Bolsonaro diz que mandou filho condecorar miliciano morto

Presidente fala sobre Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Bope homenageado por Flávio Bolsonaro em 2005 e morto pela polícia no domingo, 9

15/02/2020 23:58:00

Presidente fala, pela primeira vez, sobre Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Bope homenageado por Flávio Bolsonaro em 2005 e morto pela polícia no domingo, 9

Presidente fala sobre Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Bope homenageado por Flávio Bolsonaro em 2005 e morto pela polícia no domingo, 9

O presidente Jair Bolsonaro falou, pela primeira vez, no sábado,15, sobre a morte de Adriano da Nóbrega, ex-capitão do Bope que foi expulso da Polícia Militar do Rio de Janeiro em 2014 e tinha no currículo uma lista de acusações de crimes: de ser matador de aluguel, chefe de milícia, de atuar no jogo do bicho e com máquinas de caça-níqueis. Na inauguração de uma alça viária que liga a Ponte Rio-Niteroi à Linha Vermelha, na Zona Portuária do Rio, Bolsonaro disse que foi ele quem pediu ao filho Flávio, quando o hoje senador era deputado estadual fluminense, que homenageasse Nóbrega. Em 2005, Nóbrega recebeu a  Medalha Tiradentes,  a maior honraria da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Pixar lança primeiro curta-metragem com protagonista homossexual; veja - Cultura - Estadão Em carta aberta, Corinthians se diz contrário a retomada do futebol neste momento - Esportes - Estadão Em nota, Globo repudia campanha de intimidação a William Bonner - Política - Estadão

No evento de inauguração, Bolsonaro ainda disse:"desconheço a vida pregressa dele (Nóbrega). Naquele ano (2005), era herói da Polícia Militar. Como é muito comum, um PM, quando está em operação, mata vagabundo, traficante". Nóbrega estava detido quando foi homenageado por Flávio. Em janeiro de 2004, ele foi preso preventivamente, acusado pelo homicídio de um guardador de carro.

Em 2003, com apenas sete anos no Bope, Nóbrega foi alvo de uma série de suspeitas de irregularidades nas operações que comandava, o que acarretou sua saída da corporação de elite da polícia. Foi então transferido para o batalhão do bairro de Olaria, na Zona Norte da cidade, e lá seu currículo foi oficialmente manchado. O que antes eram apenas suspeitas de abusos e torturas contra moradores de comunidades se provaram reais. O Grupamento de Ações Táticas (GAT) da unidade que o capitão comandava ficou conhecido como “guarnição do mal” pelas favelas do bairro. Os policiais sequestravam, torturavam e extorquiam moradores em troca de dinheiro. Uma investigação da PM identificou pelo menos três vítimas do grupo chefiado por Nóbrega em 2003. Uma delas era Leandro dos Santos Silva, de 24 anos, o guardador de carro que foi executado logo depois de denunciar que havia sido agredido.

PUBLICIDADENóbrega chegou a ser condenado, mas o júri popular foi anulado em segunda instância. Na época, o então deputado federal Jair Bolsonaro o chamou, em discurso na Câmara, de “brilhante oficial” e prometeu agir para “reparar a injustiça” que havia sido cometida contra ele. Até aquele momento, nenhum PM despertara tanta devoção pública da família Bolsonaro.

Mais recentemente, o ex-policial foi citado na investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro que apura se houve"rachadinhas"no gabinete de Flávio quando ele era deputado estadual. Familiares de Nóbrega foram contratados como assessores no gabinete do então deputado estadual: a mulher do ex-capitão, Danielle Mendonça da Costa da Nóbrega, de 2007 até novembro de 2018, e a mãe dele, Raimunda Veras Magalhães, de abril de 2016 a novembro de 2018.

Foragido, Nóbrega foi morto no município de Esplanada (BA), ao ser alvo de operação que envolveu as polícias baiana e fluminense na primeira semana de fevereiro. Mesmo o tendo cercado em um sítio, os policiais resolveram invadir a propriedade. E alegam terem matado Nóbrega após ele reagir.

Consulte Mais informação: Época »

'Era amigo intimo, frequentava minha casa, mas nao tinha nada haver comigo talkey' Claro que mandou, afinal ele é o chefe! Meliciano executado... pela Polícia da Bahia........ Governado pelo Rui Costa......... Que é do PT.......... 😊💕🎶 Adriano Nóbrega Foi homenageado pelo pres e filho Teve familiares no quadro de funcionários no gabinete do filho eles recebiam salários e repassavam parte para Queiroz que tudo indica passava para o filho e o mesmo Queiroz fez um depósito de 24 na cc da esposa do presid 🤔🤔

Herói = Brilhante Ustra, Adriano da Nóbrega etc Vivemos tempos sombrios!!!!!!! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Taí Se fosse um pais serio... coloquem no titulo que foi em 2005 tb, vagabundos

Em 2005, Jair Bolsonaro defendeu na Câmara miliciano morto na Bahia - CartaCapital'Coitado' e inocente, disse Bolsonaro sobre condenação por homicídio. Em 2003, atual presidente havia apoiado grupos de extermínio baianos. Tudo precisa ser investigado, NINGUÉM, está acima da lei. Somente a VERDADE, vos libertarás. Brasil e as Leis acima de todos. Ele tinha que defender o amigo Grande coisa, procurando pelo em ovo. Imprensa Coliforme Fecal... Sobrevive na merda alheia...

Bolsonaro chama miliciano morto de 'herói da PM' - CartaCapitalAdriano da Nóbrega era conhecido por ser suspeito de envolvimento com a milícia do ‘Escritório do Crime’, no Rio de Janeiro. Confira: Bozo pensa que somos idiotas!! Que burrice e cara de pau!! Ele tem que manter os milicianos 'cativos'! Esse fato e público e notório.Duz um ditado popular: 'Me diz com quem tu andas, que eu digo quem tu és.'

PRF prende suspeito da morte de policial federal no RioRonaldo Heeren foi morto na Favela do Rola, em Santa Cruz. Homem conhecido como 'Léo do Rodo' seria integrante da quadrilha do miliciano Ecko. pra prender suspeito da morte de policial federal é RAPIDINHO Rapidinho de Marielle e impossível. A PF não brinca !

Tiros que mataram capitão Adriano foram dados a pelo menos 1,5 metro de distância, diz IML - Política - EstadãoTiros que mataram capitão Adriano foram dados a pelo menos 1,5 metro de distância, diz IML (via EstadaoPolitica) Politica Queima de arquivo Politica Execução vermelha. Celso Daniel parte 2. Politica É difícil descobrir quem deu o tiro ou a polícia vai dizer que não sabe?

Vizinhança da família que abrigou capitão Adriano vive clima tenso - Política - EstadãoLeandro Guimarães, fazendeiro que supostamente deu abrigo ao miliciano, desapareceu nos últimos dias Politica PT fazendo a limpa.... Politica Seguro só estão quem mora no condomínio Vivendas da Milícia! Politica Todo fazendeiro é miliciano e grileiro!

Pelé diz que está “bem” após declarações de seu filho sobre depressãoEdinho disse em entrevista que o pai estava muito afetado devido aos problemas de quadril que o impedem de caminhar normalmente Caguei pro pele. Depois do qele fez com a filha ele pode morrer sozinho Ngm liga moreh Vida longa ao rei!