Perú, Martín Vizcarra, Latinoamérica, Lima

Perú, Martín Vizcarra

Congresso do Peru rejeita primeiro-ministro nomeado há 21 dias e aprofunda crise

Pressionado pela pandemia e pela queda na economia, presidente Vizcarra terá que buscar, pela quinta vez em dois anos, novo premiê

05/08/2020 05:19:00

Pressionado pela pandemia e pela queda na economia, presidente Vizcarra terá que buscar, pela quinta vez em dois anos, novo premiê

Pressionado pela pandemia e pela queda na economia, presidente Vizcarra terá que buscar, pela quinta vez em dois anos, novo premiê

nomeou há apenas 21 dias não recebeu o voto de confiança do Congresso. Na segunda-feira, o presidente do Conselho de Ministros, Pedro Cateriano, apresentou as diretrizes políticas do gabinete sob sua responsabilidade, mas depois de quase 14 horas de debate parlamentar, o Legislativo lhe deu as costas. Duas bancadas e meia argumentaram que Cateriano não deu prioridade suficiente à

Mandetta responde a 'piada' de Bia Kicis: 'Racista nauseabunda e chula' - Política - Estadão Trump pagou apenas 750 dólares de impostos nos anos de 2016 e 2017, de acordo com o The New York Times Trump não pagou imposto de renda nos últimos dez anos, diz NYT

luta contra a pandemia. Como consequência, o presidente peruano deverá recompor seu gabinete e recrutar um novo primeiro-ministro, o quinto em dois anos e quatro meses.A Frente Popular Agrícola do Peru (Frepap) e a Frente Ampla ―de esquerda― apontaram no debate parlamentar a falta de medidas para a recuperação do setor agrícola e a ênfase no apoio às grandes empresas, em particular às indústrias extrativas. Os votos contra da Frepap e da Frente Ampla foram fundamentais para o resultado.

O antropólogo Carlos Ernesto Ráez explicou ao EL PAÍS que “a Frente Ampla e um setor da esquerda estão há anos tentando direcionar a questão ambiental a seu favor. E desde sua fundação como partido político, a Frepap sempre defendeu e apostou na agricultura, o que se refletiu em muitos de seus projetos de lei e seu estatuto.” “Embora estejamos acostumados a interpelações e, nos últimos anos, a censuras e uma dissolução do Parlamento, esta negação do voto de confiança ―a menos de um ano do fim do mandato de Vizcarra― é um golpe ao estilo de confrontação que teve este Governo”, acrescentou.

Oito horas depois da votação do Parlamento, o chefe de Estado reagiu. “Apesar da crise sanitária e econômica que estamos enfrentando, o Congresso decidiu acrescentar outra crise política, em prejuízo de todos (...). Ontem [segunda-feira], enquanto os congressistas nos mostravam seu desacordo com a política de Governo, sem dizê-lo faziam prevalecer exigências particulares às quais não cederemos”, afirmou Vizcarra.

Dos 54 votos contra o gabinete, 13 foram da Frepap e sete dos congressistas de esquerda; mas onze vieram do Podemos Peru, uma formação política fundada por José Luna, proprietário de uma universidade fechada pela Superintendência Nacional de Educação (Sunedu), a entidade que supervisiona a qualidade das universidades.

O atual ministro da Educação, Martín Benavides, foi até fevereiro o chefe da Sunedu, e na última sexta-feira o Congresso aprovou interpelá-lo, não por seu desempenho como ministro, mas para questionar o fechamento de universidades que não cumprem os padrões mínimos de qualidade. Na noite de segunda-feira, enquanto o debate no plenário continuava ―metade digital e metade presencial― no Twitter e nos programas de televisão circulava a versão de que um grupo de congressistas condicionou o voto de confiança à renúncia do ministro Benavides.

Por volta das seis da manhã de terça-feira, quando o primeiro-ministro Cateriano julgou que não receberia o apoio suficiente, afirmou no Parlamento: “Fui avisado de que não havia consenso sobre a ratificação do ministro da Educação e que seria muito difícil estender a mim o voto de confiança”.

Trump ficou 10 anos sem pagar imposto e em 2016 desembolsou só US$ 750, diz jornal - Internacional - Estadão Dona de casa vai à Justiça por auxílio emergencial de mil dólares, conforme declarou Bolsonaro - CartaCapital Liberdade de expressão - ISTOÉ Independente

O momento de definição, com os porta-vozes parlamentares presentes no hemiciclo e o resto dos congressistas em suas casas, conectados aos seus computadores, levou quase meia hora. Quem mais demorou a manifestar sua decisão foram as bancadas com maior quantidade de votos: a da Ação Popular ―que tinha 23 votos efetivos―  e a da Aliança pelo Progresso ―com 22 votos efetivos―, do ex-candidato à presidência César Acuña, um político pragmático e populista e dono de uma universidade. Finalmente, a Ação Popular somou 7 votos contra e a Aliança pelo Progresso 22 abstenções. Dois congressistas sem partido também votaram contra Cateriano.

A mensagem de 46 páginas do primeiro-ministro Cateriano dedicou pouco mais de três páginas à saúde no contexto da pandemia da covid-19 e o dobro do espaço a propostas para facilitar e acelerar o investimento privado, alterando normas que poderiam afetar a água e as florestas. Muitos defensores dos direitos humanos e líderes comunitários foram assassinados no Peru durante a última década depois de denunciarem a exploração ilegal de madeira e a poluição, causada por máfias ou por empresas formais.

Consulte Mais informação: EL PAÍS Brasil »

Tailandeses soltam milhares de patos em arrozal para combater pragas; veja vídeo

Prática ajuda agricultores a usar menos produtos químicos e pesticidas, ao mesmo tempo que reduz gasto com alimentação das aves.

Ué, que busque simples assim

Escolinha de Triathlon realiza curso de capacitação para professoresProjeto paranaense prepara o retorno às atividades presenciais com programa voltado para o aprimoramento dos treinadores, entre os dias 4 e 21

Homens são resgatados de ilha do Pacífico após escreverem 'SOS' na areia - ISTOÉ IndependenteTrês marinheiros do arquipélago da Micronésia que estavam desaparecidos há três dias foram resgatados de uma pequena ilha de Pikelot, no Pacífico. Eles escreveram na areia um gigante “SOS”. O sinal de socorro conhecido internacionalmente foi vistos por aeronaves australianas e americanas no domingo (2). + Após revelar bissexualidade, filho de Emílio Surita diz que […] Boas notícias!

Corinthians não quer fazer testes de Covid-19 antes de final contra o Palmeiras - ISTOÉ IndependenteA Federação Paulista de Futebol (FPF) informou que, “em comum acordo” entre Palmeiras e Corinthians, serão realizados testes de PCR-RT em ambas as delegações, “estando concentradas ou não”, antes da segunda partida da final do Campeonato Paulista, no sábado (8), às 16h30 (de Brasília), no Allianz Parque. O comunicado assinado pelo presidente da Comissão Médica […]

Fachin revoga decisão que obrigava Lata Jato a compartilhar dados com PGR - CartaCapitalA liminar anterior, do ministro Dias Toffoli, determinava que as forças-tarefa da operação entregassem todas as bases de dados Lata jato é operação nova? Essa lata tá enferrujada Entregar os dados da Lava Jato p o Aras é o mesmo que entregar tudo pro Bolsonaro... Sério q vcs querem mesmo que o Jair possa chantagear toda a classe política?

Fachin revoga decisão sobre compartilhamento de dados da Lava Jato com PGRMedida havia sido determinada pelo ministro Dias Toffoli no recesso do Judiciário, que terminou hoje. PGR vive embate com forças-tarefas da operação Então a Lava Jato não é Ministério Público, não é Judiciário, por obvio não é também Legislativo nem Executivo. O que é? Aje quando quer, presta contas para quem quer e quando quiser? Parabéns ministro. O bem sempre vence o mal. Grande dia

Violentas explosões no porto de Beirute deixam 50 mortos e mais de 2 mil feridos - ISTOÉ IndependenteDuas violentas explosões registradas no porto de Beirute nesta terça-feira (4) deixaram 50 mortos e 2.750 feridos, segundo estimativas preliminares anunciadas pelo ministro da Saúde, Hamad Hassan. + Após revelar bissexualidade, filho de Emílio Surita diz que pai o expulsou de casa + Nova gasolina brasileira chega em agosto e com preço maior “É uma […]