Covid-19, Áustria, Organização Mundial Da Saúde, Reino Unido, Europa, Países Baixos

Covid-19, Áustria

Áustria ameaça não vacinados com novas restrições

Áustria ameaça não vacinados com novas restrições

23/10/2021 19:27:00

Áustria ameaça não vacinados com novas restrições

O chanceler da Áustria, Alexander Schallenberg, ameaçou, este sábado, impor novas restrições e confinamento às pessoas não vacinadas se o número de casos de covid-19 continuar a aumentar no país.

"A pandemia ainda não ficou para trás das costas", disse Schallenberg, acrescentando que se está a aproximar"uma pandemia de não vacinados".O chanceler adiantou que, se o número de doentes com covid-19 internados nos cuidados intensivos dos hospitais chegar a 500, ou 25% da capacidade total dessas unidades no país, irá impor restrições, permitindo a entrada em restaurantes e hotéis apenas a pessoas vacinadas ou que recuperaram da doença. Se o número chegar a 600, ou seja, um terço da capacidade total das unidades de cuidados intensivos, o Governo

só autorizará a saída de casa de não vacinados por motivos de força maior.Atualmente, estão internados nos cuidados intensivos da Áustria 220 doentes com covid-19. Na semana passada, a Áustria registou 20408 novos infetados, de acordo com autoridades de saúde, elevando a média de sete dias para 228,5 por cada 100mil habitantes. Na semana anterior, o número era de 152,5 por cada 100 mil habitantes.

Embora o Governo da Áustria tenha incentivado os cidadãos a vacinarem-se, o esforço diminuiu nos últimos meses. Cerca de 65,4% da população total recebeu uma dose da vacina e 62,2% estão totalmente vacinados. Consulte Mais informação: Jornal de Notícias »

Novo estudo sobre a origem da Covid-19 aponta para mercado de Wuhan

Teatro Romano dá a conhecer as suas muitas vidas com nova exposiçãoHá milhões de anos, o mar chegava até ao local onde está agora o museu de Lisboa, pelo que outrora poderiam lá ser encontrados corais, raias e até mesmo tubarões.

Confusão volta a instalar-se na Líbia com nova vaga de refugiadosMilhares de refugiados e imigrantes imploram pela evacuação da Líbia, mas pelo menos cinco milhares foram presos ao longo do mês de outubro. A ONU diz-se incapaz de gerir a situação. A imigração mundial está a tornar-se um flagelo, devolvam esta gente aos seus Países de origem, e eles que se governem com a seita da escumalha que escolheram para os governarem. O ser humano irracional está a escolher a revolta mundial no planeta 🌏

Tailândia reabre fronteiras a turistas vacinados a partir de Novembro — incluindo de PortugalTailândia vai receber por via aérea turistas estrangeiros totalmente vacinados de 46 países, sem necessidade de cumprir período de quarentena, a partir do início do próximo mês.

Jorge Jesus e o positivo à covid-19 do treinador do Bayern: «Fomos testados e deu tudo negativo»Técnico do Benfica não acredita que os encarnados possam passar por uma nova crise motivada pelo coronavírus

Vários países da Europa de leste retomam restrições devido ao agravamento da pandemiaNúmero de casos está também a aumentar em Inglaterra.

Governo faz cedências à esquerda na lei laboralÀ última hora, além das propostas da Agenda para o Trabalho Digno, o Governo avançou com novas medidas As reivindicações laborais da esquerda são presentes envenenados. As respostas contrárias ao título são da direita.