Primeiro-ministro da França recebe calcinhas em protesto contra fechamento de estabelecimentos - ISTOÉ Independente

Para chamar a atenção do primeiro-ministro francês Jean Castex, donos de lojas de lingerie na França se juntaram em um protesto contra o fechamento dos comércios em meio a medidas restritivas contra a Covid-19

22/04/2021 23:58:00

Para chamar a atenção do primeiro-ministro francês Jean Castex, donos de lojas de lingerie na França se juntaram em um protesto contra o fechamento dos comércios em meio a medidas restritivas contra a Covid-19

Para chamar a atenção do primeiro-ministro francês Jean Castex, donos de lojas de lingerie na França se juntaram em um protesto contra o fechamento dos comércios em meio a medidas restritivas contra a Covid-19. Os empresários estão enviando calcinhas para o político pelo correio pedindo que reconsidere a regra. Conhecido como “Action Culottée”, o protesto […]

22/04/21 - 17h46Para chamar a atenção do primeiro-ministro francês Jean Castex, donos de lojas de lingerie na França se juntaram em um protesto contra o fechamento dos comércios em meio a medidas restritivas contra a Covid-19. Os empresários estão enviando calcinhas para o político pelo correio pedindo que reconsidere a regra.

Site de apostas coloca Lula como favorito para vencer eleições | Maquiavel Da Bahia para o mundo: Ana Marcela é ouro na maratona aquática Após morte do filho, cantora Walkyria faz alerta: 'Vigiem. A internet está doente'; vídeo

Conhecido como “Action Culottée”, o protesto começou nas redes sociais e é descrito pelos organizadores como “uma ação bem humorada, mas acima de tudo simbólica!”. O movimento conta com o apoio de 480 comerciantes, que discutem e acompanham as regras criadas pelas autoridades através de um grupo no Facebook.

Segundo os argumentos dos empresários, roupas íntimas são essenciais. Eles ainda ressaltam que o governo já autorizou o funcionamento de floristas, cabeleireiros e livrarias, por exemplo.De acordo com O Globo, uma das líderes da iniciativa foi Audrey Marie, dona da loja de peças íntimas Jolie Chose, em Venarey-les-Laumes. “Vestir roupas íntimas todas as manhãs não é algo para ser relegado a segundo plano, temos todo o direito para estar abertos”, afirmou ela em um vídeo postado no TikTok. headtopics.com

Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

PSG vence Angers na Copa da França; Neymar é capitão e deixa sua marcaTime da capital vence sem dificuldade e chega às semifinais da competição eliminatória. Icardi anota hat-trick, Neymar faz de cabeça e zagueiro do Angers marca contra

Aécio envia carta a Salles e França e reclama de falta de compromisso ambiental - Internacional - EstadãoTucano faz críticas ao conteúdo da carta de Bolsonaro a Biden no dia 15; metas ambientais vão ser repetidas pelo presidente brasileiro durante cúpula do clima convocada pelo presidente americano Inter Antigamente o que o Aécio falava merecia atenção. Hoje em dia não vale nada. Aécio perdeu a moral. Inter É uma tragédia cobrando outra tragédia pela tragédia. Estamos na rabeira do mundo. Inter Compromisso com a corrupção ele não tem... Salles tem que continuar

Geada severa na França afeta produção de vinícolas secularesUma das mais severas geadas já ocorridas na França afetou a produção de vinícolas seculares. A conta para Macrom estão chegando. Kibon E o aquecimento global?

Ex-generais alertam sobre 'guerra civil sangrenta' e abrem crise no governo da FrançaCerca de 1.000 membros das Forças Armadas, incluindo 20 generais da reserva, assinaram documento que culpa 'apoiadores fanáticos' por criarem divisões entre comunidades e afirma que islamitas estão tomando território francês

França quer punir militares que defenderam intervenção no paísGenerais da reserva divulgaram carta aberta alegando risco de guerra civil e signatários receberam apoio de líder da extrema direita; ministra da Defesa critica tentativa de politização das Forças Armadas A pior ditadura é a que o Brasil vive a do Judiciário. Mantém-se a aparência de democracia e contra ela não há a quem recorrer... E quem será punido pela destruição social vergonhosa das últimas décadas? Enfim, lá é lá e aqui é outra conversa! ?