Acusações da PGR se pautam em posts de Witzel no Twitter, diz defesa | Radar

Acusações da PGR se pautam em posts de Witzel no Twitter, diz defesa (via @radaronline)

02/06/2020 05:40:00

Acusações da PGR se pautam em posts de Witzel no Twitter, diz defesa (via radaronline)

Advogados do governador do Rio apresentaram no STJ documento de 23 páginas com questionamentos ao inquérito

-1 jun 2020, 23h04Witzel: “O ato de informar a construção de hospital de campanha ou a compra de respiradores não tem o condão de ligar o Governador a qualquer eventual irregularidade que venha a ser identificada nos processos de licitação, fiscalização e pagamento” Pablo Jacob/Agência O Globo

Caso Miguel: Ministério Público de Pernambuco denuncia Sari Corte Real à Justiça por abandono de incapaz com resultado de morte Instrutor de tiros morre no ES após disparo acidental contra o próprio peito no dia do aniversário Mulher de ex-deputado federal é indiciada por matar criança atropelada e não prestar socorro em MT

PublicidadeNodocumento de 23 páginas em que ataca a investigação da PGR e sugere que o governador foi alvo de uma ação orquestrada por um deputado aliado de Jair Bolsonaro,a defesa de Wilson Witzel rebate os principais pontos da acusação de suposto envolvimento do governador na corrupção em contratos da Saúde do Rio.

O documento foi enviado ao ministro Benedito Gonçalves, relator do caso no STJ, e bate pesado no MPF. “Toda a narrativa do Ministério Público Federal, no que se refere à pessoa do governador, se baseia em frágeis ilações e suposições, alcançadas, repita-se, a partir de uma interpretação unilateral e descabida dos fatos. Uma das mais absurdas, sem sombra de dúvidas, é a de que o Governador detinha o domínio dos fatos porque ele demonstrava ter ciência das ações governamentais por meio de publicações na sua conta do Twitter”, afirma a defesa.

Para provar a condução “irresponsável” da PGR no caso, o governador sustenta que todas as acusações de seu suposto “comando” sobre a quadrilha que se lançou a saquear o Estado nos contratos de Saúde, foram pautadas e textos de rede social.

“O Ministério Público Federal chega à conclusão de que o Governador do Estado do Rio de Janeiro ‘sempre esteve no comando das contratações questionadas’ porque ele fazia, em sua rede social, ‘uma série de postagens que comprovam que era o próprio Governador quem tomava a frente dos trabalhos, acompanhando de perto a sua evolução’”, segue a defesa.

Continua após a publicidadeOs advogados de Witzel reproduzem trecho da investigação da PGR que afirma “uma rápida pesquisa na página de Wilson Witzel na rede social Twitter permite ver que ele sempre esteve no comando das contratações questionadas”.

“Com o devido respeito, essa afirmação é uma vergonha e, de tão ridícula, dispensaria qualquer comentário”, afirmam os advogados. “O ato de informar a construção de hospital de campanha ou a compra de respiradores não tem o condão de ligar o Governador a qualquer eventual irregularidade que venha a ser identificada nos processos de licitação, fiscalização e pagamento”, segue a defesa.

Cidade de Nova York tem 24 horas sem uma única morte confirmada por Covid-19 Bolsonaro atacou a imprensa ao menos 53 vezes no primeiro semestre, diz ONG Polícia faz busca e apreensão na casa de PC Siqueira após acusações de pornografia infantil nas redes sociais

Deflagrada na terça-feira passada, a Operação Placebo, autorizada pelo STJ, buscou provas em 12 endereços relacionados ao governador e a outros envolvidos nos supostos desvios da Saúde.O inquérito investiga gastos de 1 bilhão de reais na construção de hospitais de campanha durante a pandemia no Rio. Os valores dos contratos sem licitação incluem compra de respiradores, máscaras e testes rápidos, mas a maior parte do dinheiro, cerca de 836 milhões de reais, foi destinada à Organização Social (OS) Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas).

Continua após a publicidadeA PGR investiga crimes de “peculato, corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa” nos gastos emergenciais do governo do Rio de Janeiro na pandemia. Consulte Mais informação: VEJA »

radaronline O último a sair apague a luz ! radaronline Post de Twiter né. A tá radaronline A CASA CAIU! radaronline

PGR informará ao Supremo que concorda com prorrogação de inquérito sobre BolsonaroPolícia Federal quer prorrogar inquérito, e STF pediu manifestação da PGR sobre o tema. Inquérito foi aberto em abril e apura se presidente interferiu na instituição; Bolsonaro nega. Se fudeu bolsonazi É claro, advogado comemora quando consegue tempo pra defesa

PGR apoia pedido de prorrogar por um mês inquérito que investiga BolsonaroCaso apura se o presidente Jair Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal, após denúncia feita pelo ex-ministro Sergio Moro Podres. Olha só o engavetador fazendo ceninha capacho

Pedido de prisão de Sara Winter está redigido na PGR | RadarMPF deve adotar providências contra militante bolsonarista que ameaçou o ministro Alexandre de Moraes Quero essa bandida na cadeia. Lá na coméia. Se derem privilégio para essa fascista vamos saber . Prendam essa louca Só não pode começar a falar fino agora!!

PGR vai dar aval a mais 30 dias para inquérito e pedir depoimento de Bolsonaro - Política - EstadãoManifestação do presidente sobre acusação de interferência na PF deve ser por escrito, uma das prerrogativas do seu cargo Bolsonaro é cheio dos versículos, quero ver ele tweetar: se Deus é por nós quem.sera contra nós Deus responde: o mundo Somos70porcentro Depois nao reclamem de ditadura viu. O povo pro Bolsonaro é só Empresários e Fazendeiros

Se teve corrupção na Saúde, Witzel ‘não sabia’, diz defesa ao STJ | RadarAdvogados do governador alegam que é ‘humanamente impossível tomar parte das numerosas e complexas etapas dos processos de contratação’ radaronline Então tá tudo bem. Tá explicado kkkk radaronline mas falso q nota de 3 esse 'não sabia' radaronline Kkkkkkkkkkk

Repasses à mulher de Witzel são baixos para serem propina, diz defesa | Radar‘Não é minimamente crível que parcelas mensais de 15.000 reais seriam algum benefício ilícito’, afirmam advogados radaronline Kkkkkkkkkk Mel Dels . O Brasil não é para amadores. radaronline 'Não conta' radaronline Lkkkkkklklk