Após morte de George Floyd, Michael Jordan repara silêncio do passado

Conhecido por evitar discussões políticas, Michael Jordan decide se pronunciar sobre George Floyd

02/06/2020 00:48:00

Conhecido por evitar discussões políticas, Michael Jordan decide se pronunciar sobre George Floyd

Ao longo da carreira, o eterno camisa 23 se absteve de questões políticas e raciais. Agora, a lenda da NBA pediu união no combate à violência contra negros

A mente de empresário de Jordan sempre falou alto durante sua carreira. O sucesso no ramo se consolidaria ainda mais depois de sua aposentadoria. A famosa linha Jordan, em parceria com a Nike, de artigos esportivos e a compra do Charlotte Hornets são as fatias majoritárias da fortuna de Jordan, estimada em mais de 2,1 bilhões de dólares (11,2 bilhões de reais). Segundo a Forbes, ele é o único atleta bilionário da história.

Coquetel de anticorpos contra a Covid-19 entra em fase final de testes, diz farmacêutica Argentina registra recorde de 75 mortes por Covid-19 em um um dia Miami volta a fechar restaurantes após mortes por Covid-19 nos EUA passarem de 130 mil

A carreira de empresário afastou Jordan de movimentos sociais, que hoje são ferrenhamente defendidos pelos atuais astros da NBA, como LeBron James. O ex-jogador do Chicago Bulls, porém, começou a deixar o silêncio de lado em 2016, quando um atirador matou cinco policias em Dallas, alegando estar cansado da violência contra negros. À época, Jordan doou 1 milhão de dólares para a polícia e 1 milhão para uma empresa de advocacia que luta pela igualdade racial.

“Como um pai que perdeu seu próprio pai em um ato sem sentido de violência e como um homem negro, fiquei profundamente perturbado com a morte de afro-americanos nas mãos de policiais e com raiva do ato covarde de atacar e matar policiais. Não posso mais ficar quieto”, escreveu Jordan, na ocasião.

A nova face de Michael Jordan veio à tona uma semana depois da morte de George Floyd. Ele pediu união de vozes e bom uso do voto para mudar o sistema racista nos Estados Unidos.Continua após a publicidade Consulte Mais informação: VEJA »

Defendendo bandidos terroristas do Antifas kkkkkk Valeu Jordão 😂👍👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻 rosana Tbm é conhecido por ter jogado um pouquinho de basquete. rosana AE!!!! Questões politicas, ele continua evitando: o caso George Floyd é uma questão social. braguinha99 Foi a pressão do felipeneto felipenetoSalvador contemironia

Pelo visto o Jordan, neste ponto, se equivale ao Edson Arantes do Nascimento. Ninguém, absolutamente ninguém, é a favor do merda do policial. Porém ser contrário ao animal, não significa ser favorável a esse bando de FDP que saqueia lojas, queimam coisas de mendigos, quebram lojas e matam pessoas... Menino Ney nada

Porque será que se abstinha heim

Toronto, Londres e Berlim também têm protestos antirracistas após morte de George Floyd nos EUAToronto, Londres e Berlim também têm protestos antirracistas após morte de George Floyd nos EUA G1 Bando de vagabundos. É muito foda ter que ver isso em pleno 2020 Vão tomar no cu mané Como ainda pode ter esses animais racistas no mundo meu Deus...

Michael Jordan revela indignação com morte de George Floyd : 'Dor e com muita raiva' - ISTOÉ IndependenteConsiderado o maior nome do basquete mundial, Michael Jordan resolveu se pronunciar no último domingo (31) após a morte de George Floyd, que foi vítima de violência policial em Mineápolis, nos Estados Unidos. Jordan disse que seu coração está com a família de Floyd e com outros que morreram por atos de racismo. “Estou profundamente …

Entenda os protestos nos EUA após a morte do ex-segurança negro George FloydHomem morreu depois de ficar desacordado ao ser imobilizado por policial branco. Cidades e estados norte-americanos tiveram toque de recolher por causa de atos, que se espalharam por outros países. Não foi morte, foi assassinato! E os protestos são a reação de um povo cansado de tanta injustiça. Selvagens e criminosos. Morte não ASSASSINATO

Um Trump desafiador acusa “extrema esquerda” por protestos contra a morte de George FloydPresidente diz que os moradores afetados pelos distúrbios depois do episódio de violência policial são agora “as principais vítimas desta situação horrível” Eleger pilantra não é só exclusividade dos países subdesenvolvidos. FicaEmCasa Normalização de nazista? Sério? Esse tipo de destaque é parte do problema que temos hoje no mundo. Louco.

Protestos contra a morte de George Floyd chegam à Europa - Internacional - EstadãoProtestos contra a morte de GeorgeFloyd chegam à Europa (via EstadaoInter) Inter Tudo espontâneo. Nada coordenado. Inter Que lindo!!! Inter Sabemos como funciona os teleguiados de Soros.

Felipe Neto critica silêncio de Neymar em relação à morte de George Floyd - Futebol - FeraYoutuber reuniu publicações do atacante, realizadas no intervalo entre a morte de Floyd e o estopim das manifestações nos Estados Unidos esportefera Foda-se o Neymar! Preocupem-se com o país porraaaaaa. esportefera Ué...Neymar não é branco ariano? esportefera Oxi... o que esperar de bolsominion?!