Visão | Legislativas: PSD ultrapassa o PS pela primeira vez. O que diz a última sondagem

25/01/2022 14:00:00

#Legislativas2022: PSD ultrapassa o PS pela primeira vez. O que diz a última sondagem

Legislativas2022: PSD ultrapassa o PS pela primeira vez. O que diz a última sondagem

Dia 30 de janeiro o País vai a eleições antecipadas. Acompanhe a evolução das intenções de voto

Legislativas 2022 25.Lusa Legislativas 2022 24.O conteúdo completo está disponível apenas para Subscritores.“Com o apoio popular que vamos vendo acho que a probabilidade de ganhar é mais alta do que era há um mês atrás.

01.2022 às 08h50 O chumbo do Orçamento do Estado para 2022 precipitou o País para eleições antecipadas.2022 às 17h36 No final da visita à Casa do Careto, em Podence, no concelho de Macedo de Cavaleiros, António Costa referiu-se à entrevista que o presidente do PSD concedeu à Antena 1, defendendo a tese de que o líder social-democrata disse aquilo que “seguramente não é o desejo dos portugueses: Um Governo que fica refém da extrema-direita”.A 30 de janeiro os portugueses vão novamente às urnas para decidirem quem querem ver à frente dos destinos do País.Se o ato eleitoral fosse hoje, quem venceria? PSD ultrapassa o PS 25 de janeiro.No entanto, agora, segundo o líder socialista, “ficou-se a saber que é pior, porque [o presidente do PSD] está mesmo disponível para que um seu Governo, se viesse a existir, ficasse dependente e refém da extrema-direita como já acontece hoje nos Açores”.Sondagem da Aximage para o DN, JN e TSF A nova sondagem da Aximage espelha uma reviravolta no jogo eleitoral e dá motivos a Rui Rio para andar bem disposto.Eu não me ando aí a comportar como um líder da oposição vulgar que está sempre a dizer mal de tudo e sempre a gritar contra tudo.

Os sociais democratas ultrapassaram, pela primeira vez, os socialistas nas intenções de voto.Confrontado com o convite que a coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, lhe fez para se reunirem em 31 de janeiro, no dia seguinte às eleições legislativas, António Costa deu a mesma resposta que já tinha dado esta manhã em entrevista à Rádio Renascença.Ainda assim, menos de um 1% separa os dois partidos.Nesta sondagem, o Chega consolida o terceiro lugar, distanciando-se do BE e o Livre tem praticamente a mesma percentagem que o CDS (0,2% de diferença).Estamos disponíveis para nos sentarmos à mesa com todos, com exceção do Chega – porque não há nada a falar com o Chega -, para encontrarmos as melhores soluções para o país”, disse.PS e PSD (outra vez) mais próximos.Chega em terceiro lugar 20 de janeiro.“Ainda há pouco tempo estivemos sentados.“É dizer que se o PSD ganhar o Salário Mínimo Nacional não sobe, o Serviço Nacional de Saúde [SNS] tem de ser pago, a Segurança Social é privatizada.

Sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1 e jornal Público Quatro pontos percentuais afastam o PS do PSD – a menor distância a que os dois partidos estiveram nos estudos de opinião realizados pela Universidade Católica, desde 2019, e um valor quase dentro da margem de erro do estudo, que é de 2,6%.A dez dias das legislativas, a desejada maioria absoluta de Costa afasta-se, à medida que os partidos de direita crescem.Provavelmente, teríamos poupado ao país está crise política.Não foi só o PSD.O Chega (que surge agora bem posicionado na corrida pelo terceiro lugar) e a IL (que obtém as mesmas intenções de voto que os bloquistas e os comunistas) estão a subir.PMF // JPS Ao assinar a VISÃO recebe informação credível, todas as semanas, a partir de €6 por mês, e tem acesso a uma VISÃO mais completa.10 pontos separam PS do PSD.É isso que nós devemos fazer e que o doutor António Costa não está a fazer.

Chega ultrapassa BE 16 de janeiro.Sondagem da Aximage para o DN, JN e TSF A sondagem da Aximage vem confirmar a recuperação dos socialistas face ao mês de dezembro.PS está agora a dez pontos percentuais do PSD.E há outra novidade: o Chega ultrapassa o BE e surge em terceiro lugar, neste inquérito.PS aumenta vantagem sob PSD.Temos apesar de tudo algum pudor.

BE e Chega empatos 13 de janeiro.Sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1 e Público Prestes a entrar na campanha eleitoral, que começa no domingo, 16, os socialistas sobem nas intenções de voto da última sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1 e Público; sem que, no entanto, consigam tocar a maioria absoluta.Já os sociais democratas descem.Na estimativa da Católica, o Chega ultrapassa a CDU, que vai começar a campanha sem a presença do seu líder, Jerónimo de Sousa, operado de urgência, esta semana, e substituído no terreno pelos candidatos João Oliveira e João Ferreira.E assim o partido de Ventura empata com o BE, no terceiro lugar.“É preciso ter lata dizer uma coisa dessas quando ele sabe que aquele programa foi implementado por responsabilidade do PS e, nós, é que tiramos o país da bancarrota onde o PS o colocou.

Na liga dos últimos, CDS e Livre obtêm o mesmo resultado no estudo de opinião, colocando o primeiro em risco de não conseguir eleger nenhum deputado.Socialistas crescem e BE segura o terceiro lugar 12 de janeiro.Sondagem da Pitagórica para a TVI e CNN Estará a retórica de António Costa a fazer efeito? O primeiro-ministro prometeu deixar a liderança do PS se os portugueses não derem a vitória no próximo dia 30 aos socialistas.E, segundo as últimas sondagens, a que se junta esta da TVI/CNN, Costa poderá ter de adiar os seus plano pessoais mais um tempo, pois está a conseguir recuperar alguma distância do PSD.Todavia, a tão pedida maioria absoluta, fica fora do cenário traçado pelos estudos de opinião..

Já na corrida pelo terceiro lugar, o partido de Catarina Martins consegue, para já, segurar a entrada no pódio das legislativas, ficando a 0,7 pontos percentuais do Chega de Ventura, que, neste barómetro, tem vindo a descer.Ao contrário dos bloquistas, que subiram 1,5 pontos, desde dezembro.PSD recuperou mais de metade da distância do PS, no último ano, mas ainda não é suficiente 7 de janeiro.Sondagem da Universidade Católica para a RTP, Antena 1 e Público Sondagem após sondagem a resposta à pergunta “quem venceria as eleições, se estas fossem hoje?” é invariavelmente a mesma: os socialistas.Segundo a estimativa da Universidade Católica, para a RTP, Antena 1 e Público, o PS reúne 38% das intenções de voto; mais 4 pontos percentuais do que os sociais democratas, que, no entanto, muito andaram para aqui chegar.

No último ano, o partido de Rui Rio viu a sua distância do PS encurtar para metade, nos resultados da mesma sondagem.Este estudo de opinião afasta ainda para 5.º lugar o Chega, que partilha a mesma dose de votos com a Iniciativa Liberal.Os lugares anteriores são preenchidos pelo BE e pela CDU, com 6%.PSD a apenas 7% do PS 30 de dezembro.

Sondagem do ISCTE e do ICS para o Expresso/SIC Embora o PS continue à frente nas intenções de voto (com 38%), a distância para os sociais-democratas tornou-se cada vez mais pequena, tendo esta caído para metade no último mês., o Chega assume o terceiro lugar e a CDU o quarto.A direita sai reforçada (44% em conjunto), mas esquerda continuaria em maioria no Parlamento, a confirmarem-se as previsões eleitorais.Socialistas e sociais democratas taco a taco 18 de dezembro.Sondagem da Aximage para a TSF, DN, JN A menos de um mês e meio das eleições, os dois maiores partidos encontram-se num empate técnico, com apenas os dois pontos da margem de erros a separá-los (a favor do PS).

Depois de reconquistar o partido, Rui Rio conseguiu em apenas um mês subir oito pontos percentuais – a maior recuperação até agora.PS e PSD afastam-se da maioria absoluta 17 de dezembro.Sondagem da Intercampus para o Correio da Manhã, CMTV e para o Jornal de Negócios PS e PSD estão a descer nas intenções de voto face ao mês anterior, nos resultados do mesmo barómetro.Os socialistas reúnem agora 29,4% das intenções de voto (menos 5,3 pontos percentuais) e os sociais democratas têm 22,2% (menos 2,8 pontos).Pelo contrário, cresceram os partidos mais pequenos à direita: o Chega conquista mais 1,8 pontos e tem agora 7,4%, ultrapassando o Bloco de Esquerda (que tem 5,5%).

A Iniciativa Liberal, também em ascensão, apresenta-se com 5,3% – mais do que a CDU (3,7%) e que o PAN (2,9%).PS a subir.Bloco, Chega e CDU caem 15 de novembro.Barómetro da Intercampus para o Jornal de Negócios e para o Correio da Manhã Os socialistas continuam a conquistar a maior parte das intenções de voto.No barómetro deste mês da Intercampus surgem com 39%, com os sociais democratas logo a seguir e a reduzir a distância do PS – apresentam agora 28,1%.

PAN e CDS são os outros dois partidos que crescem.Pelo contrário, BE, Chega e CDU caem, face ao mesmo barómetro do mês anterior.Chega, a terceira força política? 12 de novembro.Sondagem do ISCTE/ICS para a SIC e Expresso A sondagem divulgada pela SIC/Expresso dá ao PS 40% ds intenções de voto, mais 14 pontos percentuais que o PSD.A grande novidade é que o Chega conquistaria o terceiro lugar na representação parlamentar, atingindo, neste estudo de opinião 10%.

Se as eleições fossem hoje, a coligação do PCP com Os Verdes ficaria pelos 6%, mesmo assim, à frente do Bloco de Esquerda, que surge com menos um ponto.Esquerda mantém maioria nas intenções de voto 5 de novembro.Sondagem da Aximage para o Jornal de Notícias, Diário de Notícias e TSF Mesmo depois do chumbo do Orçamento do Estado de 2022 – que levou o.

Consulte Mais informação:
VISÃO »
Loading news...
Failed to load news.

Visão | Legislativas: Costa afirma que Rio admite um Governo PSD 'refém' da extrema-direitaO secretário-geral do PS considerou que hoje o presidente do PSD admitiu estar disponível para ter um Governo dependente do apoio do Chega, e adiantou que este partido será o único com quem não dialogará Eu não admito extremas direitas, nós no PS só aceitamos negociar com comunistas e bloquistas.

Legislativas: Rio mais confiante na vitória acusa Costa de “deturpar” propostas do PSD

Legislativas: Rio mais confiante na vitória acusa Costa de “deturpar” propostas do PSDO presidente do PSD, Rui Rio, disse hoje estar mais confiante na vitória nas eleições de 30 de janeiro e acusou o líder do PS de seguir o “rumo” da mentira ao “deturpar” as propostas social-democratas.

Legislativas: Costa afirma que direção de Rio quer fingir que é diferente do PSD de PassosO secretário-geral do PS acusou hoje a atual direção social-democrata, liderada por Rui Rio, de pretender fingir que é diferente politicamente da de Pedro Passos Coelho, apontando como exemplo de continuidade a questão do salário mínimo. Fingimento não é a sua praia antoniocostapm ? Será q Costa já n tem nada para oferecer aos portugueses,na ausência de programa, apoia-se na maledicência?Já cansa ouvir este senhor Ficar-lhe-ia mto bem demonstrar +respeito/ consideração pelo povo português N fez nada relevante pelo país últimos 6 anos agora quer fazer o quê? Gostava de ver o paleio deste artista, se encontra-se o País na banca rota, juros de empréstimos a 7,2% e o Crude a cima dos cem dólares

Legislativas: Paulo Rangel está confiante na vitória do PSD mas não quer arrogância - RenascençaO último adversário interno de Rui Rio, apesar do otimismo, diz que nada está garantido.

Legislativas: José Luís Carneiro acusa adversários do PS de “oportunismo” e “taticismo...Este deve ser muito estupido São uns piadistas a começar pela cor que escolheram 😂😂😂 Mas alguém foi mais oportunista que o líder do PS Antônio Costa? Por acaso você já se esqueceu que quem ganhou as eleições em 2015 foi o PSD eo oportunista do seu líder em geringonça com os extremistas da esquerda subiu ao poder para colocar Portugal na cauda da Europa