Wgph, Williams, Rokit, Grupo Williams, F1, George Russell, Desportos Motorizados, Fórmula 1

Wgph, Williams

Williams perde patrocínio da Fórmula 1 e abre processo formal de venda

Fórmula 1 - Williams perde patrocínio da Fórmula 1 e abre processo formal de venda

29/05/2020 13:50:00

Fórmula 1 - Williams perde patrocínio da Fórmula 1 e abre processo formal de venda

O último ano foi difícil para a escuderia, com uma perda operacional de 10 milhões de libras

...O grupo automóvel britânico Williams, um dos principais emblemas de Fórmula 1, informou esta sexta-feira o fim da ligação com o seu principal patrocinador, a empresa Rokit, e admitiu vender a sua escuderia."As opções, que não estão limitadas, mas que têm sido consideradas, incluem a captação de novo investimento, a alienação de uma parte minoritária das ações do WGPH (Grupo Williams) ou a alienação de parte maioritária das ações, que incluem a possível venda de toda a companhia", refere a Williams.

Pandemia pode criar 45 milhões de novos pobres na América Latina Luís Frade eleito melhor andebolista jovem do mundo Reino Unido regista 85 mortes, menos do que na véspera

Apesar de não existirem decisões, a Williams indica que avança já com um processo formal de venda, para facilitar a discussão com eventuais partes interessadas, e que também tem tido conversas preliminares com possíveis investidores.

O conselho do WGPH (Grupo Williams) acredita que a revisão estratégica e o processo formal de venda são a coisa certa e prudente a fazer, no sentido de dar à equipa de Fórmula 1"o melhor futuro possível". (12 milhões de euros), em contraponto com um benefício de 16 milhões de libras no exercício da atividade.

"Os resultados de 2019 refletem o declínio recente da nossa competitividade na Fórmula 1, que se refletiu nas receitas provenientes dos direitos comerciais", explicou Mike O'Driscoll, presidente do conselho de administração do grupo.

Nas duas últimas temporadas na F1, a Williams não foi além de dois décimos lugares (2018 e 2019), os piores resultados da sua história, primeiro com os pilotos Lance Stroll e Sergey Sirotkin, e depois com Robert Kubica e George Russell.

Esta época, que não chegou a arrancar, devido à pandemia da covid-19, a escuderia conta novamente com George Russell na equipa, ao qual se juntou Nicholas Latifi."A época de 2020 da F1 está, obviamente, perturbada pela pandemia de covid-19, o que terá um impacto nas nossas receitas comerciais deste ano", sublinhou O'Driscoll, que colocou grande parte dos seus funcionários em 'lay-off', recebendo parte do salário, num teto máximo definido, através do governo britânico.

Na história, a Williams é a segunda escuderia com mais títulos mundiais, num total de nove (1980, 1981, 1986, 1987, 1992, 1993, 1994, 1996, 1997), atrás da Ferrari, que soma 16 títulos de campeã mundial de construtores. Consulte Mais informação: Diário Record »

''A última vez que usei uma gravata foi quando casei'': advogado de Bruno de Carvalho mostra-se confianteA sentença do processo da invasão à Academia de Alcochete é conhecida hoje.

Processo de extradição de dirigente da Huawei para os EUA vai avançarUma juíza canadiana decidiu esta quarta-feira continuar com o procedimento de extradição para os Estados Unidos de uma dirigente do grupo chinês Huawei, na origem de uma grave crise diplomática entre Pequim e Otava.

Regresso da Fórmula 1 aos Países Baixos adiado para 2021Fórmula 1 - Regresso da Fórmula 1 aos Países Baixos adiado para 2021

Tribunal canadiano decide continuar processo de extradição de executiva da HuaweiMeng Wanzhou, diretora financeira da Huawei, foi presa no aeroporto de Vancouver, no final de 2018.

Oposição ao aterro de Covelas abanca sábado no centro da TrofaManifestação está a ser preparada com o “cuidado” de respeitar as regras da DGS, explica elemento da organização, que critica a opacidade deste processo, que só agora chegou ao conhecimento da população.

\u201cAlcochete nunca mais\u201d: Sporting reage ao fim do processo de invas\u00e3o da academiaAssinado: os autores do golpe.