GO: Estudante passa por segunda cirurgia de enxerto após ter 60% do corpo queimado - ISTOÉ Independente

A estudante Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, realizou na terça-feira (18) a segunda cirurgia de enxerto na pele. Em 30 de novembro de 2021, ela teve 60% do corpo queimado após uma explosão com álcool durante um experimento no Colégio Heli Alves.

20/01/2022 22:14:00

A estudante Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, realizou na terça-feira (18) a segunda cirurgia de enxerto na pele. Em 30 de novembro de 2021, ela teve 60% do corpo queimado após uma explosão com álcool durante um experimento no Colégio Heli Alves.

A estudante Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, realizou na terça-feira (18) a segunda cirurgia de enxerto na pele. Em 30 de novembro de 2021, ela teve 60% do corpo queimado após uma explosão com álcool durante um experimento no Colégio Heli Alves, em Anápolis (GO). As informações são do G1. “Ela está se recuperando […]

20/01/22 - 16h06A estudante Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, realizou na terça-feira (18) a segunda cirurgia de enxerto na pele. Em 30 de novembro de 2021, ela teve 60% do corpo queimado após uma explosão com álcool durante um experimento no Colégio Heli Alves, em Anápolis (GO). As informações são do G1.

“Ela está se recuperando bem, sente um pouco de dor, que é normal, porém está medicada e se alimentando bem”, disse a mãe da estudante, Diolange Lopes.A primeira cirurgia pela qual a adolescente passou foi no dia 11 de janeiro de 2021 para colocar enxerto nas coxas e abdômen.

Consulte Mais informação: Revista ISTOÉ »

Oposição terceiriza críticas ao megapacote de bondades de Bolsonaro | Clarissa Oliveira

Repercussão da PEC Kamikaze e reunião ministerial marcada pelo presidente Jair Bolsonaro são os temas do Giro VEJA Consulte Mais informação >>

O garota nós surpreende com a sua volta,Deus te abençoe sempre.

Golpe na internet: Justiça responsabiliza empresas em 60% dos casosLevantametno mostra que mais de 60% dos casos que vão parar na Justiça, as instituições são condenadas de alguma forma a ressarcir os clientes

Estudante que teve 60% do corpo queimado durante experimento em escola faz segunda cirurgia de enxerto de peleMãe diz que Annelise Lopes está reagindo bem ao tratamento e está na expectativa de deixar o hospital em breve. Ela está internada há 50 dias, após explosão com álcool. Educação Paulo Freire, aprendendo com a dor.

Mármores do Museu do Café em Santos revelam fósseis de 60 milhões de anos - noticias - Estadao.com.br - AcervoAo entrar no edifício do Museu do Café, em Santos, o visitante  automaticamente tem seu olhar atraído para a arquitetura de Acervo Nenhuma nota sobre este caso aqui Estadao?👇 Acervo bortbruno ué 🧐

Estudante que teve 60% do corpo queimado durante experimento em escola faz segunda cirurgia de enxerto de peleMãe diz que Annelise Lopes está reagindo bem ao tratamento e está na expectativa de deixar o hospital em breve. Ela está internada há 50 dias, após explosão com álcool. Educação Paulo Freire, aprendendo com a dor.

Após cirurgia para doar um rim ao namorado, jovem descobre que ele é casado - ISTOÉ IndependenteA jovem Marjos Lara divulgou em sua conta no TikTok que doou um rim para o namorado e, após sair da cirurgia, descobriu que ele era casado. No vídeo, que tem 9,6 milhões de visualizações, a jovem contou o que aconteceu. “Eu certamente ganho essa Trend (tendências usadas no momento pelos usuário do aplicativo). Eu […] Caramba.. A humanidade não tem mais jeito. Eu pegava de volta Segunda: Oi, tudo bem? Terça: Te amo, te adoro! Quarta: Claro que te dou um rim!! Quinta: Ué? Quem é essa aí? Baita intimidade!!! E o cérebro...ó 🤦‍♂️

MG: Menina de 2 anos morre após se afogar em piscina de plástico - ISTOÉ IndependenteUma menina de 2 anos morreu após se afogar em uma piscina de plástico, em Vespasiano (MG), na quarta-feira (19). De acordo com a Polícia Militar, a mãe da criança, de 21 anos, contou que estava brincando com a filha Evelyn Eduarda de Jesus Rodrigues na piscina quando o outro filho, de 8 meses, começou […]

Da Redação 20/01/22 - 16h06 A estudante Annelise Lopes Andrade, de 16 anos, realizou na terça-feira (18) a segunda cirurgia de enxerto na pele. Em 30 de novembro de 2021, ela teve 60% do corpo queimado após uma explosão com álcool durante um experimento no Colégio Heli Alves, em Anápolis (GO). As informações são do G1. “Ela está se recuperando bem, sente um pouco de dor, que é normal, porém está medicada e se alimentando bem”, disse a mãe da estudante, Diolange Lopes. A primeira cirurgia pela qual a adolescente passou foi no dia 11 de janeiro de 2021 para colocar enxerto nas coxas e abdômen. Nessa segunda cirurgia foram colocados enxertos nas costas e braços. De acordo com a equipe médica, no dia 22 de janeiro, Annelise deve passar por uma nova avaliação para averiguar se haverá necessidade de novas operações. A explosão No dia 11 de novembro de 2021, Annelise foi para o Colégio Heli Alves gravar um experimento, conhecido como “fogo invisível”, para a aula de química. Ela e mais três estudantes se reuniram em uma sala para realizar o experimento. + O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022 O coordenador do colégio na época do acidente, Marcos Gomes, informou que os estudantes foram autorizados a usar uma sala para a gravação. Porém eles não comunicaram que usariam álcool. “Eles disseram que iriam gravar uma apresentação, mas não explicaram o que iriam fazer. Eles disseram que colocaram fogo ao álcool, mas que acharam que não tinha pego. Por isso, foram colocar mais (álcool) e houve essa explosão”, disse o coordenador. Com a explosão, Annelise teve 60% do corpo queimado e segue internada no Hospital de Urgência Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol), em Goiânia. O caso foi registrado e a Polícia Civil é a encarregada de investigar a ocorrência. Saiba mais