Wall Street: índices fecham em alta apesar da incerteza do Fed

Wall Street: índices fecham em alta apesar da incerteza do Fed

24/09/2021 00:41:00

Wall Street: índices fecham em alta apesar da incerteza do Fed

Os principais índices bolsistas de Wall Street fecharam em alta esta quinta-feira, com os investidores a tentarem avaliar para que lado vai o Fed: reduzir o estímulo e aumentar as taxas de juros, ou esperar pelo mercado do trabalho.

O número de norte-americanos que se inscreveram para receberem os subsídios de desemprego na semana que terminou no dia 18 de Setembro atingiu os 351 mil, face aos 335 mil revisto em alta na semana anterior – dados que ficaram acima das expectativas do mercado, que apontavam para um aumento de apenas 320 mil. É o número mais alto das últimas quatro semanas.

OCDE. Pandemia fez cair fluxos migratórios para nível mais baixo desde 2003 GNR resgata bufo-real ferido no Montijo Seis distritos do continente sob aviso laranja sexta-feira e sábado devido à chuva

O Fed disse que poderia começar a reduzir as suas compras mensais de títulos até novembro, e que as taxas de juros poderiam subir mais rápido do que o esperado no próximo ano. O prazo de novembro foi bem aceite pelos mercados. Mas é preciso que a economia prove que está a entrar nos eixos.

Mesmo assim, os principais índices bolsistas fecharam em alta. O Dow Jones Industrial Average subiu 502,55 pontos, ou 1,47%, para 34.760,87 pontos; o S&P 500 ganhou 52,84 pontos, ou 1,20%, para 4.448,48 pontos; e o Nasdaq Composite cresceu 151,28 pontos, ou 1,02%, para 15.048,13 pontos. headtopics.com

Consulte Mais informação: Jornal Económico »

Nervosismo domina Wall Street, que espera pela FedO mote de ontem foi mesmo o da inconstância, o típico 'serrote'.

Wall Street arranca em alta à espera da FedOs três principais índices bolsistas norte-americanos começam a sessão desta quarta-feira no 'verde'.

Wall Street arranca em alta à espera da FedOs três principais índices bolsistas norte-americanos começam a sessão desta quarta-feira no 'verde'.

Fed revê crescimento dos EUA em baixa e inflação em alta para este anoA Reserva Federal estima que o crescimento real do PIB norte-americano seja menor do que os 7% estimados em junho, apontando agora para 5,6% em 2021, mas prevê que 2022 traga uma evolução do PIB mais favorável do que o calculado há três meses.

Fed admite redução nas compras de dívida 'em breve' e início da retirada dos estímulos monetáriosA Reserva Federal (Fed), o banco central dos Estados Unidos, anunciou esta quarta-feira, depois da sua reunião de política monetária, que poderá reduzir 'em breve' o ritmo mensal de compras de ativos. Os banqueiros centrais norte-americanos estão divididos a meio sobre uma primeira subida da taxa diretora já no próximo ano