, dois dias antes de morrer, nas suas redes sociais.O filho da cantora, Jan Rek, refere que esteve infetado com o novo coronavírus “durante três dias”, desde antes do Natal, ao passo que a mãe “esteve cinco”.

De acordo com Jan, Hanka terá decidido “viver normalmente” com o resto da família, na altura infetada”.Antes de morrer, a artista teria feito uma caminhada com a família, tendo-se sentido indisposta, fruto dos problemas respiratórios típicos da doença.

Consulte Mais informação: SIC Notícias »

Ultrapassados por bicicletas e trotinetes, buzinados no fim: fomos andar de carro a 30km/h com a vereadora de Lisboa que o propõe

CNN Portugal. O canal de informação, com uma cultura multiplataforma, que acompanha, em tempo real e em diversos meios, os acontecimentos que marcam o país e o mundo. Consulte Mais informação >>

Deu certo, não precisa de se vacinar Será que não foi deus que a contratou para o seu coro celestial? Sempre a bater na mesma tecla… Preferiu contrair a doença a uma possível cura e infelizmente não teve um final felíz. 👏aplausos para o ego da besta, k é pior k as testemunhas de Jeová Aplica-se, neste caso, a expressão 'karma'.

Morreu livre, meus pêsames Continuem os burros a não tomar a vacina mas podem ir todos a merda Temos pena. Menos uma burra. Oscar da estupidez Esta tb é da Checoslováquia 😆😆. Era!

Covid-19: UE retira Canadá, Argentina e Austrália da lista de países seguros - SIC NotíciasO Conselho da União Europeia desaconselha as viagens não essenciais de e para estes países, devido ao agravamento da situação pandémica.

Como diz a minha avó: Antes ela do que eu! Morte que poderia ter sido evitada e não era com a vacina. Está curada de todos os males A verdade é que temos liberdade para escolher se queremos ser vacinados. E os não vacinados deviam ser respeitados pela sua decisão. Divide-se a sociedade e quando algo acontece há sempre culpados dos 2 lados da barricada. Estamos a falhar enquanto sociedade. E ganha o populismo

Tudo normal, o Darwin explicou há muito tempo. Continua a ser uma 'notícia' estúpida. A SIC e restantes emissoras não era um ataque cibernético que deviam sofrer mas sim uma peste bulbónica para eles verem o que é uma doença á séria que realmente mata. Já tinham também notícias a sério para dar. Claramente que uma noticia destas teria que sair nas 24 horas seguintes à da criança de 6 anos que infelizmente acabou por falecer. Há que balancear o fear porn em ambas as extremidades. Se vocês não conseguem ver isto, lamento informar-vos mas são vitimas desta coação.

Tambem podem lançar notícias como: “jovem saudável levou a vacina para se proteger, acabou por morrer da cura” Grande abraço e bom “trabalho” A SIC NA SENDA DA ' PARANÓIA COVIDESCA' !!! É o que está a dar... Não terá morrido por negligência médica?

Covid-19: PJ detém sete pessoas por apresentação de falsos testes negativos - SIC NotíciasTrês mulheres e quatro homens foram detidos no aeroporto de Lisboa, quando se preparavam para viajar para outro país do espaço europeu. A PARANÓIA COVIDESCA VAI DEIXAR SEQUELAS E O COMÉRCIO Á BEIRA DA MORTE !!!

Conta agora dos que vacinaram a morreram depois Bolsonarista tem é que se lascar mesmo Play stupid games...Win stupid prizes Mas um dia ela iria chegar a hora de partir, com idade abraçada ou não, com covid ou sem covid. esse é destino Enfim, provou que estava errada... As agências de marketing da Pf1zer comemoram as mortes dos dissidentes em nome da monetização

Que loucura, hein?!… Uma não notícia. Aliás uma notícia para espalhar medo e pânico só isso. E sim estou vacinado e tomo precauções mas este aproveitamento mediático da CS para espalhar medo é doentio. Escolha errada.I don’t feel sorry for people who don’t take vacines and die.

Covid-19: incidência sobe na Alemanha, limitar PCR a sintomáticos é possibilidade - SIC NotíciasDesde o início da pandemia na Alemanha, 8.074.527 pessoas testaram positivo para o SARS-CoV-2 e 115.842 morreram. O problema é não haver testes PCR ou ter que baixar a incidência? Aí está o que sempre se disse mas que ninguém quer admitir. Isto tornou-se uma pandemia de testes! E agora é que vão fazer o que sempre devia ter sido feito. Testar apenas sintomáticos! 🤔

Covid-19: Ómicron com prevalência de 93% e detetada outra linhagem em Portugal - SIC NotíciasCovid-19: Ómicron com prevalência de 93% e detetada outra linhagem em Portugal

Covid-19: Pfizer diz que testou com sucesso tratamento oral contra Ómicron - SIC NotíciasCovid-19: Pfizer diz que testou com sucesso tratamento oral contra Ómicron

Surto com 19 infetados na Misericórdia de Portalegre obriga a cancelar visitas - SIC NotíciasProvedor da instituição garante que nenhum dos infetados, entre os quais 12 utentes, tem sintomas.

. Contudo, de acordo com o jornal espanhol El País, a infeção surgiu propositadamente, visto que o objetivo da artista seria obter o passaporte sanitário, sem ter que se vacinar. “Sobrevivi. Agora haverá teatro, sauna, concertos e uma viagem urgente ao mar”, escrevia na sexta-feira , dois dias antes de morrer, nas suas redes sociais. O filho da cantora, Jan Rek, refere que esteve infetado com o novo coronavírus “durante três dias”, desde antes do Natal, ao passo que a mãe “esteve cinco”. De acordo com Jan, Hanka terá decidido “viver normalmente” com o resto da família, na altura infetada”. Antes de morrer, a artista teria feito uma caminhada com a família, tendo-se sentido indisposta, fruto dos problemas respiratórios típicos da doença. “Preferiu contrair a doença em vez de ser vacinada”, acrescenta, sendo que, na semana passada, o estado de saúde da vocalista residente em Praga ter-se-á agravado. Movimento antivacinas com “sangue nas mãos” Para o filho, a responsabilidade da morte de Hanka Horká recai no movimento antivacinas, alegadamente, por ter sido quem convenceu a cantora a recusar vacinar-se contra a covid-19. “Têm sangue nas mãos”, diz, apontando que sabe “exatamente quem forjou a sua [de Hanka] opinião”. O filho partilha ainda que o entristece que a mãe “tenha acreditado mais nessas pessoas estranhas do que na sua própria família”, sendo que Horká era vocalista dos Asonance, conhecidos no país pela postura antivacinas. Hanka Horká, aos olhos de Jan, foi uma vítima de “desinformação total” e de “opiniões sobre a imunidade natural e os anticorpos criados ao contrair a doença”. Normas semelhantes às portuguesas Tal como Portugal, também a República Checa exige prova de vacinação ou de recuperação para aceder a vários locais, nomeadamente, espaços culturais e desportivos, e até para viajar ou visitar bares e restaurantes.