Rtp, Notícias, Rtp Notícias

Rtp, Notícias

Cantinas escolares. Grevistas denunciam agravamento de condições

Cantinas escolares. Grevistas denunciam agravamento de condições

27/10/2020 01:40:00

Cantinas escolares. Grevistas denunciam agravamento de condições

Mais de duzentas cantinas escolares estiveram encerradas devido à greve convocada pelos sindicatos do setor. Os trabalhadores acusam as empresas concessionárias de usarem a pandemia como pretexto para agravar as condições de trabalho.

Consulte Mais informação: RTPNotícias »

Cantinas escolares fazem greve nesta segunda-feiraGreve? Preguiças,,, já não bastava o covid

Trabalhadores das cantinas escolares em protesto contra a precariedadeOs representantes dos trabalhadores garantem que estão numa situação aflitiva.

Marcello Caetano morreu há 40 anos. O que ficou para a História a 23 de outubroPrincipais acontecimentos registados no dia 26 de outubro, Dia das Bibliotecas Escolares: Quem foi esse ?

Brasileiros denunciam xenofobia na Universidade do Porto — que pondera processos disciplinaresEstudantes brasileiros acusam colegas e professores da Faculdade de Engenharia e de Letras da Universidade do Porto de xenofobia e racismo. A instituição pondera avançar com abertura de processos disciplinares, mas precisa de uma queixa formal das v 👀 Isso é generalizado. Que informação dramática, galera.

Recurso a biomassa nas condições actuais é “insustentável” para a floresta, diz ZeroAmbientalistas querem que Governo suspenda a instalação de novas centrais de biomassa e que rastreie eficazmente a origem da madeira que é queimada para a produção de energia. Há florestas e florestas! A floresta em monocultura e solo rapado, tantas vezes apregoada em Portugal, não é sustentável nem contribui para a redução das emissões de carbono. ZEROasts agricultura_pt ConstancaSa speraltalisboa dntwit

Reconstrução em Pedrógão. 28 arguidos respondem por crimes de burla, falsificação e desvio de fundosO Tribunal de Leiria começa nesta segunda-feira o julgamento, numa sala de audiências instalada no auditório municipal de Pombal. São 28 arguidos e 20 advogados. No banco dos réus vão estar o presidente da Câmara de Pedrógão Grande, Valdemar Alves, o seu antigo vereador Bruno Gomes e alguns construtores e proprietários. O juiz Carlos Oliveira acredita que, ainda assim, a sala será insuficiente para as condições de trabalho exigidas, pelo que as próximas sessões podem realizar-se num auditório maior, na Batalha. A parte fácil já está. Agora vem a difícil... Passar de arguidos a condenados.