Em referendo, Suíça aprova casamento para pessoas do mesmo sexo

Em referendo, Suíça aprova casamento para pessoas do mesmo sexo #g1 #Suíça #LGBTQIA

26/09/2021 21:30:00

Em referendo, Suíça aprova casamento para pessoas do mesmo sexo g1 Suíça LGBTQIA

País é o 30º no mundo e 17º na Europa a aprovar o casamento igualitário. Decisão sobre alterar o código civil do país para incluir o casamento para todos ganhou com 64% dos votos; cidadãos também decidiram sobre taxação de renda vinda de investimento.

A Suíça aprovou, em referendo feito neste domingo (26), o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. A decisão sobre alterar o código civil do país para incluir o casamento para todos ganhou com 64% dos votos. Pouco mais de metade da população suíça (52%) votou no referendo.

Juiz rejeita ação e decreta absolvição sumária de assessor de Bolsonaro denunciado por gesto racista Com biquíni verde, Thais Carla posta fotos em lancha em comemoração ao aniversário: 'Trintou' É falso que Paulo Lemann tenha feito doação para campanha de Tabata Amaral

Com o resultado, a Suíça passa a ser o 30º país no mundo e o 17º na Europa a permitir o casamento entre pessoas do mesmo sexo (veja lista completa ao final desta reportagem).Os suíços também também decidiram, neste domingo, sobre uma iniciativa popular para aumentar a taxação de renda vinda de investimentos como juros, dividendos e aluguéis. A decisão vencedora, nesse caso, foi a de não aumentar os impostos sobre esse dinheiro, com cerca de 65% dos votos (vejs detalhes mais abaixo).

Casamento igualitárioA foto mostra cartazes a favor do casamento igualitário em Genebra, na Suíça, no dia 25 de setembro. A primeira placa diz, em francês: 'o amor sem privilégio: sim para o casamento para todas e todos!‘. A segunda, logo atrás, diz: 'pelo reconhecimento de todas as famílias‘, e a terceira, 'igualdade: sim ao casamento para todas e todos‘. — Foto: Salvatore Di Nolfi/Keystone via AP headtopics.com

A pergunta do referendo deste domingo foi "Você quer aceitar a mudança de 18 de dezembro de 2020 do Código Civil Suíço (casamento para todos)?"O argumento a favor afirmava que objetivo da proposta era "eliminar o tratamento desigual de hoje. Todos os casais devem poder casar e, portanto, ter os mesmos direitos e obrigações. O modelo leva em consideração a necessidade de muitas pessoas".

Até o voto deste domingo, casais do mesmo sexo só podiam ter uma "parceria registrada" na Suíça – que, no entanto, não garante os mesmos direitos que o casamento em imigração, naturalização, adoção de crianças e acesso à medicina reprodutiva.

Por isso, o governo federal (Bundesrat) e o Parlamento propuseram abrir o casamento a todos os casais. O trabalho parlamentar no projeto durou sete anos: foi lançado em 2013 por uma iniciativa do partido centrista Liberal Verde (glp, como é conhecido no país, em minúsculo).

Várias versões do texto foram debatidas por legisladores antes que, em dezembro do ano passado, o Parlamento aceitasse uma emenda ao código civil para legalizar o casamento entre duas mulheres ou dois homens, segundo o site "swissinfo". headtopics.com

'Lorem ipsum': governo Bolsonaro faz post sem conteúdo sobre mil dias de gestão e depois apaga Douglas e Maurício, da seleção de vôlei, trocam farpas por causa de quadrinho de herói bissexual - Esportes - Estadão Itália exigirá vacina de todos os funcionários públicos e de empresas privadas - Internacional - Estadão

Depois que a proposta foi adotada, entretanto, um comitê multipartidário – composto principalmente de representantes do Partido do Povo Suíço (SVP, na sigla em alemão) e da União Democrática Federal (EDU, em alemão), ambos de direita e, no caso deste último, cristão ultraconservador – lançou uma petição para um referendo.

Placa contra o casamento igualitário diz, em francês, que 'eu tenho um papai e uma mamãe; não ao casamento e à reproduçõ assistida para todos' em Genebra, na Suíça, no sábado (25). — Foto: Salvatore Di Nolfi/Keystone via AP

Eles reuniram as mais de 50 mil assinaturas necessárias para levar sua proposta até a votação nacional. O direito de vetar uma decisão parlamentar faz parte do sistema suíço de democracia direta.O argumento contrário à proposta, apresentado no guia do referendo deste domingo, foi o de "proteger o casamento como uma união de homem e mulher". Segundo os opositores, a defesa teve base no fato de que "somente a partir dessa conexão as crianças poderiam surgir naturalmente. A nova lei leva à ausência do pai. Os melhores interesses da criança são deixados de lado. Além disso, a lei é inconstitucional", afirmaram.

A rejeição à proposta, entretanto, perdeu em todos os 26 cantões (divisões administrativas) suíços. O maior percentual de rejeição ocorreu em Appenzell Innerrhoden, onde 49,18% dos eleitores votaram contra o casamento para todos. O cantão é o mesmo que, no ano passado, votou contra a licença-paternidade – e que também foi o último do país a aprovar o voto feminino local – só o fez em 1991. headtopics.com

Também tiveram altos percentuais de rejeição os cantões de Ticino, na Suíça italiana (47%), e Valais (44,5%), na Suíça francesa. Percentuais de rejeição acima de 40% também foram vistos em Schwyz (43,52%), Thurgau (42,78%), Appenzell Ausserrhoden (42,76%), Uri (41,75%), Obwalden (40,74%) e St. Gallen (40,69%).

Já os maiores percentuais de aprovação à proposta foram alcançados em Basel (74%), Zurique (69%), Basel-Landschaft (67%), Lucerne, Zug e Solothurn (66%), Berna, Genebra e Waadt (65%) e Aargau (64%).Com a mudança na lei, as "parcerias registradas" podem ser convertidas em casamento, mas não podem mais ser reintroduzidas.

PSOL indica ao STF crime de Bolsonaro em decreto que libera treinamento militar dos EUA no Brasil Título de Piquet, que fez brasileiros tão valorizados como os jogadores de futebol, completa 40 anos - Esportes - Estadão Motorista assaltado atropela dupla que promovia arrastão em moto em Taboão da Serra, na Grande SP; veja vídeo

Aumento de impostos sobre capitalOs suíços decidiram, também, contra uma proposta que previa aumentar o valor do imposto pago sobre renda provinda de aluguéis, juros e dividendos.Conforme o texto proposto, se a renda vinda desse tipo de investimento fosse acima de certo valor, ela deveria ter um peso maior no cálculo do imposto e ser contada uma vez e meia. Para cada 1 franco – equivalente a cerca de R$ 6 – acima desse montante determinado, a quantidade de imposto pago deveria ser como se esse franco valesse 1,50 franco.

O montante a partir do qual se aplicaria o imposto mais elevado seria determinado se a iniciativa fosse aprovada pelo Parlamento. A renda gerada pela tributação mais elevada deveria, então, ser usada para reduções de impostos para pessoas com salários baixos ou médios ou para a previdência social.

A proposta não teve o voto majoritário em nenhum dos 26 cantões.Países com casamento igualitário Consulte Mais informação: G1 »

Educação Financeira #161: como ensinar o valor do dinheiro para os filhos

Especialistas dizem que o contato com conceitos financeiros desde cedo prepara a lidar melhor com o dinheiro no futuro.

É o fim dos tempos e o fim do mundo pois estão acabando com a família. Se isso for para a felicidade geral, ampla e irrestrita, vamos respeitar. Viva a Suíça! ❤️ Viva o amor ❤️ Foda-se Nossa que situação tão triste meu Deus ! Misericórdia ! Tenhos alguns 'Amigues' que vão querer ir pra lá! Parabéns, toda forma de amor vale a pena, mas... a pergunta que não quer calar é: - porque o casal hétero é o único que não ta se beijando? (ou melhor ele não ta beijando ela)

Na Islândia, mulheres serão maioria no Parlamento pela 1ª vez em um país europeu - Internacional - EstadãoDas 63 cadeiras do Althingi, 33 serão ocupadas por mulheres, o que representa 52,3% do hemiciclo Inter bolsonaroSATANAS Seus apoiadores NÃO VALEM OQ ESCORRE DE SUAS BUNDAS ! Inter Inter

Super tarde, inclusive. Levemente atrasado né mas.... Brabo dimais seloco 👌 K🤣🤣🤣🤣🤣 É uma Desgraça atrás..... de Outra.!!! Quem tem que aceitar casamento entre pessoas do mesmo sexo é apenas aquelas pessoas que foram pedidas em casamento, ao outros, apenas respeitar a intimidade alheia. oxi só agora? 🥳🤩

Detalhe: Já podem, não são obrigados, os que gostam de pessoas do outro gênero e formar um casal 'tradicional', podem fazê-lo tranquilamente. Relaxem. Cada um, cada um e todos em paz...

Modelo indiana será indenizada em 271 mil dólares por corte malfeito em salão - Emais - EstadãoAashna Roy pediu à equipe um corte de cabelo clássico de 10 centímetros das pontas, porém, a cabeleireira cortou o cabelo deixando apenas 10 centímetros de comprimento Emais_Estadao Eita Emais_Estadao Concordo. O meu cabelereiro fez um estrago irreparável no meu cabelo. Parece de propósito, pois são profissionais. 🥰😥😥😥

Fim dos tempos segundo Apocalipse Antes tarde do q nunca Só tenho pena dos filhos ADOTADOS desses casais que vão nascer sem estrutura familiar adequada e correta Espero que todos/as da Globo e da imprensa se mudem para lá , rapidinho. 🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮🤮 👏👏👏👏👏 No Brasil já pode a um bom tempo né?

😍❤️ 🇨🇭❤️

Em 10 anos, EUA aumentam em 400% visto para brasileiros ultraqualificadosCrescimento reforça o movimento de 'fuga de cérebros' pela qual o Brasil vem passando; país cai em ranking de retenção de talentos Graças a patria educadora, do animal do luladrao e da Dilmanta. A Educação acabou. Parabéns.

Queiroga deixa hotel de luxo em NY para se hospedar em local mais baratoMinistro foi diagnosticado com a Covid-19 após participar de comitiva brasileira que viajou aos EUA para a Assembleia-geral da ONU A gente está pagando do mesmo jeito Se o primeiro turno fosse hj, em quem vc votaria? No esgoto? Seria o melhor lugar!

Elton John em Paris, Billie Eilish em Nova York: astros mobilizados pelo planeta - Emais - EstadãoGlobalCitizenLive Elton John em Paris, Billie Eilish em Nova York: astros mobilizados pelo planeta em 24 de shows; saiba como assistir

Marcio Garcia explica beijo em Bolsonaro em 2018 - ISTOÉ IndependenteDurante o “Conversa com Bial” da última sexta-feira (25), Marcio Garcia explicou uma das grandes polêmicas envolvendo seu nome desde 2018. O apresentador aparece beijando no rosto o atual presidente, Jair Bolsonaro, em vídeo. O registro é usado para acusar Marcio de ser a favor do político. + A Fazenda: ‘Não aconselho a beber’, diz Gui […] Não vejo nada de mais o cara assumir o erro, mais não responder já é falta de caráter! Isso que dá ter o rabo preso. Pra manter emprego tem que justificar o voto. Ou seja, só trabalha se for contra o governo. Que liberdade de expressão é essa? É tentar explicar o inexplicável