Autárquicas: Conheça as regras para votar em segurança

Autárquicas: Conheça as regras para votar em segurança

25/09/2021 16:33:00

Autárquicas: Conheça as regras para votar em segurança

Utilização de máscara e desinfetante de mãos estão entre as recomendações de segurança da Comissão Nacional de Eleições na hora de votar nas eleições autárquicas deste domingo.

A partir das 8 horas e até às 20 horas poderá votar para as eleições autárquicas deste domingo, mas a Comissão Nacional de Eleições (CNE) recomenda alguns cuidados na hora de votar. Entre as regras de segurança incluem-se:

Mulher de Rendeiro pede tempo para entregar obras de arte desaparecidas Comissão de Inquérito diz que Bolsonaro cometeu nove crimes na gestão da pandemia Português gerente de uma loja da Zara no Brasil é acusado de racismo contra cliente

Os eleitores devem utilizar máscara durante todo o processo de votação. Contudo, esta é apenas uma recomendação, com a CNE a não impedir eleitores sem máscara de votaremOs eleitores devem manter a distância de dois metros de segurança entre eles

Os eleitores devem desinfetar as mãos com uma solução à base de álcool, à entrada e à saída da secção de votoOs membros de mesa de voto devem assegurar que a mesa de voto é composta por duas filas de mesa para garantir o distanciamento necessário. Devem ainda garantir a ventilação da sala, “designadamente, ter sempre uma janela aberta, caso exista nessa secção de voto”. headtopics.com

Recorde-se que para votar deve levar o documento de identificação civil ou qualquer outro documento oficial que contenha a sua fotografia atualizada, como o passaporte ou a carta de condução. No caso extremo de não ter um documento de identificação, não fica impedido de votar. “Pode usar qualquer outro documento oficial que contenha fotografia atualizada ou recorrer a dois eleitores que atestem, sob compromisso de honra, a sua identidade ou ainda ser reconhecido unanimemente pela mesa”, refere a CNE, salientando que “nestes casos, é conveniente que procure o seu número de identificação nos serviços da Junta de Freguesia”.

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Medina e Moedas em arruadas no Chiado no último dia de campanha para as autárquicasAntónio Costa acompanhou Fernando Medina.

Rodeado de críticas, Costa aponta à direita e PCP na reta final da campanhaSíntese do último dia de campanha eleitoral para as eleições autárquicas deste domingo. mensagem para o PS (Partidos dos pSicopatas) e a todos os burros que pensam em votar nessa bosta, e nessa quadrilha, que as pulgas de mil camelos infestem o meio de vossas pernas, e que vossos braços sejam curtos demais pra se coçar. Vão todos pros infernos

Luís Montenegro quer PSD a refletir depois das autárquicas, “ a começar pelo presidente”O antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro defendeu que o PSD vai a jogo para ganhar nas autárquicas e que, depois de domingo, a direcção terá que fazer uma reflexão na qual não se exime Quem vai ao mar perde o lugar.

Autarcas querem que o Supremo avalie se a CNE violou a lei por não ter agido contra António CostaEm causa está o dever de imparcialidade de António Costa, enquanto primeiro-ministro, durante a campanha para as autárquicas

Campanha em balanço: A arma poderosa do PS e as trincheiras da oposiçãoAo penúltimo dia de campanha eleitoral autárquica, já se faz o balanço e é possível perceber as expectativas de cada um dos partidos com assento parlamentar.

Em Matosinhos o lema é um por todos e todos contra o PSNa última semana, o encerramento da refinaria da Galp foi recuperado para uma campanha marcada pela vontade de muitos dos candidatos em pôr termo a uma hegemonia PS que dura há 45 anos, enquanto Luísa Salgueiro luta por uma maioria absoluta.